4 de fevereiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Situação da Venezuela é tema de reunião do Grupo de Contato no Uruguai

Situação da Venezuela é tema de reunião do Grupo de Contato no Uruguai

A situação de extrema tensão política na Venezuela levou à convocação de uma reunião extraordinária do Grupo de Contato Internacional (CI), em Montevidéu, no Uruguai, na próxima quinta-feira (7). O ministro das Relações Exteriores do México, Marcelo Ebrard, vai coordenar as discussões. ... 

Leia mais

17 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em “Macri é uma graça!”, ironiza Gleisi

“Macri é uma graça!”, ironiza Gleisi

A presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann, ironizou o presidente da Argentina, Mauricio Macri, que ao invés de cuidar do seu país que está em grave crise, vem ao Brasil para falar mal da Venezuela.

LEIA TAMBÉM: Bolsonaristas divulgam ‘fake news’ contra Gleisi sobre decreto da posse de armas

“Esse presidente Macri é uma graça. A Argentina derretendo, com grave crise econômica, crescimento da inflação, aumento da pobreza, desemprego altíssimo, fechamento de empresas, até saques a supermercados e ele vem aqui falar mal da Venezuela?! É muita cara de pau.” Disse a petista pelo Twitter.

Esse presidente Macri é uma graça. A Argentina derretendo, com grave crise econômica, crescimento da inflação, aumento da pobreza, desemprego altíssimo, fechamento de empresas, até saques a supermercados e ele vem aqui falar mal da Venezuela?! É muita cara de pau ... 

Leia mais

14 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Agenda entre Macri e Bolsonaro é mais ‘lenha na fogueira’ na crise da Venezuela

Agenda entre Macri e Bolsonaro é mais ‘lenha na fogueira’ na crise da Venezuela

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, irá se encontrar, pela primeira vez, com o presidente Jair Bolsonaro na próxima quarta-feira (16), em Brasília. Um dos temas centrais da agenda entre os dois presidentes é a discussão sobre a crise na Venezuela.

Os governos do Brasil e da Argentina assinaram no âmbito do “Grupo de Lima”, uma articulação informal que reúne 14 países, declaração conjunta em que não reconhecem a legitimidade do segundo mandato do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, e defendem novas eleições.

O chamado “Grupo de Lima” tem operado como braço político da ação intervencionista do governo dos EUA, que tem hostilizado permanentemente a Venezuela, aprovando bloqueio econômico, congelamento de bens e a derrubada do presidente constitucional Nicolás Maduro.

O encontro servirá de palanque para o discurso contra o governo da Venezuela e seu presidente, ampliando a ingerência nos assuntos internos do país vizinho. É mais uma ação que eleva a temperatura da crise. É mais lenha na fogueira.

A nova orientação do Itamaraty rompe com a secular tradição da diplomacia brasileira de respeitar a autodeterminação dos povos, da não intervenção nos assuntos internos dos países e da busca de solução pacífica para os conflitos, como lembrou a presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), Gleisi Hoffmann.

Macri atravessa uma fase de amplo desgaste político em decorrência da inflação alta, do desemprego crescente e da desvalorização do peso argentino. No ano passado, recorreu a empréstimos do Fundo Monetário Internacional (FMI), que impôs exigências ao governo, como corte de gastos e contenção de despesas sociais. Leia mais