16 de novembro de 2013
por esmael
55 Comentários

Mídia e Barbosa fazem espetáculo com prisões de réus da AP 470

Velha mídia golpista e Barbosa estiveram em conluio desde início do julgamento da Ação Penal 470; prova disso, ontem, Veja antecipou na capa decisão que o presidente do STF tomaria mais tarde sobre prisões de réus condenados; marcha à  ré na história do Brasil recria a figura de presos políticos, tão comuns na ditadura militar que atravessou as décadas de 60, 70 e 80; PT e PCdoB classificaram prisões como golpe político do judiciário, haja vista que os presos não tiveram direito à  ampla defesa e foram condenados sem provas.

Velha mídia golpista e Barbosa estiveram em conluio desde início do julgamento da Ação Penal 470; prova disso, ontem, Veja antecipou na capa decisão que o presidente do STF tomaria mais tarde sobre prisões de réus condenados; marcha à  ré na história do Brasil recria a figura de presos políticos, tão comuns na ditadura militar que atravessou as décadas de 60, 70 e 80; PT e PCdoB classificaram prisões como golpe político do judiciário, haja vista que os presos não tiveram direito à  ampla defesa e foram condenados sem provas.

A espetacularização nas prisões dos réus na AP 470 (mensalão, segundo a velha mídia) neste feriadão já estava no script. Seguiu o ‘modus operandi’ do julgamento no STF, de Joaquim Barbosa, que foi televisionado durante 4 meses em pleno processo eleitoral de 2012. Leia mais