Tucanelli nega convite para a Casa Civil, mas se lança ao governo em 2018

Romanelli, o Tucanelli.
Romanelli, o Tucanelli.
Depois do Beto Richa será a vez do PMDB, a minha vez!, disse ao blog o secretário do Trabalho, Luiz Cláudio Romanelli, o Tucanelli, ao negar que tenha recebido do governador tucano convite para assumir a chefia da Casa Civil do Paraná.

Romanelli faz uma defesa apaixonada das obras e realizações de Richa. Perguntando se a paixão já fazia parte do novo figurino de chefe da Casa Civil, o peemedebista afirmou que tem todas as informações porque fora líder de governo.

Não recebi convite para a Casa Civil, mas depois do Beto Richa, em 2018, será a vez do PMDB, a minha vez!, disse ele, lançando-se seis anos antes à  disputa pelo Palácio Iguaçu.

Romanelli também vê com tranquilidade os números da primeira pesquisa sobre a disputa de 2014. De acordo com ele, nos próximos seis meses, a tendência é que Richa amplie a vantagem sobre os demais concorrentes.

O blog apurou que o governador Beto Richa iniciará a reforma no seu secretariado entre os dias 7 e 11 de janeiro. A expectativa é que o tucano anuncie os novos nomes até dia 15 de janeiro.

Veja também  Greca vai assistir da varanda 'debate-protesto' de candidatos da oposição nesta terça

Comments are closed.