7 de junho de 2018
por esmael
Comente agora

Futuro da esquerda passará por Pernambuco

O jornalista Ricardo Cappelli escreve que o futuro da esquerda brasileira, necessariamente, passará pela eleição em Pernambuco devido as peculiaridades do PSB e PT. Ele detalha a “Escolha de Sofia” que os dirigentes petistas terão de fazer entre a candidatura própria com Marília Arraes, neta do legendário Miguel Arraes, ou a volta ao ninho socialista apoiando a reeleição de Paulo Câmara. Leia mais

2 de maio de 2018
por esmael
Comentários desativados em Bate na trave o impeachment do governador de Minas

Bate na trave o impeachment do governador de Minas

Não prosperou o pedido de impeachment do governador de Minas Gerais, Fernando Pimental (PT), que foi suspenso a pedido do líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Durval Ângelo (PT). Leia mais

1 de fevereiro de 2018
por esmael
21 Comentários

Lula tem razão: “Se eu tivesse 1% nas pesquisas ninguém tentaria me impedir”

Embalado pela pesquisa do instituto Datafolha, divulgada nesta quarta (31), uma semana após ser injustamente condenado pelo TRF4, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que se tivesse 1% nas sondagens ninguém ousaria impedir sua candidatura na eleição deste ano. Lula tem razão. Leia mais

2 de dezembro de 2015
por esmael
16 Comentários

Governadores do PT dão show de aprovação; Camilo Santana, do Ceará, tem 58%, diz Paraná Pesquisas

camilo_richaO instituto Paraná Pesquisas foi ao Nordeste brasileiro, entre os dias 21 e 24 de novembro, onde entrevistou 1.340 eleitores, em 60 municípios do Estado do Ceará, e tirou a seguinte conclusão: os governadores do PT estão dando show de aprovação país afora.

Segundo a sondagem, 58% dos eleitores cearenses aprovam a administração Camilo Santana (PT).

A título de curiosidade, na semana passada o mesmo instituto realizou levantamento em Minas Gerais. Lá, a exemplo do estado nordestino, o governador Fernando Pimentel (PT) tem 54% de aprovação.

Por outro lado, o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), de acordo com a Paraná Pesquisas, é o pior avaliado do Brasil com 73% de rejeição.

26 de novembro de 2015
por esmael
20 Comentários

Administração do PT é aprovada por 54% em Minas Gerais, diz pesquisa

fernando_pimentelA administração do governador Fernando Pimentel (PT), de Minas Gerais, é aprovada por 54,4% dos eleitores daquele estado.

O levantamento é da Paraná Pesquisas entrevistou 1.583 eleitores, em 84 municípios, entre os dias 7 e 11 de novembro. A margem de erro é de 2,5%.

De acordo com o instituto, 39,5% dos eleitores mineiros desaprovam a administração de Pimentel.

Abaixo, leia a íntegra da pesquisa com intenções de votos para 2018 e rejeição dos candidatos ao governo do Minas:

20 de novembro de 2015
por admin
17 Comentários

A lama da “privataria tucana” em Minas ainda não assentou

Passadas duas semanas da tragédia humana e ambiental causados por uma avalanche de lama no município de Mariana, em Minas Gerais, depois do rompimento de uma barragem, as reais dimensões desse crime e suas implicações políticas continuam incertas.

Como a bomba estourou sob os governos estadual (Pimentel) e federal (Dilma), ambos do PT, é quase inevitável que eles sejam identificados como corresponsáveis, além e claro da própria empresa, a Samarco.

Mas é preciso voltar um pouco na história para lançar luz sobre essa lama toda. Em 1997 a Cia. Vale do Rio Doce, antes uma mineradora estatal, foi privatizada pelo governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB). Várias denúncias e escândalos envolveram o processo de privatização não apenas da Vale, mas de inúmeros bens públicos no período, ficou conhecido como “privataria tucana”.

A Vale é dona da Samarco em sociedade com a mineradora australiana BHP Billiton. FHC não se contentou em vender a Vale a preço banana com financiamento do BNDES. Em 1996, com a Lei Kandir, ele isentou de ICMS as exportações de minérios.

Mas o crime da lama da Samarco também serviu para confirmar a tese da proibição do financiamento privado de campanhas. Pois onze dos 19 deputados federais  indicados pela Câmara para fazer parte de uma comissão externa para investigar a tragédia receberam doações de campanha da Vale.

Isso por si não é prova de que eles vão aliviar as responsabilidades da empresa. Mesmo por que o Ministério Público está atento e a questão vai para a Justiça, independente do que digam os deputados. Mas o conflito de interesses é gritante.

Lembramos também que a ambientalista de primeira hora, duas vezes candidata a presidente da república, Marina Silva (REDE), ainda não visitou a área atingida. Nas poucas declarações que deu até agora, ela foi contida e só lamentou o “desastre” e falou em mais precaução.

A questão do crime ambiental em Mariana é tão nebuloso quanto a cobertura pela mídia, haja vista o direito de resposta que a TV Globo (Jornal Nacional) fora obrigada conceder ao governador mineiro Fernado Pimentel —  uma semana depois de sancionada a Lei Requião. O apresentador William Bonner pediu desculpas no Jornal Nacional. Assista ao vídeo:

O Blog do Esmael, em parceria com a TVT (geradora) e a TV 15 (repetidora), desde Belo Horizonte, transmite ao vivo para o Brasil e o mundo mais um comício da Frente Nacional Popular e Democrática.

O evento deste sábado tem como figuras centrais o governador mineiro Fernando Pimentel (PT) e os senadores Lindbergh Farias (PT-RJ) e Roberto Requião (PMDB-PR).

Dentre as bandeiras que serão discutidas hoje serão a demissão imediata do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, e a mudança na política econômica do governo Dilma; contra o golpe, instalação de uma Constituinte Exclusiva para a reforma política.

O lançamento nacional da Frente Popular e Democrática ocorreu no último dia 28 de agosto, em Curitiba (clique aqui). Na capital paranaense a palavra de ordem também foi “Fora Levy” e mudança na política econômica

28 de agosto de 2015
por esmael
8 Comentários

Lula aos tucanos: ‘Se quiserem governar, ganhem as eleições’

do Brasil 247
lula_recadoAo ser homenageado em Montes Claros, no norte de Minas Gerais, ao lado do escritor montes-clarense Darcy Ribeiro, o ex-presidente Lula voltou a rechaçar a tentativa de golpe e disse: “nós sabemos o significado do golpe, se quiserem ocupar o lugar da presidenta, disputem as eleições e conquistem a maioria dos votos”.

Lula afirmou ainda que governou para provar que “a ascensão do povo brasileiro precisava só de uma oportunidade para acontecer”. O ex-presidente lembrou que foi “massacrado por ter criado o bolsa-família, para dar um pouco de dinheiro para as pessoas terem dignidade”.

19 de maio de 2015
por esmael
9 Comentários

Lula elogia governador de Minas pelo contraste com o tucano Beto Richa

do Brasil 247
pimente_richa_profsO ex-presidente Lula publicou nesta segunda-feira (18) no Facebook um texto em defesa da educação, com elogios ao governador de Minas, Fernando Pimentel, por ter iniciado o pagamento do piso salarial dos professores, e críticas ao tucanos que administraram o Estado nos últimos 12 anos e não cumpriram a lei do Piso Salarial Profissional Nacional.

“Cumprimento o governador Fernando Pimentel, que mesmo recebendo uma situação financeira difícil do governo anterior, conseguiu em cinco meses fazer o que não foi feito em 12 anos pelos tucanos no estado: dialogar e respeitar os educadores mineiros”, afirma.

Abaixo o texto na íntegra:

15 de maio de 2015
por esmael
15 Comentários

Governador de Minas Gerais faz acordo com professores e ataca Beto Richa

do Brasil 247
pimentel_profs_richaO governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), criticou de maneira indireta os “espetáculos lamentáveis” de repressão contra professores no Estado do Paraná, governador pelo tucano Beto Richa (PSDB). Pimentel que nesta sexta-feira (15) fechou acordo com os docentes estaduais para o pagamento do piso nacional da Educação até 2017, disse que o estado mineiro “construiu consenso” para evitar greves na rede estadual de ensino.

“Ao contrário de outros Estados, onde nós estamos assistindo até espetáculos lamentáveis de agressão aos professores, em Minas nós construímos o diálogo, o consenso”, disse Pimentel. “A referência sobre as “agressões” diz respeito ao massacre de mais de 200 professores grevistas pela Polícia Militar do Paraná há cerca de 15 dias. “Em Minas Gerais, os professores são tratados com respeito, com dignidade, como deve ser com todas as categorias profissionais”, completou.

7 de abril de 2015
por esmael
29 Comentários

O Brasil se livrou do “Choque de Indigestão” tucano que quebrou os estados de Minas e Paraná

pimentel_richa_aecioOs jornalões brasileiros não deram hoje o destaque merecido ao balanço dos 100 primeiros dias da gestão do governador Fernando Pimentel (PT), que ontem revelou ao país a situação do estado de Minas Gerais após 12 anos de “Choque de Indigestão” pilotado pelo grupo político do senador Aécio Neves (PSDB). Leia mais

19 de março de 2015
por esmael
8 Comentários

Samek apresenta solução para crise hídrica em Minas. Tucanos ficam com “dor de cotovelo”

samek_agua_sp_mg.jpgO governo de Minas Gerais vai adotar o programa Cultivando Água Boa (CAB), desenvolvido pela Itaipu Binacional e parceiros, como principal ferramenta para a recuperação de microbacias e o enfrentamento da crise hídrica no Estado. Leia mais

2 de setembro de 2014
por esmael
20 Comentários

Rumores rondam candidatura de Aécio, que nega desistência

via Brasil 247

Em meio aos rumores de que Aécio Neves (PSDB) poderia desistir da candidatura, tanto para que aumentasse as chances de que Marina Silva (PSB) vencesse no primeiro turno, tanto para “salvar” a campanha em Minas Gerais, o nome de confiança de Aécio no estado, Danilo de Castro, disse que a hipótese é completamente fora de cogitação, de acordo com informações do jornal Valor Econômico.

Nos últimos dias, surgiram alguns rumores de que Aécio poderia renunciar a sua candidatura à  presidência e se candidatasse ao governo de seu estado, uma vez que o candidato do PSDB ao governo, Pimenta da Veiga, estaria atrás nas pesquisas de intenção de voto em relação à  Fernando Pimental (PT). Algumas publicações chegaram a citar uma postagem de um coordenador de redes sociais do PSDB no Facebook que sugeria que, se Marina passar muito Aécio, ele sai, apoia ela (sic), ganha no primeiro turno, e vira Governador de Minas Gerais!.

Vale ressaltar que, ontem, o coordenador geral da campanha presidencial de Aécio, senador Agripino Maia, sinalizou aliança com Marina Silva, candidata do PSB, em possível segundo turno na eleição presidencial, informou o Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado.

A hipótese já é levantada pelo PSDB caso não passe para o segundo turno. “O sentimento que nos move – PSDB, DEM e Solidariedade – é garantir a ida de Aécio para segundo turno. Se não for possível, avalizar a transição para o segundo turno. Ou seja, com uma aliança com Marina Silva, por exemplo”, disse ao Broadcast.

Outro coordenador da campanha do tucano, Alberto Goldman, disse que a declaração de Agripino foi “infeliz e inoportuna”. A declaração também foi criticada pelo deputado José Aníbal, que disse que não falaria algo do tipo.

18 de dezembro de 2013
por esmael
7 Comentários

Dilma só vai liberar Gleisi e Padilha na reforma ministerial de março

da Agência Brasil

Este blog registrou com exclusividade em 24 de outubro que Dilma Rousseff faria substituições estratégicas em seu ministério somente em março; com vistas ao pleito de 2014, a presidente confirmou hoje, em entrevista no Palácio do Planalto, que a reforma ministerial começará na metade de janeiro, ocupará fevereiro e avançará em março em decorrência das candidaturas dos ministros nos estados; Vou fazer a reforma ministerial e vai ter um período. Pretendo fazer da segunda metade de janeiro até o carnaval", disse; devem deixar o governo, na última etapa da reforma, Alexandre Padilha (Saúde) para disputar o governo de São Paulo; Fernando Pimentel (Desenvolvimento), que se candidata em Minas; e Gleisi Hoffmann (Casa Civil), no Paraná.

Este blog registrou com exclusividade em 24 de outubro que Dilma Rousseff faria substituições estratégicas em seu ministério somente em março; com vistas ao pleito de 2014, a presidente confirmou hoje, em entrevista no Palácio do Planalto, que a reforma ministerial começará na metade de janeiro, ocupará fevereiro e avançará em março em decorrência das candidaturas dos ministros nos estados; Vou fazer a reforma ministerial e vai ter um período. Pretendo fazer da segunda metade de janeiro até o carnaval”, disse; devem deixar o governo, na última etapa da reforma, Alexandre Padilha (Saúde) para disputar o governo de São Paulo; Fernando Pimentel (Desenvolvimento), que se candidata em Minas; e Gleisi Hoffmann (Casa Civil), no Paraná.

A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (18) que a reforma ministerial do governo vai começar na segunda metade de janeiro. A substituição de ministros estará concluída até o carnaval, em março, segundo a presidenta. Vários ministros da equipe de Dilma que pretendem se candidatar nas eleições de outubro de 2014 devem deixar o governo e ser substituídos. Leia mais