23 de outubro de 2015
por esmael
5 Comentários

CPI de Crimes Cibernéticos quer ouvir o taradão do Palácio Iguaçu

nereu_cpi_caramoriO fotógrafo Marcelo Tchello Caramori, ex-assessor do governador Beto Richa (PSDB), que esteve preso no começo do ano sob a acusação de pedofilia, deverá ser ouvido pela CPI de Crimes Cibernéticos da Câmara Federal. O requerimento com a convocação dele foi protocolado ontem (22) pelo deputado João Arruda (PMDB-PR), integrante da comissão de investigação.

Tchello teria se apresentado durante a prisão, no final de janeiro, como assessor do governador Beto Richa em Londrina e mostrado uma tatuagem no braço 100% Beto Richa. Ele era lotado na Governadoria com salário de R$ 6.177,13, símbolo DAS-5.

Segundo informações obtidas pela CPI, Tchello teria ligações com os administradores da “Tenda Digital” na campanha eleitoral de 2014. Esse grupo é formado por cibercomissionados que agem anonimamente no submundo do crime da internet.

O deputado estadual Nereu Moura, líder do PMDB na Assembleia Legislativa do Paraná, ao Blog do Esmael, informou nesta sexta-feira (23) que a bancada estudará a possibilidade de acompanhar o depoimento do pedófilo em Brasília, pois, nos últimos oito meses, a Casa vem rejeitando a instalação de uma CPI para investigar abusos sexuais e casos de corrupção na Receita Estadual. Leia mais

18 de abril de 2015
por esmael
22 Comentários

Richa fez escola no PSDB. Alckmin contrata cibertucano para atacar o PT

cibertucanos_ptO jornal Folha de S. Paulo registrou hoje (18) que o governador Geraldo Alckmin (PSDB), de São Paulo, paga mensalmente R$ 70 mil para que um blogueiro, que navega anonimamente na internet, ataque a presidenta Dilma Rousseff e o PT. ... 

Leia mais

7 de março de 2015
por esmael
41 Comentários

Betogate: Corrupção na Receita bate à  porta do governador Beto Richa

richa_caramori_jl_corrupcao.jpgA prisão do suposto “taradão” de Londrina, Marcelo Caramori, o Tchello, ex-fotógrafo do governo do Paraná, é só a ponta do iceberg de um megaesquema de corrupção que está sendo investigado pelo Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), braço policial do Ministério Público do Paraná (MP). ... 

Leia mais

5 de fevereiro de 2015
por esmael
13 Comentários

Requião Filho pede ao Gaeco quebra de sigilo de computadores do Palácio Iguaçu

RequiaoFilho_Oficio_Tchello.jpgO deputado estadual Requião Filho (PMDB), vice-líder da oposição na Assembleia Legislativa do Paraná, nesta quinta (5), protocolou pedido ao Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), braço policial do Ministério Público, para que investigue e-mails e grupos de WhatsApp que supostamente trocaram mensagens utilizando computadores do Palácio Iguaçu. ... 

Leia mais