Tasso, mandachuva do PSDB, ao se encontrar com Lula, vai dar beijo da morte em Tebet

Adeus, Simone Tebet.

A pré-candidata do MDB e da terceira via pode sofrer revés duplo nas próximas horas.

O senador cearense Tasso Jereissati, mandachuva do PSDB, irá se encontrar com o ex-presidente Lula (PT) na quarta-feira, 27 de julho.

Os tucanos podem abandonar a barca de Tebet, dizem os bastidores da política.

Ciro Gomes (PDT), ao romper aliança de 16 anos com o PT, no Ceará, abriu uma avenida para o entendimento entre PSDB, Tasso e Lula.

No Ceará, os petistas lançaram o deputado estadual Elmano de Freitas ao governo do estado enquanto o PDT apostará as fichar em Roberto Cláudio, ex-prefeito de Fortaleza.

A oposição à família Ferreira Gomes despertou o interesse do senador Tasso Jereissati, que fala em formar frente com Lula para derrotar o fascismo e o bolsonarismo, contra o golpe, a favor da demoracia.

Ou seja, Tassou vai dar o beijo da morte em Simone Tebet.

Fachin manteve convenção do MDB

Noutro front, dentro do MDB, a ala lulista foi à Justiça contra a convenção do partido amanhã.

No entanto, o presidente do TSE, ministro Edson Fachin, negou liminar a um prefeito alagoano aliado do senador Renan Calheiros (MDB-AL).

– Não é possível compreender, desde logo, pela superação da distinção na nomenclatura utilizada no ato convocatório, ao definir o uso de plataforma Zoom e de sistema de votação, para assentar que se trata de um único mecanismo digital, tampouco que será desrespeitada a previsão de sigilo dos votos contida no ato convocatório e assegurada pelo art. 26, caput, do Estatuto Partidário do MDB – decidiu Fachin, favorável à convenção emedebista, contestando a tese de que o encontro virtual não garantirá o sigilo de voto.

Blog do Esmael, notícias verdadeiras.