TRE-PR faz “strike” na bancada bolsonarista da Assembleia Legislativa do Paraná: todos foram cassados

► Tribunal eleitoral cassou todos bolsonaristas da ALEP

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PR) fez “strike” na bancada bolsonarista na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP), nesta segunda-feira (04/07), ao cassar todos os deputados eleitos pelo PSL na eleição de 2018 por fraude e fake news.

Na eleição de 2018, o PSL, então partido do presidente cessante Jair Bolsonaro obteve 603 mil votos – o que garantiu oito cadeiras à coligação PSL, Patriota e PTC.

O campeão de voto foi Fernando Francischini [427.749 sufrágios], que foi cassado por fake news e com isso caíram outros três parlamentares com ele da coligação.

Hoje, os quatro deputados estaduas restantes perderam o mandato:

► Luiz Fernando Guerra (União);

► Ricardo Arruda (PL);

► Delegado Fernando (Republicanos); e

► Coronel Lee (PSD).

Os quatro foram condenados por fraude no preenchimento das cotas de gênero pela coligação Pátria Brasil.

Ainda cabe recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O União Brasil do Paraná, herdeiro político do PSL, afirma que o processo tramita em segredo de justiça.

A agremiação ainda alega que a cassação tem efeito suspensivo, qual seja, os parlamentares podem recorrer no exercício do mandato.

O União também sustenta que a decisão do TRE-PR não causa inelegibilidade aos quatro defenestrados.

Blog do Esmael, notícias verdadeiras.