18 de setembro de 2013
por Esmael Morais
33 Comentários

Limpinhos do PPS indignados com o STF: “o crime compensa”

O líder do PPS na Câmara, deputado Rubens Bueno, afirmou que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), nesta quarta-feira (18), de oferecer uma nova chance de julgamento aos condenados no processo do mensalão reforça a sensação de impunidade no país e deixa a sociedade brasileira ainda mais perplexa.

O crime compensa. Esse é pensamento que toma conta da sociedade brasileira neste momento em que o Supremo acaba de garantir um novo julgamento para os mensaleiros. A decisão é um duro golpe contra a credibilidade da Justiça, que havia renascido com a condenação dos membros da quadrilha, no ano passado. A admissão dos embargos infringente reforça a sensação de impunidade para os corruptos!, lamentou o deputado do partido do “voto limpo”.

Na avaliação do líder do PPS, o STF está dizendo para o mundo que o Brasil é o país da impunidade. A decisão já tem um efeito prático. Como haverá um novo julgamento, que poderá reduzir penas, os deputados condenados vão acabar conseguindo completar o mandato sem uma punição definitiva. As prisões também serão postergadas!, criticou Rubens Bueno.

O líder do PPS ressaltou ainda que os argumentos jurídicos que basearam a concessão de uma nova chance para os mensaleiros não são oferecidos para grande parte da sociedade brasileira.

Isso só está sendo possível porque os réus tinham condições de pagar honorários milionários aos advogados. E a realidade dos brasileiros é bem outra. Nossos presídios estão abarrotados de pessoas que ainda aguardam julgamento, muitas vezes por delitos pequenos, até famélicos. Ali, a Justiça não garante o direito dos réus. Fica, para a população, a sensação de dois pesos e duas medidas!, lamenta o deputado Leia mais