8 de maio de 2018
por editor
Comentários desativados em Correios: Sucatear e privatizar?

Correios: Sucatear e privatizar?

A notícia do fechamento de 513 agências e demissão de mais de 5 mil funcionários dos Correios vem causando medo entre os trabalhadores e incerteza nos usuários. O presidente da empresa, Carlos Roberto Fortner, não nega a notícia. Seria esse mais um passo rumo à privatização dos serviços postais no País? Leia mais

25 de novembro de 2014
por esmael
14 Comentários

Gleisi propõe imposto menor para universalizar internet de banda larga

bl.jpg

Um teto de 10% para a alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) relativo ao acesso à  internet em banda larga entrou na pauta da reunião desta terça-feira (25) da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). O objetivo do Projeto de Resolução do Senado (PRS) 15/2014, da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), é reduzir o preço e tornar possível a um maior número de pessoas o acesso a esse serviço.

O projeto incentiva a melhoria e a economicidade do acesso ao estabelecer a obrigação da operadora de assegurar velocidade nominal igual ou superior a cinco megabites por segundo (Mbps) e cobrar tarifa mensal de menos de R$ 40, para se credenciar à  alíquota de 10%.! 

12 de novembro de 2014
por esmael
4 Comentários

Universalização da banda larga no Brasil custará R$ 50 bilhões

via Agência Brasil

bandal

A universalização da banda larga, promessa de campanha da presidenta Dilma Rousseff para o próximo mandato, custará R$ 50 bilhões. Como não pretende cobrir todo esse gasto sozinho, o governo buscará parcerias com a iniciativa privada, informou hoje (12) o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo. Atualmente, 47% dos municípios já têm fibra ótica.

Universalizar a internet em quatro anos é [meta] factível e realizável. Mas é importante frisar que universalizar não significa que 100% das pessoas estarão conectadas porque nem a tevê aberta faz isso. Imagino que já se pode começar a falar em universalização quando esse percentual de acesso estiver na faixa dos 90%!, disse o ministro.

31 de janeiro de 2014
por esmael
3 Comentários

Traumann, mais um ministro paranaense na equipe de Dilma

Traumann, novo ministro Secretaria de Comunicação Social do Palácio do Planalto, é paranaense de Rolândia, Norte; mesmo com saída de Gleisi da Casa Civil, estado do Sul mantém três ministros na equipe de Dilma; paranaense vai comandar orçamento de cerca de R$ 2 bilhões; expectativa é que haja redirecionamento de boa parte do bolo publicitário para a mídia virtual em contraponto ao privilégio da velha mídia !“ a quem a ex-ministra Helena Chagas era ligada.

Traumann, novo ministro Secretaria de Comunicação Social do Palácio do Planalto, é paranaense de Rolândia, Norte; mesmo com saída de Gleisi da Casa Civil, estado do Sul mantém três ministros na equipe de Dilma; paranaense vai comandar orçamento de cerca de R$ 2 bilhões; expectativa é que haja redirecionamento de boa parte do bolo publicitário para a mídia virtual em contraponto ao privilégio da velha mídia !“ a quem a ex-ministra Helena Chagas era ligada.

O Paraná continuará com três ministros paranaenses na equipe da presidenta Dilma Rousseff, pelo menos nesta primeira fase da reforma ministerial anunciada ontem, mesmo com a saída de Gleisi Hoffmann da Casa Civil. Leia mais

17 de outubro de 2013
por esmael
4 Comentários

E-mail oficial do governo será mais barato e seguro, diz Paulo Bernardo

via Blog do PlanaltoDurante entrevista para o programa Bom Dia, Ministro! desta quinta-feira (17), o titular das Comunicações, Paulo Bernardo, falou sobre as mudanças na circulação de informações entre órgãos do governo federal. A ideia é usar um sistema de processamento de dados do Serpro, que inclui um novo padrão de e-mails e de comunicação interna entre os ministérios e com a presidência, pois para o ministro, tudo que circula pela internet tem um nível de proteção muito pequeno.

O Expresso! está em fase de testes no Ministério das Comunicações, e nos próximos dias, a presidenta Dilma Rousseff deverá assinar um decreto definindo um cronograma para que ministérios, autarquias, fundações e demais entes do governo federal se adequem à  nova norma. Segundo Paulo Bernardo, além de segurança, o sistema trará uma diminuição de custo para o governo, que trabalha numa possibilidade de disponibilizar o Expresso! para a população, num convênio com os Correios.

As denuncias mostram que não temos privacidade nenhuma. Isso é um absurdo do ponto de vista democrático, porque uma correspondência tem que ser inviolável, e o e-mail nada mais é que uma correspondência. (!¦) No governo federal, estamos adotando essas medidas. A mensagem pode ser criptografada, codificada para dificultar vazamento. Além disso, estamos preparando um decreto para usar redes próprias do governo para fazer o tráfego de informações. Vamos, de certa forma, sair da internet para esse tipo de comunicação!, afirmou.

Bernardo falou também sobre telefonia móvel e conexões de internet para celulares no país. Ele anunciou investimentos para que, nos próximos dois anos, distritos que fiquem até 30 km de distância da sede urbana tenham, obrigatoriamente, telefone e in