Datena desistiu de desistir do Senado

Os tucanos João Doria (SP) e Eduardo Leite (RS) fizeram escola nestas eleições. Que diga o apresentador José Luiz Datena (PSC), do Brasil Urgente, pré-candidato ao Senado pelo estado de São Paulo.

Somente neste sábado (04/06), Datena foi do inferno ao céu [ou vice-versa?] ao publicar dois vídeos: um desistindo da pré-candidatura, outro reafirmando a pré-candidatura.

No Rio Grande do Sul, Leite desistiu do governo para tentar a Presidência da República, mas, diante do fracasso da terceira via, anunciou que tentará voltar ao Palácio Piratini – sede do executivo estadual gaúcho – como pré-candidato ao cargo de governador.

Doria tentou a mesma tática, ameaçou ficar no governo de SP, desistindo da empreitada ao Palácio do Planato, no entanto, pressionado, ele renunciou ao cargo para logo na sequência o PSDB abandoná-lo.

Datena hoje, reservada a peculariedade de seu caso, ameaçou abandonar a chapa bolsonarista liderada pelo ex-ministro Tarício Freitas (Republicanos), porém foi convencido a ficar. O apresentador teme ser abandonado pela ala conservadora ligada ao presidente Jair Bolsonaro (PL).

– Meus amigos e minhas amigas. Eu continuo liderando todas as pesquisas de intenção de voto para o Senado de São Paulo. Significa que hoje o povo de São Paulo me elegeria o seu senador – disse ele em um primeiro vídeo. “Mas a política e alguns políticos continuam me rejeitando. Por isso, de verdade, eu prefiro continuar representando o povo onde sempre representei. Muito obrigado pelo carinho”, jogou a toalha.

A turma do deixa-disso entrou em campo para fazer Datena voltar atrás. Ele, obediente a Bolsonaro, publicou outro vídeo desistindo de desistir do Senado.

– Exatamente pela sua confiança, povo de São Paulo, que eu reafirmo a minha pré-candidatura ao Senado, ao lado do Tarcísio [de Freitas]. Este é um recado principalmente a pretensos aliados do presidente que parecem estar fazendo campanha exatamente para o adversário, ou os adversários – afrouxou o apresentador.

Quem conhece José Luiz Datena aposta que ele não se candidatará ao Senado ou outro cargo eletivo. Ele sempre lança seu nome como pré-candidato, mas não leva o projeto até o fim. A tática do apresentador visa interditar o surgimento de novos nomes, que não sejam do campo bolsonarista.