24 de março de 2016
por admin
3 Comentários

Coluna do Requião Filho: PSDB encobre aliados custe o que custar

Download áudio

Requião Filho*

O PSDB não se cansa de atacar o Governo Federal, como se fossem baluartes da moralidade brasileira, representantes da mais fina casta política superior desde o berço. Seus filiados, aqui no Paraná, seguem o mesmo estratagema, mas todos não passam, sequer, de meros Rolex paraguaios…

Não se ofendam senhores! Mas os fatos falam por si. Críticas acirradas à nomeação de um famoso ministro, alegações jogadas de que se estaria violando a probidade, que haveria obstrução da justiça, dentre outros dizeres atualmente no topo da moda, que não passam de mero discurso pronto, tomaram a agenda do PSDB, que não enxerga o próprio umbigo.

Mas, aqui nesta coluna, podemos auxiliar a memória dos membros do partido, que não medem esforços para de fato proteger seus aliados.

O mais recente caso é a tentativa de dar foro privilegiado a suplente de Deputado Federal, que atualmente se encontra recolhido no sistema penitenciário, por infração à Lei Maria da Penha. Para conseguir tal intento, o governo realizou a troca do comando da Casa Civil, abrindo vaga na Câmara dos Deputados. O interessante vai ser o novo Deputado assumir sua cadeira com um visual pós Piraquara, com a careca a mostra. Este é o orgulho de ser PSDB.

Não é diferente a situação do famoso assessor da “sogra fantasma”, hoje Secretário de Estado, cuja nomeação se deu às vésperas de Leia mais

21 de março de 2016
por Esmael Morais
15 Comentários

Richa abre vaga na Câmara Federal para Bertoldi, que está preso

O governador Beto Richa (PSDB) segue “inovando” no Paraná. O tucano conseguiu a proeza de uma abrir uma vaga na Câmara Federal para o suplente Osmar Berdolti (DEM), que está preso há quase um mês.

O suplente de deputado foi preso porque bateu na ex-mulher e descumpriu ordem judicial de não chegar perto da moça.

Bertoldi assumirá a vaga deixada pelo deputado Valdir Rossoni (PSDB), que assumiu a chefia da Casa Civil nesta segunda-feira (21). Mas, para isso, precisará de um Habeas Corpus. “Já ingressamos com o pedido em juízo”, disse ao Blog do Esmael o advogado Cláudio Dalledone Júnior.

Curiosamente, Rossoni também teve um entrevero nas redes sociais com uma professora de Curitiba. Ele a chamou de “biscate”, o que gerou protestos na categoria.

Na linha de sucessão, também estão os suplentes Nelson Padovani (PSC) e Paulo Martins (PSC) — primeiro e segundo suplentes, respectivamente.

Além de Rossoni, o deputado Ricardo Barros (PP) deixou a Câmara para assumir a Secretaria de Estado do Planejamento.

Como se vê, Richa continua inovando (para pior), pois, recentemente foi o primeiro governador paranaense investigado com autorização do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Leia mais