7 de fevereiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Protestos contra a perseguição a Lula por todo o Brasil

Protestos contra a perseguição a Lula por todo o Brasil

Apoiadores do ex-presidente Lula estão organizando protestos contra a perseguição judicial e política que ele vem sofrendo. Os atos acontecerão em diversas cidades a partir desta quinta-feira (7). Confira os locais e horários.  ... 

Leia mais

26 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em “Mais um abuso do MP partidarizado contra Lula”, afirma nota do PT

“Mais um abuso do MP partidarizado contra Lula”, afirma nota do PT


Em nota assinado pela presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, o Partido do Trabalhadores denunciou mais um ataque do Ministério Público Federal de São Paulo contra o ex-presidente Lula. A nova denúncia do MPF foi apresentada nesta segunda-feira (26). O partido classificou a denúncia como “peça de ficção e afirma que seus autores deveriam responder por abuso de autoridade”.

Leia a íntegra da nota:

A denúncia mentirosa apresentada hoje (26/11) pelo MP Federal de São Paulo contra o presidente Lula é uma vergonha para as instituições judiciais brasileiras. É uma peça de ficção, que sequer descreve o crime levianamente imputado a Lula.

No estado de direito, seus autores deveriam responder por denunciação caluniosa e abuso de autoridade. Relacionam fatos de 2007 a uma doação legal e transparente de 2016, quando Lula já tinha se tornado um perseguido político.

Querem tratar como crime uma relação institucional entre agentes privados. Os setores descaradamente partidarizados do MP e do sistema judicial são insaciáveis na perseguição a Lula e, dessa forma, desmoralizam as instituições que representam. O PT continuará denunciando, por todos os meios, esta organização fora da lei, a cada novo abuso que cometerem.

Gleisi Hoffmann, presidenta Nacional do PT Leia mais

23 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Nova ação é mais uma etapa do ‘lawfare’ contra Lula, diz defesa

Nova ação é mais uma etapa do ‘lawfare’ contra Lula, diz defesa


A defesa do ex-presidente Lula classificou a nova ação penal como mais uma etapa do “lawfare” contra o líder petista. “A nova ação penal manifestamente descabida contra Lula dá continuidade à perseguição inicial iniciada em 2016, com o objetivo de interditá-lo na política”, diz a nota divulgada na noite desta sexta-feira(23) pelos advogados da defesa do petista, preso político da Lava Jato há mais de sete meses.

Leia a íntegra da nota: Nova ação contra Lula dá continuidade à perseguição política

O processamento de uma mais uma ação penal manifestamente descabida contra Lula dá continuidade à perseguição judicial iniciada contra o ex-presidente em 2016, com o objetivo de interditá-lo na política, além de colocar em risco sua saúde. É mais etapa do lawfare contra Lula, que consiste na deturpação das leis e dos procedimentos jurídicos para fins de perseguição política.

Lula não cometeu qualquer crime durante o exercício do cargo de presidente da República e tampouco participou de qualquer organização criminosa. Ao contrário, seu governo serviu de modelo para outros países e os programas implantados naquele período foram reconhecidos e premiados por entidades internacionais como o ONU.

A acusação também atenta contra padrões jurídicos elementares e contra o Estado de Direito ao pretender atribuir a Lula e a pessoas que participaram de seu governo a prática de crime de organização criminosa em período anterior a 2013, quando o delito sequer tinha previsão legal.

A defesa de Lula será apresentada no prazo legal com a perspectiva de que a decisão que determinou o processamento da ação seja revertida, restabelecendo-se a segurança jurídica e as garantias fundamentais do ex-Presidente. Leia mais

1 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Paulo Pimenta: Moro foi beijar a mão e o coturno de Bolsonaro; assista

Paulo Pimenta: Moro foi beijar a mão e o coturno de Bolsonaro; assista

O líder do Partido dos Trabalhadores na Câmara dos Deputados, Paulo Pimenta (RS) afirmou nas redes sociais que o juiz Sergio Moro atuou como cabo eleitoral nas eleições presidenciais e hoje (01) foi ao Rio de Janeiro beijar a mão e o coturno de Jair Bolsonaro (PSL).

Para o deputado, o encontro com Paulo Guedes, futuro ministro da Economia de Bolsonaro, ainda durante a campanha eleitoral comprova que o juiz Moro já sabia que se o candidato do PSL fosse eleito seria seu ministro.

Ainda de acordo com o líder do PT, a prova cabal da relação criminosa e perversa entre o juiz a Lava Jato e Bolsonaro foi quando o juiz da Lava Jato vazou o depoimento de Antonio Palloci em plena campanha eleitoral.

Pimenta afirma que agora é possível entender melhor a implacável perseguição da Lava Jato contra Lula.

Assista:
(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = 'https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js#xfbml=1&version=v3.2'; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, 'script', 'facebook-jssdk'));

PAULO PIMENTA AO VIVOAssista!Participe, comente e compartilhe!#PauloPimenta #EPP ... 

Leia mais

29 de maio de 2018
por editor
Comentários desativados em Manifesto mundial de intelectuais pede a libertação de Lula

Manifesto mundial de intelectuais pede a libertação de Lula

Um manifesto que em seu lançamento já contava com assinatura de cerca de trezentos renomados intelectuais de vários países, está circulando nos meios acadêmicos e recebendo traduções para os mais diversos idiomas. “Lula da Silva é um preso político. Lula livre!” é o título da petição que descreve de maneira simples, mas detalhada, todo o processo de perseguição que o ex-presidente vem sofrendo e que o transformaram em preso político.

O manifesto foi organizado por Erika Robb Larkins, James N. Green, Peter Evans, Rebecca Tarlau e Stanley Gacek.

Já foi assinada por intelectuais renomados, como Tariq Ali, Robert Brenner, Wendy Brown, Noam Chomsky, Angela Davis, Axel Honneth, Fredric R. Jameson, Leonardo Padura, Carole Pateman, Thomas Piketty, Boaventura de Sousa Santos, Slavoj Žižek.Red Block, Mark Blyth, Michael Burawoy, Peter Evans, Neil Fligstein, Marion Fourcade, Frances Fox Piven, Michael Heinrich, Michael Löwy, Laura Nader, Erik Olin Wright, Dylan Riley, Ananya Roy, Wolfgang Streeck, Göran Therborn, Michael J. Watts e Suzi Weissman.

A petição também recebeu apoio de especialistas reconhecidos e diretores de centros de pesquisa em Estudos Latino-Americanos como Alex Borucki, Aviva Chomsky, Brodwyn Fischer, Barbara Fritz, James N. Green, Victoria Langland, Mara Loveman, Carlos Marichal, Teresa A. Meade, Tianna Paschel, Erika Robb Larkins, Aaron Schneider, Stanley J. Stein e Barbara Weinstein.

E economistas mundialmente renomados como Dean Baker, Ha-Joon Chang, Giovanni Dosi, Gérard Duménil, Gary Dymski, Geoffrey Hodgson, Costas Lapavitsas, Marc Lavoie, Thomas Palley, Robert Pollin, Pierre Salama, Guy Standing, Robert H. Wade e Mark Weisbrot.

Leia a íntegra do manifesto abaixo.

O original está no site Change.Org ... 

Leia mais

21 de abril de 2018
por editor
Comentários desativados em Sindicalistas dos EUA farão protesto pela liberdade de Lula

Sindicalistas dos EUA farão protesto pela liberdade de Lula

A American Federation of Labor – Congress os Industrial Organizations (AFL-CIO), maior congregação de sindicatos dos Estados Unidos, realizará na próxima segunda-feira (23) uma manifestação pela liberdade de Lula. O protesto será em frente à embaixada brasileira em Washington.

Segundo a convocação, Lula é um preso político. “Desde pelo menos 2014, Lula tem sido objeto de táticas agressivas e investigações ilegais por parte de um juiz federal. Apesar da Constituição brasileira garantir que todos devem ser mantidos livres até a última apelação nas cortes superiores, o mesmo juiz que liderou as investigações e presidiu o julgamento, ordenou a prisão e detenção de Lula”, afirma o texto da organização sindical.

Veja a baixo o texto original da convocação:

“A perseguição, a condenação e a detenção de Lula são mais do que uma violação de seus direitos humanos. Eles são uma manobra política desonesta para impedi-lo de concorrer à presidência nas eleições de outubro de 2018. Ele tem liderado todas as pesquisas sobre as próximas eleições e não podemos permitir que ele seja barrado e o Brasil sofra outra negação da democracia”.

Segundo a convocação, “dada a inocência e a falta de provas, Lula se entregou às autoridades de Curitiba. No Brasil e no mundo, sindicalistas de direitos humanos e democracia estão mobilizando apoio para Lula e democracia no Brasil”.

Com informações do

Partido dos Trabalhadores ... 

Leia mais

15 de fevereiro de 2018
por Esmael Morais
1 Comentário

Perseguição a Lula: Raquel Dodge trocou a Constituição pela bula inquisitorial

Jeferson Miola, em artigo especial, afirma que a procuradora-geral Raque Dodge, “inventou” tese para sustentar posição contrária ao habeas corpus ao ex-presidente Lula. Segundo o articulista, “[os argumentos] não são encontráveis na Constituição brasileira, mas sim nas bulas inquisitoriais da idade média.”

Jeferson Miola* ... 

Leia mais

4 de dezembro de 2017
por Esmael Morais
20 Comentários

Parlamento do Reino Unido fica chocado com relatos da perseguição a Lula

Os advogados de Lula expuseram ao Parlamento do Reino Unido, nesta segunda-feira (4), em Londres, as perseguições jurídicas-midiáticas ao ex-presidente da República. Leia mais

3 de outubro de 2016
por Esmael Morais
28 Comentários

28 anos da Constituição Cidadã: democracia ou barbárie?

gleisi_constituicaoA senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), em sua coluna desta segunda (3), lembra que esta semana a Constituição completará 28 anos e faz a seguinte provocação: ‘democracia ou barbárie’em tempos de estado de exceção, de ‘remédios excepcionais’ na Lava Jato? Nesse contexto, estarrecida, ela protesta contra a anulação, pela Justiça de São Paulo, dos julgamentos que condenaram 74 policiais militares pelo massacre do Carandiru, em 1992, quando 111 presidiários foram assassinados em uma ação da PM. Leia mais