Com ajuda da Globo, Temer engoliu Bolsonaro e Huck com a mesma intervenção no Rio

Michel Temer, o Vampiro Neoliberalista, engoliu com a mesma intervenção no Rio o apresentador Luciano Huck e o deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ). Tudo com a providencial ajuda da Globo. Bolsonaro comeu a pilha do jornalão dos Marinhos e, logo em seguida, desmentiu que tivera sugerido…

Compartilhe agora
Leia mais Com ajuda da Globo, Temer engoliu Bolsonaro e Huck com a mesma intervenção no Rio

A Globo vence o carnaval do Rio

O Blog do Esmael cantou a bola ontem (13). A Beija-Flor era a escola preferida da Globo para este Carnaval, cujo desfile na Sapucaí teve a mesma narrativa da emissora dos Marinho. Portanto, a Globo também deu um “golpe” na Paraíso do Tuiuti por um…

Compartilhe agora
Leia mais A Globo vence o carnaval do Rio

Globo censura o “diabão” do Temer

Até a Folha tirou sarro da censura da Globo, que ainda esconde o “diabão” do Michel Temer — também chamado carinhosamente de “vampiro neoliberalista”. LEIA TAMBÉM: Em entrevistas “diabólicas”, Michel Temer retoma projeto pelo fim das aposentadorias “Só lá pelas 13h15, durante o “Jornal Hoje”,…

Compartilhe agora
Leia mais Globo censura o “diabão” do Temer

Beija-Flor repetiu a narrativa da Globo

A Beija-Flor é a escola preferida da Globo para este Carnaval, pois ela apresentou na Sapucaí a mesma narrativa da emissora acerca das chagas que castigam o país do golpe de Estado. A escola de Nilópolis trabalhou na Avenida as marcações “corrupção”, “violência”, “desigualdade social”…

Compartilhe agora
Leia mais Beija-Flor repetiu a narrativa da Globo

Sérgio Moro e Japonês da Federal foram “esquecidos” no Carnaval… E pau no Vampirão Neoliberal

A ausência da lava jato no Carnaval 2018 é sintomática aos privilégios para a magistratura e o mal que fizeram ao país Sérgio Moro, Japonês da Federal, etc., outrora heróis, agora percebidos como vilões por causarem milhões de desempregos no país. Se a força-tarefa foi…

Compartilhe agora
Leia mais Sérgio Moro e Japonês da Federal foram “esquecidos” no Carnaval… E pau no Vampirão Neoliberal