Golpe militar de 31 de março de 1964 deixou sequelas no Brasil

Nesta quarta-feira, 31 de março, bolsonaristas programam manifestações pela passagem dos 57 anos do golpe militar de 1964. O regime fardado durou 21 anos, deixando como legado corrupção, atraso, ataques a direitos fundamentais, violência contra pessoa humana e miséria no País. As sequelas para a marco civilizatório brasileiro são mais visíveis pelas desigualdades sociais –umas … Read more

É preciso identificar o inimigo principal, por Roberto Amaral

“Como tenho dito, a questão que nos atormenta e ameaça é se os atuais núcleos dirigentes e lideranças das esquerdas estarão à altura do desafio de se auto-reformar. Ou serão varridos da história por novas lideranças e organizações partidárias.” (José Dirceu) Roberto Amaral* Pode assustar, mas o fato objetivo é que ainda estamos longe do … Read more

Datafolha: Para 78%, regime militar de 1964 foi uma ditadura

Factualmente, a Folha é um bom jornal. Briga menos com as notícias e, por isso, divulga alguns dados que lhe endossem sua ideologia. Dito isso, o jornalão paulistano publicou pesquisa do Datafolha mostrando que 78% dos brasileiros consideram o regime militar de 1964 uma ditadura. Aqui um parêntese para contextualizar o leitor: a Folha apoiou … Read more

Defensoria da União pede à Justiça que impeça comemoração do golpe de 1964

A Defensoria Pública da União (DPU) ajuizou ação civil pública nesta terça-feira (26) para que a Justiça impeça as comemorações do golpe militar de 1964 determinadas pelo presidente Jair Bolsonaro. Na ação, a DPU pede que seja proibido que a União “pratique quaisquer atos inerentes à comemoração da implantação da Ditadura Militar, especialmente à utilização de … Read more

Bolsonaro transforma governo em jogo de War (guerra em inglês)

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), espécie de Cavalo de Troia dos militares, transforma seu futuro governo em um jogo de War (guerra em inglês). Como no jogo de estratégia, o capitão reformado segue distribuindo seu exército entre territórios a serem conquistados a partir do ano que vem. LEIA TAMBÉM CNJ põe Moro no ‘bico … Read more

Na ditadura, a ordem para matar vinha de cima

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB), estupefato, repercute o relatório da CIA sobre a “política de execuções sumárias” que vinha de cima, isto é, do Palácio do Planalto, durante a ditadura militar. Na ditadura, a ordem para matar vinha de cima Luiz Claudio Romanelli* “Temos ódio à ditadura. Ódio e nojo”. (Ulysses Guimarães) O professor … Read more

Exército pede o que o golpe não pode garantir: ‘segurança jurídica’ para matar no Rio

Se o futuro pertencesse ao coordenador da Comissão da Verdade, o procurador de Justiça Olympio de Sá Sotto Maior Neto, do Ministério Público do Paraná, após a pirotecnia da intervenção militar no Rio de Janeiro, membros das Forças Armadas e o próprio Michel Temer seriam julgados pelo tribunal de júri por eventuais crimes dolosos. É … Read more

Por 61 votos a 14, Senado aprova PEC do Atraso

cavalariaOs senadores aprovaram em primeiro turno, por 61 votos favoráveis a 14 contrários, a PEC 55, que congela pelos próximos 20 anos investimentos em saúde e educação.

Read more

Coluna do Jorge Bernardi: Cidadão comemora as Forças Armadas nas ruas

dengue
Em sua coluna semanal, o vereador Jorge Bernardi (REDE) fala da intervenção militar que está ajudando o Brasil a combater o mosquito da denge, zika e chikungunya. Segundo Bernardi, “a nação não aceita e nem mesmo os militares querem outras atribuições a não ser aquelas que a Constituição lhes assegura”. Leia,ouça, comente e compartilhe.

Download áudio

Jorge Bernardi*

Num tempo em a extrema direita pede a volta dos militares ao poder, as Forças Armadas deram um exemplo de civismo ao sair as ruas, na última semana, para combater o inimigo público nº 1, o mosquito Aedes Aegypti.

Mais de 220 mil homens e mulheres, do Exército, da Marinha e da Aeronáutica, estão percorrendo casa por casa de mais de 400 cidades brasileiras orientando as pessoas sobre os perigos e as doenças causadas por este mosquito, que transmite doenças como a dengue, chikungunya e o vírus Zika.

Já falaram até em suspender as Olimpíadas no Rio de Janeiro deste ano, caso a epidemia se agrave. O vírus Zika está infectando milhares de pessoas no Brasil e no mundo, causando morte e microcefalia em bebês. E pensar que o Brasil, há cerca de 60 anos, em 1955, extinguiu o Aedes Aegypti. Saliente-se que os cientistas ainda não tem certeza absoluta de que o vírus Zika é transmitido por este mosquito.

Acompanhei o trabalho dos militares no bairro onde moro em Curitiba, no sábado 13/02, e pude ver e ouvir, vários moradores agradecendo a eles por levar orientações sobre como combater e evitar os focos do mosquito. Pude perceber que as pessoas se sentiam seguras, protegidas, cuidadas.

Read more