7 de Fevereiro de 2018
por esmael
Comente agora

Motoristas de São Paulo decidem parar dia 19 contra a reforma da previdência

Os condutores de ônibus de São Paulo irão parar no próximo dia 19 de fevereiro o sistema de transporte público da cidade. O protesto será contra a reforma da previdência, que ameaça a aposentadoria de todos os brasileiros. Leia mais

11 de dezembro de 2017
por esmael
9 Comentários

Ônibus vão parar contra a reforma da previdência, decide setor de transportes

A decisão de paralisar foi tomada hoje (11) em São Paulo, pela UGT, mas a tendência é que o setor de transportes de todo o país também adira à paralisação contra a reforma da previdência.

8 de dezembro de 2017
por esmael
5 Comentários

Requião Filho: Prefeitura de Curitiba persegue pobres, deficientes e idosos

O deputado Requião Filho (PMDB) publicou um vídeo na internet criticando a gestão do prefeito de Curitiba, Rafael Greca (PMN), que estaria perseguindo pobres, deficientes e idosos ao retirar gratuidade nos ônibus.

16 de Fevereiro de 2017
por esmael
2 Comentários

Desalmada, “Justiça” confirma tarifa de ônibus mais cara do país em Curitiba

Como previsto, o desembargador Leonel Cunha, do Tribunal de Justiça do Paraná, concedeu liminar nesta quinta (16) autorizando a Prefeitura de Curitiba aumentar a tarifa de ônibus para R$ 4,25.

7 de Fevereiro de 2017
por esmael
4 Comentários

Tadeu Veneri anuncia ação popular contra aumento abusivo no ônibus de Curitiba; assista

O deputado Tadeu Veneri (PT), líder da oposição na Assembleia Legislativa do Paraná, anunciou nesta terça-feira (7) que ajuizou na 3ª Vara da Fazeda Pública uma ação popular contra o aumento abusivo na tarifa de ônibus de Curitiba.

23 de novembro de 2016
por esmael
19 Comentários

Greca deverá ser vítima de calote de Richa já no 1° dia de gestão

richa_calote_ritDiretores da COMEC, órgão do governo do Paraná que gerencia (?) o transporte coletivo na região metropolitana de Curitiba, têm desmentido o chefe, o governador Beto Richa (PSDB), dizendo ser “impossível” reintegrar o transporte coletivo em 1º de janeiro de 2017 como prometeu o tucano.

17 de agosto de 2016
por esmael
12 Comentários

Veja essa: Fotógrafo que ficou cego por tiro em protesto “é culpado”, diz justiça

choque_fotografoO fotógrafo Sérgio Andrade da Silva, que ficou cego devido um disparo de bala de borracha pela PM de Geraldo Alckmin (PSDB), enquanto cobria as manifestações de junho/julho de 2013, foi considerado “culpado” pela Justiça de São Paulo.

2 de Janeiro de 2016
por esmael
6 Comentários

Veja essa: Aumento na passagem de ônibus fez a terra tremer em Londrina

onibus_tremor_kireeffO prefeito de Londrina, Alexandre Kireeff (PSD), é apontado como principal suspeito pelo tremor sentido ontem (1º) na zona leste da cidade.

Moradores acreditam que o aumento da tarifa de ônibus, que subiu de R$ 3,25 para R$ 3,60, seja o “real” motivo da sequência de estrondos e tremores.

Durante o mandato de Kireeff, os reajustes na tarifa foram quase três vezes maiores (63,63%) que a inflação no período de (21,84%).

21 de novembro de 2015
por admin
6 Comentários

Coluna do Jorge Bernardi: Tragédias de Mariana (MG) e Paraty (RJ), e os ônibus sucateados de Curitiba

Download

Jorge Bernardi*

O que há de comum entre a tragédia de Mariana, MG, que fez mais de 30 vítimas fatais e se constitui no maior desastre ecológico no Brasil de todos os tempos, e os mais de 200 ônibus sucateados, com prazo de validade vencidos, que circulam nas ruas de Curitiba?

A tragédia de Mariana, com o rompimento de duas barragens que acumulavam resíduos altamente tóxicos de minérios demonstram o descaso e a falência dos órgãos de fiscalização e de controle, diante de uma situação previsível. Passada a comoção inicial, vê-se o desrespeito com as normas e a segurança, causando a destruição da biodiversidade do vale do rio Doce.

A empresa Samarco, pertencente a duas das maiores mineradoras do mundo, Vale e BHP, pouco ou nenhum respeito demonstraram com os seres humanos e com a natureza. O lucro para a empresa está acima da vida, do meio ambiente. E o que é pior onde estavam os órgãos de fiscalização que asseguraram a segurança das represas poucos meses antes da tragédia?

O que está acontecendo em Curitiba é que mais de 10 % da frota de ônibus roda com vida útil vencida colocando em risco, diariamente, a vida de milhares de pessoas. Se nada for feito, até o final de 2016, cerca de 500 ônibus sucateados estarão circulando pelas ruas da cidade.

Como a situação chegou a este ponto? Em 2013, o sindicato das empresas de ônibus, Setransp, conseguiu liminar da justiça cancelando a obrigatoriedade de renovação da frota. A infeliz decisão judicial compara-se a autorização para que remédios, com prazo de validade vencidos, continuem sendo vendidos e consumidos pela população. Isto é o que está ocorrendo, e o pior, um juiz anônimo, que ninguém conhece ou ouviu falar, concedeu a liminar que está colocando em risco a vida dos curitibanos.

Em 7 de setembro deste ano, um acidente com 15 mortos e mais de 60 feridos ocorreu em Paraty, RJ, envolvendo um ônibus urbano daquele município que rodava com a vida útil vencida. Prevalece a ganância dos que querem ganhar cada vez mais sem oferecer em contrapartida segurança, conforto e qualidade de serviço aos usuários.

Tanto Mariana quanto Paraty, são exemplos de tragédias anunciadas, que poderiam ser evitadas se o poder público cumprisse com o seu dever. Quanto aos ônibus, com validade vencida de Curitiba, só nos resta invocar a proteção Divina. Das autoridades, nada podemos esperar.

*Jorge Bernardi, vereador de Curitiba (Rede), é advo

31 de outubro de 2015
por esmael
9 Comentários

Fruet sofre cerco da ‘tarifa zero’ na região metropolitana de Curitiba

O pequeno município de Tijucas do Sul, na região metropolitana, a 50 km de Curitiba, decidiu municipalizar o transporte público a partir do próximo dia 4 de dezembro quando vence a concessão de 25 anos.

A Prefeitura vai oferecer ‘tarifa zero’ para os 15 mil potenciais usuários tijucanos-do-sul. Atualmente, o serviço concessionado tem tarifa que custa entre R$ 3,50 e R$ 5.

O secretário municipal de Administração de Tijucas do Sul, Hélio Marcos de Oliveira, ao jornal Gazeta do Povo, explicou com simplicidade a “mágica” que possibilitou a tarifa zero:

“Para manter o preço atual da tarifa, teríamos que subsidiar um pouco. Entre isso e deixar a tarifa gratuita, decidimos investir um pouco mais e adotar a tarifa zero”.

Ou seja, o município eliminou o agenciamento que a máfia do transporte coletivo vinha fazendo o qual come um “subsídio” danado há 25 anos.

Se a tarifa zero no transporte público é possível num pequeno município, como comprovou Tijucas de Sul, também o é nos grandes municípios. No caso de Curitiba, pela quantidade de usuários, o custo da operação tende a ser menor, ou seja, a tarifa gratuita seria ainda mais crível na capital de todos os paranaenses.

O diabo é que a Prefeitura de Curitiba não almeja desvencilhar-se da máfia que domina o setor há décadas. Pelo contrário. As empresas de ônibus são peças-chave no financiamento de campanhas eleitorais.

Portanto, mesmo sob cerco da tarifa zero na região metropolitana, a Curitiba de Gustavo Fruet deverá resistir à gratuidade.

Em várias cidades do Paraná e do Brasil já se adota a ‘tarifa zero’ com grande sucesso de crítica e público.

Está aí um belo tema para os debates nas eleições de 2016.

14 de outubro de 2015
por esmael
12 Comentários

Em meio à denúncia de ‘orgia sexual’, ônibus pode subir a R$ 4 em Curitiba

assedio_urbs_fruetO k-suco está fervendo na Prefeitura de Curitiba e na Urbs (Urbanização de Curitiba S/A), empresa que deveria gerenciar o transporte coletivo na capital de todos os paranaenses.

Para entender esse quiproquó danado, o Blog do Esmael entrevistou o presidente do Sindiurbano (Sindicato dos Trabalhadores em Urbanização do Paraná), Valdir Mestrini, que prevê tarifa do ônibus a R$ 4 até fevereiro de 2016.

Os trabalhadores na Urbs denunciam orgia, assédio sexual e tarifa alta nos ônibus. “Tudo com vistas grossas do prefeito Gustavo Fruet (PDT)”, denunciam os sindicalistas.

O Sindiurbano realiza daqui a pouco, às 18h30, no Senge (Sindicato dos Engenheiros), uma plenária para debater essa crise no transporte coletivo. Na reunião, eles pedirão a cabeça do presidente da Urbs, Roberto Gregório, que, segundo os sindicalistas, estaria mancomunado com a máfia das empresas em desfavor dos usuários dos ônibus.

A seguir, leia a íntegra da entrevista:

24 de junho de 2015
por esmael
34 Comentários

Ingratidão dos Richa gera solidariedade a Dilma nas redes sociais

ingratidao_richaPegou mal para o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), a tentativa de capitalizar ontem (23), como sendo seus, os 20 ônibus entregues pelo programa “Caminho da Escola”, do governo Dilma Rousseff (PT). Leia mais