Bolsonaro: ‘Valeu, Bonner’

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) provocou nova aglomeração neste sábado, à noite, ao sair para comer cachorro quente e tomar Coca-Cola.

Possivelmente, o presidente esteja tomando cloroquina a jugar pela fala dele na semana: ‘Quem é de esquerda toma… Tubaína’, ao defender cloroquina para a direita.

O presidente da República também fez selfies com apoiadores, que manifestaram solidariedade, e aproveitou o aglomero para criticar mais uma vez a imprensa.

“A maioria que está aqui é da imprensa. A imprensa está provocando aglomeração. [William] Bonner e Renata [Vasconcellos], a imprensa.”

Mas também rolou um afago, um agradecimento à TV Globo e ao jornalista William Bonner do Jornal Nacional.

“Valeu Bonner, a ratificação da blindagem”, agradeceu o presidente Bolsonaro.

Enquanto aglomerava, contrariando as autoridades sanitárias, Bolsonaro tomava uma gelada Coca-Cola.

Assista ao vídeo:

LEIA TAMBÉM
Globo diz, em editorial, que Bolsonaro está sem rumo

Intercept vê goleada: Bolsonaro 7 x 1 Moro

O vídeo animou os 30% dos bolsonaristas, segundo Cappelli

Nelson Teich recusa convite para ser consultor do general Pazuello, interino na Saúde

O ex-ministro da Saúde Nelson Teich recusou o convite do general Eduardo Pazuello para ser seu consultor. Teich declinou e disse que “não seria coerente” de sua parte, escreveu no Twitter nesta tarde de sábado (23).

O ex-ministro elencou as razões para não aceitar o convite para ser conselheiro do ministério numa sequência de tuites: “Agradeço ao Ministro Interino Eduardo Pazuello pelo convite para ser Conselheiro do Ministério da Saúde, mas não seria coerente ter deixado o cargo de Ministro da Saúde na semana passada e aceitar a posição de Conselheiro na semana seguinte”.

“Quando assumi o MS, o objetivo era trazer um modelo de gestão mais técnica, que aumentasse a eficiência do sistema e melhorasse o nível de saúde da sociedade. Ser mais técnico não significa apenas uma condução médica mais técnica. Isso seria tratar o problema de forma simplista”.

“Uma condução técnica do Sistema de Saúde significa uma gestão onde estratégia, planejamento, metas e ações são baseadas em informações amplas e precisas, acompanhadas continuadamente através de indicadores”, finalizou Teich.

Teich pediu demissão após desentendimento com o presidente Jair Bolsonaro sobre o uso da cloroquina para tratamento da Covid-19.