Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

10 de junho de 2014
por esmael
12 Comentários

PHS lança Silvio Barros ao governo do Paraná em coligação com Pros

via G1

O Partido Humanista da Solidariedade (PHS) e o Partido Republicano da Ordem Social (Pros) realizaram nesta terça-feira (10) as respectivas convenções partidárias para as eleições estaduais no Paraná. As legendas optaram por coligações nas eleições majoritárias e proporcionais, lançando o ex-prefeito de Maringá, Silvio Barros (PHS) como candidato ao governo estadual.

As convenções foram realizadas no primeiro dia do prazo permitido pela legislação eleitoral, que segue até o dia 30 de junho. Os partidos devem, em âmbito estadual e nacional, definir as candidaturas e coligações nas eleições para a presidência da República, governo estadual, Senado, Câmara dos Deputados e assembleias estaduais.

Os nomes dos candidatos a vice-governador e a senador não foram definidos nas convenções do PHS e do Pros. De acordo com o presidente do PHS, Valter Viana, o objetivo é atrair outras legendas para a coligação. Estamos em conversação com outros partidos, então deixamos em aberto essas questões para poder atrair outras pessoas!, explicou ao G1. Os candidatos devem ser escolhidos até o dia 30 de junho.

Ficou definido que PHS e Pros devem apresentar chapa completa para concorrer à  Assembleia Legislativa (Alep) e à  Câmara dos Deputados. O número de representantes de cada legenda, contudo, está condicionado à  possibilidade de adesão de mais partido à  coligação.

Silvio Barros

O candidato ao governo pelo PHS foi prefeito de Maringá, no norte do Paraná, por dois mandatos !“ entre 2005 e 2012. Foi ainda secretário estadual de gestões no Paraná e no estado do Amazonas. à‰ irmão do também ex-prefeito de Maringá e ex-deputado federal Ricardo Barros.

Nós queremos oferecer ao Paraná uma alternativa diferente de gestão pública. O Paraná já conhece o estilo do governador Beto Richa, do PSDB, já conhece o modelo de gestão do PT, que está que está no comando do Brasil

21 de maio de 2014
por esmael
15 Comentários

Silvio Barros se apresenta como candidato ao governo do Estado

O ex-prefeito de Maringá, Silvio Barros II (PHS) está se apresentando com o pré-candidato ao governo do Paraná, no que seria o palanque de Eduardo Campos (PSB) no Estado. A família Barros oscila entre apoiar o PT no plano federal e o PSDB no Paraná. Ricardo Barros (PP), irmão de Silvio, foi líder do governo Lula na Câmara e depois secretário do governo Richa e sua esposa, Cida Borghetti (PROS), está cotada a ser vice na chapa do PSDB. Em última análise, Silvio tenta ser o fiel da balança na corrida estadual caso Requião fracasse na disputa interna do PMDB.

O ex-prefeito de Maringá, Silvio Barros II (PHS) está se apresentando com o pré-candidato ao governo do Paraná. A família Barros oscila entre apoiar o PT no plano federal e o PSDB no Paraná. Ricardo Barros (PP), irmão de Silvio, foi líder do governo Lula na Câmara e depois secretário do governo Richa; e sua esposa, Cida Borghetti (PROS), está cotada a ser vice na chapa do PSDB. Em última análise, Silvio tenta ser o fiel da balança na corrida estadual caso Requião fracasse na disputa interna do PMDB.

O ex-prefeito de Maringá, Silvio Barros II (PHS), iniciou o giro pela região para tentar emplacar a pré-candidatura ao governo do Paraná. Em visita à  FOLHA, ontem, ele disse que o Estado “vive um momento adequado para uma terceira via” na disputa e que o partido pretende ser um dos primeiros a realizar a convenção e “deixar claro que isso (candidatura) não é um balão de ensaio”. Leia mais

22 de fevereiro de 2014
por esmael
9 Comentários

Ricardo Barros conspira nas sombras contra reeleição de Beto Richa

Secretário da Indústria e Comércio, Ricardo Barros, conspira contra a reeleição do governador Beto Richa, mas, "afrouxaria o sutiã" se obtivesse a vice na chapa do tucano para sua esposa Cida Borghetti; Barros ameaça candidatura própria do irmão ex-prefeito de Maringá, Silvio II, com o objetivo de levar Gleisi Hoffmann ao segundo turno da disputa pelo Palácio Iguaçu; nas sombras do poder, com aval do governo federal, o secretário de Richa articula com sete partidos políticos: PSD, PHS, PROS, PCdoB, PV, Solidariedade e PV; movimentação do G-7 também tem a ver com rebelião! contra o chapão proporcional com 14 siglas na reeleição do governador do PSDB, que seria equivalente ao suicídio para a maioria das pequenas e médias legendas!.

Secretário da Indústria e Comércio, Ricardo Barros, conspira contra a reeleição do governador Beto Richa, mas, “afrouxaria o sutiã” se obtivesse a vice na chapa do tucano para sua esposa Cida Borghetti; Barros ameaça candidatura própria do irmão ex-prefeito de Maringá, Silvio II, com o objetivo de levar Gleisi Hoffmann ao segundo turno da disputa pelo Palácio Iguaçu; nas sombras do poder, com aval do governo federal, o secretário de Richa articula com sete partidos políticos: PSD, PHS, PROS, PCdoB, PV, Solidariedade e PV; movimentação do G-7 também tem a ver com rebelião! contra o chapão proporcional com 14 siglas na reeleição do governador do PSDB, que seria equivalente ao suicídio para a maioria das pequenas e médias legendas!.

O secretário de Estado da Indústria e Comércio, Ricardo Barros (PP), ex-vice-líder no governo Lula, conspira nos bastidores contra seu “patrão”, o governador Beto Richa (PSDB). Leia mais