3 de outubro de 2014
por Esmael Morais
17 Comentários

Mesmo censurado, Requião concede entrevista pela TV caseira na internet

Primeira coletiva na internet do país foi alvo de censura nesta sexta-feira (3) no Paraná; candidato Roberto Requião teve o site da campanha suspenso pelo TRE, mas, mesmo assim manteve a entrevista com blogueiros e imprensa; peemedebista acusou a Justiça Eleitoral e a Polícia Federal de estarem facilitando! para Beto Richa e dificultando seu trabalho porque seria contra o auxílio-moradia à  magistratura; Que merda de Polícia Federal é essa?!", desabafou o candidato do PMDB, ao denunciar que um agente da PF fazia segurança de um mocó tucano, que fabricava panfletos apócrifos contra ele e a petista Gleisi Hoffmann; local do crime foi estourado! por seu irmão Maurício Requião, que recebeu voz de prisão por denunciar a irregularidade; Blog do Esmael transmitiu a entrevista coletiva ao vivo.

Primeira coletiva na internet do país foi alvo de censura nesta sexta-feira (3) no Paraná; candidato Roberto Requião teve o site da campanha suspenso pelo TRE, mas, mesmo assim manteve a entrevista com blogueiros e imprensa; peemedebista acusou a Justiça Eleitoral e a Polícia Federal de estarem facilitando! para Beto Richa e dificultando seu trabalho porque seria contra o auxílio-moradia à  magistratura; Que merda de Polícia Federal é essa?!”, desabafou o candidato do PMDB, ao denunciar que um agente da PF fazia segurança de um mocó tucano, que fabricava panfletos apócrifos contra ele e a petista Gleisi Hoffmann; local do crime foi estourado! por seu irmão Maurício Requião, que recebeu voz de prisão por denunciar a irregularidade; Blog do Esmael transmitiu a entrevista coletiva ao vivo.

O senador Roberto Requião (PMDB), candidato ao governo do Paraná, nesta sexta-feira (3), mesmo censurado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que retirou seu site do ar, concedeu entrevista coletiva a blogueiros e imprensa utilizando os perfis no Twitter, Facebook e no Blog do Esmael — que retransmitiu as imagens da TV 15 geradas a partir do Bigorrilho, bairro onde ele mora em Curitiba. ... 

Leia mais

16 de setembro de 2014
por Esmael Morais
38 Comentários

Requião “espanca” Gazeta do Povo em autossabatina; leia e assista na íntegra

O senador Roberto Requião respondeu na ‘TV 15’, a sua televisão caseira na internet, à s perguntas que teriam sido feitas a ele caso tivesse participado da sabatina da Gazeta do Povo. O candidato do PMDB ao governo do Paraná começou explicando porque não foi à  entrevista, alegando um problema de saúde e porque por treze anos a Gazeta do Povo vem me agredido com mentiras, com malandragens, com safadezas. A Gazeta do Povo é uma espécie de uma “jukebox”, que é a máquina em que você põe dinheiro e ela toca uma música; então, como eu não tenho dinheiro pra por no “jukebox”…!.

Assista ao “espancamento” completo no vídeo:

Eu tirei o dinheiro do governo do estado da imprensa, você sabe que eu assumi o primeiro governo e eles foram ao Palácio me pressionar, e diziam “ou você restabelece aquela grana que o Lerner dava, ou vai apanhar dia e noite na imprensa”. Eu respondi: como eu retirei do orçamento aí não adiantava nem pressionar. O que eu queria de fato é trazer aqueles meninos que dirigem de fato a Gazeta do Povo! aqui pra eu fazer uma sabatina com eles!, afirmou o senador.

A seguir, leia a transcrição da íntegra da autossabatina:

1. Uma de suas afirmações a respeito dos seus governos, faz referência aos bons resultados do combate à  violência e à  criminalidade. Relatórios do DataSUS, principal referencial para medir os índices de morbidade do País, mostram que quando o senhor assumiu o governo em 2003 a taxa de homicídios era de 25 por 100 mil habitantes, oito anos depois, em 2010, o senhor legou ao seu sucessor uma taxa de 34 homicídios por 100 mil habitantes. Por esses números o aumento foi de 36%. Ao que o senhor atribui a contradição entre o que fala na campanha e os dados do DataSUS?

R: Eu atribuo à  safadeza da Gazeta do Povo. Nós não tínhamos estatística no Paraná. Nós entramos no governo e estabelecemos a transparência nas estatísticas. Então essas informações passaram a ser mais corretas. E nós investimos pesadamente na polícia do Paraná.

2. Ao longo de 2009 a Gazeta do Povo fez dois grandes levantamentos sobre o uso de telefones do projeto POVO (Policiamento Volante). Em Curitiba, dos 71 celulares divulgados no site da Secretaria de Segurança Pública, só oito foram atendidos por policiais de maneira prevista. O Policiamento Volante con Leia mais