Ratinho revolta PT ao sugerir “metralhar” deputada Natália Bonavides

Um mês depois de o ex-ministro José Dirceu jantar com seu filho o governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), o apresentador Ratinho, do SBT, sugeriu eliminar uma deputada do PT com uso de “metralhadora”.

O apresentador Carlos Roberto Massa, conhecido como Ratinho, pai do governador paranaense, disse que a deputada do PT Natália Bonavides, do Rio Grande do Norte, tinha que ser “eliminada” com o uso de uma “metralhadora” devido a um suposto projeto de lei que retira as palavras “pai” e “mãe” das certidões de nascimento.

“Natália, você não tem o que fazer, não? Você não tem o que fazer, minha filha? Vá lavar roupa a ‘carça’ do teu marido, a cueca dele, porque isso é uma imbecilidade querer mudar esse tipo de coisa. Tinha que eliminar esses loucos… Não dá para pegar uma metralhadora, não?”, atacou o apresentador ao divulgar a foto da parlamentar petista.

Evidentemente que se trata de uma fake news do apresentador Ratinho.

PT de Curitiba aprova indicativo de apoio à pré-candidatura de Requião ao governo do Paraná

A deputada do PT disse pelo Twitter que vai processar criminalmente o pai do governador Ratinho Junior, isto é, o Ratão.

Economia

“Essas ameaças e ataques covardes não ficarão impunes. O apresentador utilizou uma concessão pública para cometer crime. Vamos acioná-lo judicialmente, inclusive criminalmente”, declarou Natália Bonavides (PT-RN).

O apresentador Ratinho usou a Rede Massa — concessão pública de emissoras de rádio em todo o país, com sede em Curitiba– para agredir injustamente a deputada, atribuindo a ela um projeto que que nunca apresentou.

“Nosso projeto 4004/2021 trata unicamente do respeito à diversidade na celebração dos casamentos civis. Não tem nada a ver com certidão de nascimento. Foi uma notícia falsa espalhada pelo apresentador”, esclareceu a parlamentar do PT.

Natália Bonavides publicou o trecho da agressão sofrida [vídeo]

A deputada também explicou do que se trata seu projeto