15 de setembro de 2013
por Esmael Morais
10 Comentários

Dividido entre Gleisi e Richa, PSD realiza debate para descer do muro nesta segunda

Nem de direita, nem de esquerda. Muito menos de centro. Pelo contrário. à‰ assim que o PSD (Partido Social Democrático) se autodefine politicamente em todo o país. Embalado pela aquisição do passe! do ex-presidente estadual do PCdoB, Chico Brasileiro, de Foz do Iguaçu, a legenda do ex-prefeito paulistano Gilberto Kassab quer ser protagonista nas eleições de 2014 no Paraná, onde não foge ao script nacional. Aqui nas terras das araucárias, a tropa está dividida entre as candidaturas de Gleisi Hoffmann (PT) e Beto Richa (PSD).

O presidente nacional da UGT (União Geral dos Trabalhadores), Ricardo Patah, que é Dilma Rousseff mais que a própria Dilma, estará em Curitiba amanhã (16) para tentar descer o partido de cima do muro.

A convite do diretório municipal do PSD (Partido Social Democrático), Patah irá proferir a palestra “Os Movimentos Sociais e a Política”, como parte do projeto “Café com Política”, idealizado pelo deputado estadual Ney Leprevost, que preside o diretório municipal do partido. Se depender dos sindicalistas, os kassabistas paranaenses embarcarão na canoa de Gleisi no ano que vem.

Segundo Ney, a intenção do PSD é oferecer aos filiados e a sociedade em geral um espaço em que vários temas de interesse público possam ser debatidos. Pelo “Café com Política” já foram debatidos vários temas, dentre os quais a economia do estado; a visão do mundo empresarial sobre a política e agora chegou a vez de ouvir o lado dos trabalhadores.

“O Ricardo Patah é, sem sombra de dúvidas, um dos maiores líderes sindicais deste país e preside a central sindical que mais cresce no Brasil. Além disso, também está à  frente do maior sindicato de comerciários da América Latina, que é o Sindicato dos Comerciários de São Paulo. Trata-se de um líder com amplo conhecimento do mundo do trabalho e da política em geral”, ressalta Ney Leprevost.

Para o secretário nacional de formação política da UGT, o eletricitário Paulo Sérgio dos Santos, a UGT é uma central sindical que defende o pluralismo de ideias dos seus dirigentes.

“A UGT não faz patrulhamento ideológico sobre os seus Leia mais