1 de abril de 2016
por esmael
7 Comentários

Sargento Garcia x Zorro: Lava Jato desenterra pauta da Globo na campanha de 2002

O juiz Sérgio Moro desencavou nesta sexta-feira, dia 1º de abril, uma pauta da Globo de 14 anos atrás.

O Jornal O Globo havia adiantado a pauta em 17 de janeiro deste ano e, novamente, apontado o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como “alvo indireto” da operação consumada hoje.

A questão da Lava Jato virou patologia tal qual a obsessão do Sargento Garcia pela prisão de Zorro.

A 27ª fase da Lava jato, batizada como Carbono 14, tem como alvo Silvio Pereira, conhecido como Silvinho, que já foi secretário-geral do PT, assim como o empresário Ronan Maria Pinto, acusado de chantagear o Partido dos Trabalhadores no caso da morte do ex-prefeito de Santo André (SP), Celso Daniel.

Também foram levados para depor, de forma coercitiva, o ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares, e o jornalista Breno Altman, editor do site Opera Mundi.

O juiz Sergio Moro investiga se empréstimo do Banco Schahin para o pecuarista José Carlos Bumlai tem relação com a morte do ex-prefeito.

A pauta NQM (palavra usada para designar a matéria que tem que ser feita) é requentada da campanha eleitoral de 2002. Ou seja, via Moro, Globo já iniciou disputa de 2018 — contra Lula.

A Lava Jato nega relação da operação desta sexta com a morte o de ex-prefeito de Santo André.

Em coletiva de imprensa em Curitiba nesta manhã, o procurador Diogo Castor, integrante da força-tarefa, afirmou que caso se descubra fatos sobre os eventos ocorridos durante a administração do ex-prefeito Celso Daniel, assassinado em 2002, em Santo André, as provas serão compartilhadas, porém, com o Ministério Público de São Paulo.

Com informações da Agência Brasil, O Globo e Brasil 247.