15 de Maio de 2015
por esmael
14 Comentários

Rachou: “PT traiu os trabalhadores”, diz dirigente petista

milton_dilmaO sindicalista Milton Alves, dirigente do PT municipal de Curitiba, em nota oficial distribuída ontem (14), acusou o partido de cometer “infeliz de traição aos interesses dos trabalhadores” ao votar na Câmara o chamado fator previdenciário.

Na quarta-feira (13), nove deputados do PT votaram pela mudança do fator previdenciário e 5 não compareceram à sessão na Câmara — o que ajudou na derrota do governo Dilma.

A mudança pretendida pelo governo endurecia as regras para a concessão de benefícios como pensões e auxílio-doença, considerada importante no ajuste fiscal.

Alves, que já presidiu o PCdoB do Paraná por duas décadas, afirma que há um “descolamento petista ou doença senil do governismo” nesses episódios contra os trabalhadores.

Milton Alves e setores do PT, da correção Ação Petista, articulam a criação de um novo partido de esquerda — o Avante — cuja liderança principal é da deputada federal e ex-prefeita de São Paulo Luiza Erundina (PSB).

A seguir leia a íntegra do manifesto de Milton Alves, que, de acordo com correntes internas, representa o mesmo pensamento de ao menos 80% do PT: