Lula: o povo quer emprego, comida e carinho; assista ao vídeo

O ex-presidente Lula disse em vídeo publicado nas redes sociais que o povo está precisando de emprego, comida e de carinho.

– Quem tem fome não pode esperar, e nós vamos tomar medidas sérias para garantir comida no prato do povo brasileiro, diminuir a inflação e acabar com o desemprego – disse. “Isso pra mim é uma obsessão. Nós vamos recuperar o país”, garantiu.

Para Lula, o país também está precisando de chamego. “Um país que precisa de quem goste do povo.”

– O povo quer direito de trabalhar, de sustentar sua famíliar, ter uma casinha, direito à educação aos seus filhos e qualidade de saúde – disse Lula. “Quem precisa de governo é o povo pobre”, completou.

– Tenho certeza que esse país vai voltar a ser feliz – afirmou o petista.

Lula disse que vai trabalhar para que o Brasil alcance estado de bem-estar social, no qual as pessoas tenham emprego, moradia, comida, acesso a lazer e vivam em paz.

– Nós não queremos tirar nada de ninguém. Nós queremos apenas dar oportunidade àqueles que nunca tiveram oportunidade. Eu, na verdade, quero criar um estado de bem-estar social em que as pessoas trabalhem, as pessoas morem, as pessoas comam, as pessoas vivam em paz. Que os bairros tenham área de lazer para as crianças, área de prática de esportes para o povo – disse.

– Eu quero que as pessoas vivam bem. Quero que o filho da empregada doméstica vá para a universidade, quero que o filho do pedreiro vá ser engenheiro, que as crianças humildes tenham oportunidades. (…). É esse o mundo que eu quero criar para o Brasil, um mundo de fartura, um mundo de paz, um mundo de esperança, um mundo de trabalho, um mundo, na verdade, de riqueza porque ninguém faz opção pela pobreza. Ninguém quer ser pobre. Todo mundo quer melhorar de vida – exemplificou o ex-presidente.

Lula afirmou que o papel do governo é criar oportunidades para que as pessoas melhorem de vida, ser uma espécie de alavancador dessas oportunidades. Ele afirmou querer criar com mais força políticas adotadas em seus governos, e destruídas após a saída do PT do poder, como estimular o acesso à Universidade, como aconteceu quando era presidente.

Lula lembrou do legado na educação, permitindo o acesso de cinco milhões de jovens ao ensino superior, o que fez com que o número passasse de 3,5 milhões para 8,5 milhões entre a entrada e a saída do PT do poder.

Blog do Esmael, notícias verdadeiras.

Assista ao vídeo: