21 de setembro de 2015
por Esmael Morais
8 Comentários

Nem a farra publicitária levanta a pipa do governador Beto Richa

A pipa do vovô não sobe mais
A pipa do vovô não sobe mais
Apesar de fazer muita força
O vovô foi passado pra trás!
(Marchinha de Carnaval)

A despeito da farra em propaganda, os índices de desaprovação do governador Beto Richa (PSDB) continuam altos. Segundo especialistas em opinião pública ouvidos pelo Blog do Esmael, a rejeição ao tucano ainda permanece na casa dos 80% — mesmo patamar de abril/maio.

O deputado Ademar Traiano, presidente estadual do PSDB, distribuiu nos últimos dias cerca de 100 pesquisas a prefeitos aliados sobre a disputa de 2016.

Mesmo custando perto de R$ 1 milhão, todos os levantamentos encomendados junto à Radar Pesquisas omitiram aos prefeitos a popularidade do governador Beto Richa.

Ao levar ao pé da letra aquela velha máxima do ex-ministro Rubens Recupero segundo qual “o que é bom a gente fatura, o que é ruim a gente esconde” fica evidente que coisa continua muito braba pelos arredores do Centro Cívico.

O Blog do Esmael franqueia desde já o espaço para o deputado Traiano divulgar a popularidade do governador tucano em todos os municípios pesquisados.

Se até na pesquisa do PSDB e de Traiano a pipa de Richa não levanta mais, imagina na sondagem do Murilo Higaldo — presidente da Paraná Pesquisas…

Paralelamente, é bom recordar que o governador Beto Richa promove verdadeira farra publicitária na tentativa de recuperar a imagem danificada com o massacre de 29 de abril. Além de torrar o dinheirinho dos paranaenses com propaganda em órgão de comunicação locais, o tucano tira da merenda das crianças para alimentar canais fechados de TVs como MegaPix, Sport TV, GNT, etc.

Será que esse esforço midiático com o dinheiro dos impostos, o dinheiro do contribuinte, o nosso dinheiro, trará resultado para a imagem pessoal de Richa?

Ouça a marchinha “A pipa do vovô não sobe mais:

Esmael Morais 2009-2018. O Blog do Esmael é liberto das excludentes convenções mercantis Copyright ©. O site não cobra pelos direitos autorais, portanto, pode e deve ser reproduzido no todo ou em parte, além de ser liberado para distribuição desde que preservado seu conteúdo e o nome do autor. | A política como ela é em tempo real.

Topo