3 de junho de 2016
por Esmael Morais
16 Comentários

Uma política de herdeiros no Paraná e no Brasil

meirinho_arruda_requiao_filhoO advogado Bruno Meirinho (PSol-PR), em sua coluna de hoje (3), critica a política como herança no Paraná. Ele afirma que há perpetuação das mesmas famílias no poder local. O colunista destaca que o mesmo fenômeno se repete no Congresso Nacional, ou seja, os atuais parlamentares “são filhos, netos ou sobrinhos de outros políticos”. “Por isso houve tantos votos dedicados às famílias na sessão de votação do impeachment”, ironiza. Ainda no cenário do estado, Meirinho enaltece a origem popular do PMDB, mas faz ressalva sobre os primos Requião Filho e João Arruda, que, segundo o colunista, “certamente foram eleitos sob o prestígio de Roberto Requião, já que eles, pessoalmente, não demonstram grandes talentos”. Leia, comente e compartilhe a íntegra do texto abaixo: Leia mais

2 de outubro de 2015
por Esmael Morais
3 Comentários

Boca Maldita será palco neste sábado de lançamento de livro sobre nepotismo no Paraná

O vereador curitibano Jorge Bernardi (Rede), colunista do Blog do Esmael, e o professor Ricardo Costa de Oliveira, da UFPR, lançam neste sábado (3), em Curitiba, na Boca Maldita (Café Avenida), às 10h3, o livro “Estado, classe dominante e parentesco no Paraná”.

O local para lançamento não seria mais oportuno, pois o local historicamente tem sido palco para as grandes discussões nacionais e estaduais.

A obra objeto de pesquisas do Núcleo de Estudos Paranaenses (NEP), criado em 1994, como um espaço flexível de pesquisas, debates e discussões sobre a sociedade, a cultura e a política no Paraná.

Ao longo dos últimos vinte anos o NEP dedicou pesquisas sobre a sociedade e o poder no Paraná. Foi desenvolvida  a linha de investigações instituições, poder e famílias.

O livro apresenta  os capítulos: O poder familiar na Câmara Municipal de Curitiba (1947 a 2014), de Jorge Luiz Bernardi. Os donos da bola no futebol paranaense: gênese da estruturação e “jogadas” com o poder político do Estado, de Luiz Demétrio Janz Laibida. O desmonte do regime autoritário e o contexto histórico do PMDB na esfera paranaense: a heterodoxia de Roberto Requião em relação às concepções pemedebistas locais, de Daiane Carnelos Resende.

A nova geração do nepotismo na política paranaense, de Tiago Valenciano e Ricardo Costa de Oliveira. O papel da formação do patronato político brasileiro na construção do estado brasileiro e do Paraná, de Vanderlei Hermes Machado, Marcelo Gonçalves Marcelino e Milene Zerek Capraro. A influência do ouro na economia do Paraná ao longo do século XVIII, de Ricardo Costa de Oliveira.  O Paraná político na década de 1880, de Alessandro Cavassin Alves.  Leia mais