13 de dezembro de 2013
por esmael
16 Comentários

Requião emplaca CPI dos à”nibus e promete devassa nas tarifas

da Agência Senado

Como manda a tradição no Congresso Nacional, a presidência da CPI do à”nibus caberá ao proponente, senador Roberto Requião (PMDB-PR); embora a investigação da máfia no transporte coletivo tenha alcance nacional, parlamentar paranaense deverá convocar o prefeito Gustavo Fruet (PDT) e o governador Beto Richa (PSDB) para explicarem o preço abusivo da tarifa do ônibus na Grande Curitiba; "Nada é pior que a complacência e autocomplacência com a corrupção. Firmeza na CPI dos à”nibus", tuitou nesta sexta Requião, dando ideia de como agirá na comissão.

Como manda a tradição no Congresso Nacional, a presidência da CPI do à”nibus caberá ao proponente, senador Roberto Requião (PMDB-PR); embora a investigação da máfia no transporte coletivo tenha alcance nacional, parlamentar paranaense deverá convocar o prefeito Gustavo Fruet (PDT) e o governador Beto Richa (PSDB) para explicarem o preço abusivo da tarifa do ônibus na Grande Curitiba; “Nada é pior que a complacência e autocomplacência com a corrupção. Firmeza na CPI dos à”nibus”, tuitou nesta sexta Requião, dando ideia de como agirá na comissão.

A Secretaria-geral da Mesa do Senado confirmou no início da madrugada desta sexta-feira a criação da CPI do Transporte Público, após certificar o apoio de 28 senadores, um a mais do que o mínimo necessário. Até as 23h59 desta quinta-feira (12), prazo final para a confirmação dos apoios, foram retiradas 14 das 40 assinaturas que constavam inicialmente do requerimento apresentado pelo senador Roberto Requião (PMDB-PR), o que inviabilizaria a criação. No entanto, outras duas assinaturas foram apresentadas a cinco minutos do prazo fatal. Leia mais

5 de dezembro de 2013
por esmael
9 Comentários

Requião quer levar a máfia do transporte para a CPI no Senado

da Agência Senado

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) protocolou pedido de criação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI), com o apoio de 38 senadores, 11 a mais do que o mínimo necessário; a CPI deve investigar denúncias de irregularidades no transporte coletivo em todo o país; segundo o parlamentar, o poder público vem subsidiando o transporte público sem verificar a fundo se as planilhas de custo estão corretas; Coloco minha experiência sobre o assunto à  disposição da CPI!, afirmou.

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) protocolou pedido de criação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI), com o apoio de 38 senadores, 11 a mais do que o mínimo necessário; a CPI deve investigar denúncias de irregularidades no transporte coletivo em todo o país; segundo o parlamentar, o poder público vem subsidiando o transporte público sem verificar a fundo se as planilhas de custo estão corretas; Coloco minha experiência sobre o assunto à  disposição da CPI!, afirmou.

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) protocolou nesta quinta-feira (5) pedido de criação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI), com o apoio de 38 senadores, 11 a mais do que o mínimo necessário. A CPI deve investigar denúncias de irregularidades no transporte coletivo em todo o país. Leia mais

3 de dezembro de 2013
por esmael
13 Comentários

Pós-CPI: Richa ameaça, outra vez, cortar subsídio de R$ 100 mi ao transporte coletivo de Curitiba

O governador Beto Richa (PSDB) estuda acabar com o subsídio de R$ 100 milhões ao ano para a Rede Integrada de Transporte (RIT), que permite que usuários de Curitiba e mais 13 municípios da região metropolitana paguem a mesma tarifa.

O tucano deverá tomar a decisão tendo como base o relatório final da CPI do Transporte, concluída semana passada pela Câmara Municipal de Curitiba, que afirma haver “gordura” de R$ 0,48 no preço da tarifa. O presidente da comissão, vereador Jorge Bernardi (PDT), advoga a tese de que a tarifa tem que baixar para R$ 2,22.

Além de Bernardi, que é líder do PDT no legislativo municipal, partido prefeito Gustavo Fruet, o governador Beto Richa também se apoia em parecer do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que analisou contratos e planilhas de custo do sistema de ônibus em Curitiba. No relatório, produzido em setembro, órgão afirma que a passagem de ônibus deveria custar, no máximo, R$ 2,25 aos passageiros.

O subsídio concedido pelo governo do estado serve para compensar o valor da tarifa técnica da passagem, ou seja, aquela que é efetivamente paga à s empresas. Enquanto os usuários arcam com R$ 2,70, as empresas de ônibus recebem, atualmente, R$ 2,99 por cada passageiro transportado.

Depois dos protestos de junho nas ruas da capital, Fruet reduziu a tarifa nas linhas da Rede Integrada de Transporte de R$ 2,85 para R$ 2,70, equivalente a 5,23%, que vigora desde 1!º de julho.

No esforço para garantir a tarifa em R$ 2,70, até o presidente da Câmara, Paulo Salamuni (PV), se somou ao esforço ao destinar R$ 10 milhões de sobra do orçamento para os cofres municipais.

Como confusão pouca é bobagem, de posse do relatório da CPI do Transporte, vereadores de todos os partidos se movimentam no sentido de cobrar de Roberto Gregório da Silva Junior, presidente da Urbs (Urbanização de Curitiba S/A), a empresa que gerencia o transporte em Curitiba, que reduza a tarifa do ônibus para R$ 2,20 conforme determinou a comissão de investigação presidida pelo líder do partido do prefeito Fruet.

Na prática, a CPI do Transporte deu a Richa o álibi que precisava: a tarifa tem uma gordura e o município não precisa de subsídio do governo do estado; ou a CPI é laranja?

2 de dezembro de 2013
por esmael
3 Comentários

Dra. Jozélia Nogueira fez de bobos os vereadores de Curitiba

Secretária de Estado Jozélia Nogueira, da Fazenda, deixou vereadores curitibanos chupando dedos na manhã desta segunda (2); ela deveria ter comparecido à  Câmara para discutir isenção do ICMS sobre o óleo diesel usado no transporte coletivo; parlamentares foram insensíveis, pois quiseram falar em corda na casa de enforcado; governo do estado não tem dinheiro nem para pagar o cafezinho, gasolina para viaturas da PM, enfim, até salários e 13!º ainda correm risco de não cair na conta dos servidores públicos estaduais; vereador Chico do Uberaba (PMN) recebeu e-mail de um assessor da secretária informando a ausência.

Secretária de Estado Jozélia Nogueira, da Fazenda, deixou vereadores curitibanos chupando dedos na manhã desta segunda (2); ela deveria ter comparecido à  Câmara para discutir isenção do ICMS sobre o óleo diesel usado no transporte coletivo; parlamentares foram insensíveis, pois quiseram falar em corda na casa de enforcado; governo do estado não tem dinheiro nem para pagar o cafezinho, gasolina para viaturas da PM, enfim, até salários e 13!º ainda correm risco de não cair na conta dos servidores públicos estaduais; vereador Chico do Uberaba (PMN) recebeu e-mail de um assessor da secretária informando a ausência.

A secretária de Estado da Fazenda, Dra. Jozélia Nogueira, nesta segunda (2), deu um “olé” na Câmara Municipal de Curitiba. Os vereadores a esperaram pela manhã inteira, feitos bobos, mas a moça não compareceu para falar sobre a isenção do ICMS sobre o óleo diesel usado no transporte coletivo. Leia mais

2 de dezembro de 2013
por esmael
8 Comentários

CPI da Urbs sugere tarifa de ônibus a R$ 2,22. Vai baixar Fruet?

O vereador Jorge Bernardi (PDT), líder do governo municipal na Câmara, tem se esforçado por aí para convencer o pacato cidadão curitibano que a CPI da Urbs, que ele presidiu até semana passada, não produziu uma “pizza” relatório final. Há controversas.

Depois de muita investigação realizada a comissão chegou à  conclusão de que o preço da tarifa pode ser reduzido de R$ 2,70 para R$ 2,22. O líder do governo municipal é um dos que prega essa tese. Logo, cabe a pergunta: o prefeito vai baixar a tarifa quando?

No começo de outubro, em sua coluna neste blog, o secretário Municipal de Governo, Ricardo Mac Donald, considerado o capitão do time de Fruet, radicalizou ao propor redução da tarifa de ônibus a R$ 1 e passe livre aos estudantes (clique aqui para relembrar).

Mac Donald aponta o vale-transporte universal como mecanismo de financiamento do sistema e baixar o preço da passagem para o usuário do transporte público na capital. Ele sugere que a receita da universalização do VT vá diretamente para o operador do sistema.

Volto à  questão da controversa “CPI da Pizza”. Este blog sempre defendeu da tese de que não basta reduzir a tarifa do ônibus para R$ 2,22, como sugere o relatório final da investigação! (clique aqui para ler a íntegra).

Os vereadores da CPI da Urbs não tiveram coragem de indiciar !” sequer tiveram força para convocar o ex-prefeito Beto Richa e seu ex-procurador Ivan Bonilha !” para explicar a licitação que a comissão julga irregular.

Uma CPI que investigava o transporte e seus tentáculos, que se pretendia ser séria, deveria ter ao menos recomendado a constituição da frota pública de ônibus na capital. Não o fez. Apenas recomendou trocar uma máfia pela outra ao sugerir nova licitação.

Quanto à  redução no preço da tarifa, tal qual já ocorreu no pedágio, pode-se conjunturalmente reduzir, mas, logo em diante, aumenta-se com a mesma facilidade. Afinal de contas, as empresas e o modelo privado de gerenciamento, através da Urbs, prevê o lucro no sistema de transporte coletivo.

15 de outubro de 2013
por esmael
20 Comentários

Estudantes tomam a Câmara Municipal de Curitiba; assista ao vídeo

Vereador Chicarelli, autor da CPI do transporte em Curitiba, acompanha de perto a ocupação da Câmara Municipal; estudantes e integrantes de movimentos sociais reivindicam redução da tarifa de ônibus; eles elogiam a atitude democrática do presidente da Casa, Paulo Salamuni (PV), mas criticam Fruet; manifestantes pedem a volta da tarifa de ônibus aos domingos para R$ 1 e nos dias de semana a redução para R$ 2,25; assista ao vídeo.

Vereador Chicarelli, autor da CPI do transporte em Curitiba, acompanha de perto a ocupação da Câmara Municipal; estudantes e integrantes de movimentos sociais reivindicam redução da tarifa de ônibus; eles elogiam a atitude democrática do presidente da Casa, Paulo Salamuni (PV), mas criticam Fruet; manifestantes pedem a volta da tarifa de ônibus aos domingos para R$ 1 e nos dias de semana a redução para R$ 2,25; assista ao vídeo.

O vereador José Carlos Chicarelli (PSDC) divulga em seu perfil no Facebook, no começo desta noite, ocupação da Câmara Municipal de Curitiba por estudantes e entidades dos movimentos sociais. Leia mais