29 de Março de 2018
por Eugênio Aragão
Comente agora

Lucro das estatais aumenta 214%, mas os golpistas querem privatizar tudo


O lucro líquido das cinco principais empresas estatais brasileiras aumentou 214% em 2017. A Petrobras, Caixa, Banco do Brasil, BNDES e Eletrobras renderam R$ 28,3 bilhões aos cofres públicos. Mesmo com a rentabilidade em alta, o governo do ilegítimo Michel Temer só pensa em torrar o patrimônio brasileiro e vender as empresas que são as “joias” da nossa coroa. Leia mais

24 de Março de 2018
por Eugênio Aragão
Comente agora

Temer vai intervir na Eletrobras caso não consiga privatizá-la


O ilegítimo Michel Temer quer mesmo liquidar o que resta do patrimônio nacional. A bola da vez é a Eletrobras, empresa que é responsável por boa parte da geração e distribuição da energia elétrica no País. Caso não consiga privatizá-la, Temer ameaça intervir e promover uma privatização fracionada, licitando as operações em partes menores. Leia mais

23 de Março de 2018
por Redacao
Comentários desativados em Apagão alertou para os riscos da privatização do setor elétrico

Apagão alertou para os riscos da privatização do setor elétrico

Dessa vez a culpa não foi do estagiário que ligou o disjuntor errado. O buraco é bem mais embaixo. O apagão que deixou no escuro estados do norte e nordeste do país na terça(21), com impactos também em algumas cidades da região Sul, foi provocado pela empresa privada chinesa State Grid — que opera Belo Monte/Furnas. A queda de energia, a maior desde dos apagões diários do governo de FHC, é um sinal de alerta para os riscos da privatização do parque elétrico do país — uma apetitosa fatia de ativos que atiçou a cobiça das corporações transnacionais atuantes no mercado do setor. Leia mais

16 de Março de 2018
por esmael
Comentários desativados em Meirelles anuncia calote nas emendas parlamentares

Meirelles anuncia calote nas emendas parlamentares

O ministro dos bancos privados [antiga Fazenda] Henrique Meirelles faz terrorismo na cabeça dos deputados que, até aqui, votaram como ‘cordeirinhos’ medidas antipovo e favoráveis ao golpe de Michel Temer. O representante da banca condiciona o pagamento de emendas parlamentares à aprovação da “pauta econômica” do governo pelo Congresso Nacional. Na prática, Meirelles fez deputados e senadores de bobos, na cara dura ensaia calote nas emendas. Leia mais