Zelensky prendeu líder do maior partido de oposição, após suspender 11 partidos na Ucrânia

O líder ucraniano Volodymyr Zelensky propôs a troca do chefe do conselho político oposicionista, Viktor Medvedchuk, por prisioneiros de guerra ucranianos.

Em março, o presidente da Ucrânia já tinha fechado 11 partidos políticos de oposição sob a alegação de que eles seriam pró-Rússia.

– Proponho à Federação Russa a troca por nossos caras em cativeiro russo – disse ele nesta quarta-feira (12/04) em sua mensagem de vídeo.

Bolsonaro fala que ultrapassará Lula nas pesquisas até julho

Mais cedo, Zelensky publicou uma foto em que Medvedchuk está algemado.

O ex-deputado da Ucrânia, Ilya Kiva, em conexão com a notícia da detenção de Medvedchuk, disse que Zelensky precisava de uma notícia alta para desviar a atenção da morte de nacionalistas e fuzileiros navais ucranianos em Mariupol.

Economia

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, não se manifestou acerca da prisão. Até parece que o oposicionista não tem a relevância para os russos como Zelensky afirmou.

A única manifestação do líder russo, hoje, foi sobre a operação especial para “desnazificar” a Ucrânia. Segundo Putin, o objetivo será atingido em breve.