26 de março de 2014
por esmael
80 Comentários

Coluna do Ademar Traiano: “A enlouquecida perseguição de Gleisi Hoffmann contra o Paraná”

Ademar Traiano, líder do governo Richa e principal ideólogo do Palácio Iguaçu, em sua coluna desta quarta-feira, diz que reportagem do jornal Gazeta do Povo prova!, com dados oficiais, a perseguição enlouquecida! da ex-ministra e senadora Gleisi Hoffmann contra o Paraná;  segundo o colunista, a perseguição começou em 2011 quando a petista assumiu a Casa Civil para operar 24 horas por dia contra os interesses do Paraná!; Gleisi e o PT negam, histericamente, as denúncias de perseguição!, mas os dados comprovariam o contrário: O Paraná é a unidade da federação com menor número de autorizações do governo federal para realizar empréstimos ao longo da gestão Dilma Rousseff; o colunista diz ser mentira! que o governo tucano tenha extrapolado o limite prudencial de 49% das receitas com a folha, motivo do travamento de empréstimos; a culpa da crise vivida pelo estado, de acordo com Traiano, é da loura malvada!; leia o texto.

Ademar Traiano, líder do governo Richa e principal ideólogo do Palácio Iguaçu, em sua coluna desta quarta-feira, diz que reportagem do jornal Gazeta do Povo prova!, com dados oficiais, a perseguição enlouquecida! da ex-ministra e senadora Gleisi Hoffmann contra o Paraná; segundo o colunista, a perseguição começou em 2011 quando a petista assumiu a Casa Civil para operar 24 horas por dia contra os interesses do Paraná!; Gleisi e o PT negam, histericamente, as denúncias de perseguição!, mas os dados comprovariam o contrário: O Paraná é a unidade da federação com menor número de autorizações do governo federal para realizar empréstimos ao longo da gestão Dilma Rousseff; o colunista diz ser mentira! que o governo tucano tenha extrapolado o limite prudencial de 49% das receitas com a folha, motivo do travamento de empréstimos; a culpa da crise vivida pelo estado, de acordo com Traiano, é da loura malvada!; leia o texto.

Ademar Traiano*

Surgem novas provas da perseguição contra o Paraná por parte do PT. Uma perseguição que começou e se tornou selvagem depois de 8 de junho de 2011, quando a senadora petista Gleisi Hoffmann assumiu a Casa Civil – ministério encarregado de encaminhar os pedidos de empréstimos para a avaliação do Senado. Leia mais

19 de março de 2014
por esmael
66 Comentários

Coluna do Ademar Traiano: “Gleisi Hoffmann e Yorrally Ferreira: decisão fatal do PT sobre a maioridade penal deixa assassino impune”

Ademar Traiano, em sua coluna desta quarta, mantém o fuzilamento do costumeiro alvo louro; líder do governo e ideólogo do Palácio Iguaçu coloca na conta de Gleisi Hoffmann a derrubada do projeto no Senado que reduzia a maioridade penal de 18 para 16 anos para crimes hediondos; "Ninguém pode garantir que a vida de Yorrally Ferreira teria sido poupada se Gleisi Hoffmann não tivesse comandado a derrubada da que reduzia a maioridade penal, um desejo de 93% dos brasileiros. Mas, certamente, se não fosse à  ação da senadora paranaense - que garantiu a manutenção dessa

Ademar Traiano, em sua coluna desta quarta, mantém o fuzilamento do costumeiro alvo louro; líder do governo e ideólogo do Palácio Iguaçu coloca na conta de Gleisi Hoffmann a derrubada do projeto no Senado que reduzia a maioridade penal de 18 para 16 anos para crimes hediondos; “Ninguém pode garantir que a vida de Yorrally Ferreira teria sido poupada se Gleisi Hoffmann não tivesse comandado a derrubada da que reduzia a maioridade penal, um desejo de 93% dos brasileiros. Mas, certamente, se não fosse à  ação da senadora paranaense – que garantiu a manutenção dessa “bolsa impunidade” para menores criminosos – a possibilidade que seu assassino receber uma punição a altura de seu crime seria muito maior”, diz o colunista, que é advogado criminalista; Traiano também comentou sobre levantamento da Paraná Pesquisas sobre 51,72% dos curitibanos ainda não se convenceram que o Paraná é perseguido pelo PT e sua candidata ao Palácio Iguaçu; De cada dez paranaenses, quatro (39,95%) já descobriram o que Gleisi Hoffmann fez contra o estado nos verões passados!; leia o texto.

Ademar Traiano*

No último dia 9 um rapaz com 17 anos 11 meses e 28 dias de idade, matou a ex-namorada, Yorrally Ferreira, de 14 anos com um tiro no olho em Brasília. O assassinato ocorreu depois de o menor ter espancado barbaramente a menina. Ele filmou a execução e divulgou as imagens para amigos pelo WhatsApp. Em seguida, assistiu a um jogo de futebol na TV, comemorou a vitória do seu time e foi ao dentista. Leia mais

11 de março de 2014
por esmael
25 Comentários

Vira o disco, Richa: 51% dos curitibanos dizem que governo federal “não” persegue o Paraná

O líder de Beto Richa na Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano (PSDB), principal ideólogo do Palácio Iguaçu, terá de calibrar a mira em seus contundentes discursos contra a senadora Gleisi Hoffmann; segundo a Paraná Pesquisas, exclusiva para o Blog do Esmael, 51,72% dos curitibanos não concordam que o governo federal promove perseguição ao governo tucano; apenas 39,95% concordam que Richa não consegue realizar as obras necessárias porque há perseguição do governo Dilma Rousseff; ou seja, a população não percebe a pré-candidata do PT como culpada pela grave crise financeira que assola o Paraná; portanto, o governador do PSDB terá que virar o disco, ou seja, vai perdendo a batalha da comunicação.

O líder de Beto Richa na Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano (PSDB), principal ideólogo do Palácio Iguaçu, terá de calibrar a mira em seus contundentes discursos contra a senadora Gleisi Hoffmann; segundo a Paraná Pesquisas, exclusiva para o Blog do Esmael, 51,72% dos curitibanos não concordam que o governo federal promove perseguição ao governo tucano; apenas 39,95% concordam que Richa não consegue realizar as obras necessárias porque há perseguição do governo Dilma Rousseff; ou seja, a população não percebe a pré-candidata do PT como culpada pela grave crise financeira que assola o Paraná; portanto, o governador do PSDB terá que virar o disco, ou seja, vai perdendo a batalha da comunicação.

O governador Beto Richa (PSDB) precisa urgentemente virar o disco e tocar outra música, se quiser justificar e convencer sobre os motivos da crise que assola as finanças do Paraná. Leia mais