3 de março de 2014
por Esmael Morais
42 Comentários

Justiça determina que Richa reabra salas de aula fechadas no Paraná

Vara da Fazenda Pública de Jaguapitã, a 55 km de Londrina, mandou Beto Richa reabrir sala de aula fechada no município; decisão inédita, com base na ação pública movida pelo promotor de Justiça Erinton Cristiano Dalmaso, do Ministério Público do Paraná, obriga a SEED cumprir as Constituições Federal e Estadual acerca da universalização do ensino público fundamental; descumprimento da determinação judicial implica em multa diária de R$ 10 mil até o limite de R$ 300 mil; fechamento de salas de aula consiste em uma política de contenção de gastos! para o governo Richa adequar-se à  LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal); trata-se da cota sacrifício! imposta à  Educação para manter o exército de comissionados no Palácio Iguaçu.

Vara da Fazenda Pública de Jaguapitã, a 55 km de Londrina, mandou Beto Richa reabrir sala de aula fechada no município; decisão inédita, com base na ação pública movida pelo promotor de Justiça Erinton Cristiano Dalmaso, do Ministério Público do Paraná, obriga a SEED cumprir as Constituições Federal e Estadual acerca da universalização do ensino público fundamental; descumprimento da determinação judicial implica em multa diária de R$ 10 mil até o limite de R$ 300 mil; fechamento de salas de aula consiste em uma política de contenção de gastos! para o governo Richa adequar-se à  LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal); trata-se da cota sacrifício! imposta à  Educação para manter o exército de comissionados no Palácio Iguaçu.

Atendendo a uma ação civil pública do promotor de Justiça Erinton Cristiano Dalmaso, do Ministério Público do Paraná, a Vara da Fazenda Pública de Jaguapitã (55 km de Londrina) determinou que o governo do estado volte a ofertar as aulas do sexto ano fundamental noturno na Escola Estadual Dr. Waldemiro Pedroso. ... 

Leia mais