Copa do Mundo Curitiba Destaques Notícias Polí­tica

“Resta à  oposição a Dilma torcer contra o Brasil na Copa”, diz Hidalgo

"Resta à  oposição a Dilma torcer pela eliminação do Brasil na Copa, a favor da Colômbia nas quartas de final", observa Murilo Hidalgo, diretor da Paraná Pesquisas, ao comentar os números divulgados ontem pelo Datafolha, sobre a corrida presidencial; em um mês, presidenta subiu de 34% para 38%; Aécio Neves oscilou de 19% para 20%; candidato do PSB, Eduardo Campos variou de 7% para 9%; segundo o especialista, o caos que se projetava durante a Copa do Mundo não se concretizou e o clima de festa no país tende a refletir nos levantamentos de agora em diante.
“Resta à  oposição a Dilma torcer pela eliminação do Brasil na Copa, a favor da Colômbia nas quartas de final”, observa Murilo Hidalgo, diretor da Paraná Pesquisas, ao comentar os números divulgados ontem pelo Datafolha, sobre a corrida presidencial; em um mês, presidenta subiu de 34% para 38%; Aécio Neves oscilou de 19% para 20%; candidato do PSB, Eduardo Campos variou de 7% para 9%; segundo o especialista, o caos que se projetava durante a Copa do Mundo não se concretizou e o clima de festa no país tende a refletir nos levantamentos de agora em diante.
Murilo Hidalgo, diretor-presidente da Paraná Pesquisas, nestas eleições, converteu-se em um dos principais consultores de presidenciáveis. Coube a ele, por exemplo, nas sondagens que fez, diagnosticar primeiro a queda e agora a recuperação da presidenta Dilma Rousseff nas pesquisas de opinião. Leia mais

Continue reading