12 de agosto de 2014
por Esmael Morais
32 Comentários

Disputa pelo governo continua sem pesquisa confiável! no Paraná

Senador Roberto Requião não perdeu a oportunidade para fustigar a sondagem vedada pela Justiça, a pedido do PPL (antigo MR-8): "A pesquisa que dá vantagem ao Beto é da mesma empresa que lhe garantiu vitória na convenção do PMDB!; será que as pesquisas do Ibope e Datafolha resistirão à  excessiva judicialização no Paraná?; existe pesquisa confiável neste mundo de meu Deus?

Senador Roberto Requião não perdeu a oportunidade para fustigar a sondagem vedada pela Justiça, a pedido do PPL (antigo MR-8): “A pesquisa que dá vantagem ao Beto é da mesma empresa que lhe garantiu vitória na convenção do PMDB!; será que as pesquisas do Ibope e Datafolha resistirão à  excessiva judicialização no Paraná?; existe pesquisa confiável neste mundo de meu Deus?

A Justiça interditou no começo de ontem à  noite a primeira pesquisa de opinião sobre a corrida pelo Palácio Iguaçu. O juiz auxiliar Leonardo Castanho Mendes, do Tribunal Regional do Paraná (TRE), acatou argumentos de Alzimara Bacellar, do Partido da Pátria Livre (PPL), antigo Movimento Revolucionário 8 de Outubro (MR-8), de que havia três falhas graves no levantamento realizado pelo mineiro Instituto Veritá. ... 

Leia mais

10 de agosto de 2014
por Esmael Morais
17 Comentários

Esquerda perde Cláudio Fajardo do PPL

Do antigo MR-8 (Movimento Revolucionário 8 de Outubro), Cláudio Fajardo carregava consigo a irreverência na militância política. Disputou a vice na chapa de Alzimara Bacellar, em 2012, à  Prefeitura de Curitiba pelo PPL. Sou um revolucionário! Não sou um bosta!, costuma dizer Cláudio Fajardo, aos desafetos ideológicos.

Do antigo MR-8 (Movimento Revolucionário 8 de Outubro), Cláudio Fajardo carregava consigo a irreverência na militância política. Disputou a vice na chapa de Alzimara Bacellar, em 2012, à  Prefeitura de Curitiba pelo PPL. Sou um revolucionário! Não sou um bosta!, costuma dizer Cláudio Fajardo, aos desafetos ideológicos.

O professor aposentado Cláudio Fajardo, militante e ideólogo da esquerda paranaense, morreu neste domingo (10). Ele está sendo velado na capela 3 do jardim da saudade, Pinhais, região metropolitana de Curitiba. ... 

Leia mais

18 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
13 Comentários

Partido da Pátria Livre de braços com o neoliberalismo de Richa e Campos

Alzimara Bacellar, quadro dirigente do PPL, ex-Movimento Revolucionário 8 de Outubro, foi nomeada no apagar das luzes de 2013 como chefe regional da Secretaria de Estado do Trabalho no governo Beto Richa; agora, ex-candidata a Prefeitura de Curitiba marcha de mãos dadas com o neoliberalismo de Richa, Campos e Romanelli; detalhe importante: governo do PSDB pretende privatizar a Saúde, bem como terceirizar serviços públicos no Paraná.

Alzimara Bacellar, quadro dirigente do PPL, ex-Movimento Revolucionário 8 de Outubro, foi nomeada no apagar das luzes de 2013 como chefe regional da Secretaria de Estado do Trabalho no governo Beto Richa; agora, ex-candidata a Prefeitura de Curitiba marcha de mãos dadas com o neoliberalismo de Richa, Campos e Romanelli; detalhe importante: governo do PSDB pretende privatizar a Saúde, bem como terceirizar serviços públicos no Paraná.

O Partido da Pátria Livre, o PPL, nasceu de maneira sui generis. Herdeiro do Movimento Revolucionário 8 de Outubro, o MR-8, os fundadores da agremiação viveram sob a aba do quercismo até quando o ex-governador de São Paulo existia. Depois do desaparecimento do peemedebista Orestes Quércia, o embrião da legenda se abrigou no guarda-chuva do então governador Roberto Requião (PMDB). ... 

Leia mais

3 de dezembro de 2013
por Esmael Morais
16 Comentários

PPL rompe com presidenta Dilma e anuncia apoio a Eduardo Campos

Campos cresce partidariamente, mas ainda patina nas pesquisas de opinião; de acordo com Cláudio Fajardo, dirigente no Paraná, PPL rompe com Dilma e PT ao anunciar apoio à  candidatura do governador de Pernambuco; ex-radical Movimento Revolucionário 8 de Outubro, o MR-8, acredita que o socialista! é o novo timoneiro antineoliberal no país; segundo o partido presidido por Sérgio Rubens, acabou a era Lula! quando Dilma desnacionalizou a economia e se aproximou demais da política de FHC.

Campos cresce partidariamente, mas ainda patina nas pesquisas de opinião; de acordo com Cláudio Fajardo, dirigente no Paraná, PPL rompe com Dilma e PT ao anunciar apoio à  candidatura do governador de Pernambuco; ex-radical Movimento Revolucionário 8 de Outubro, o MR-8, acredita que o socialista! é o novo timoneiro antineoliberal no país; segundo o partido presidido por Sérgio Rubens, acabou a era Lula! quando Dilma desnacionalizou a economia e se aproximou demais da política de FHC.

O Partido da Pátria Livre (PPL), sucessor do Movimento Revolucionário 8 de Outubro (MR-8), em seu 3!º Congresso Nacional, realizado no último final de semana em São Paulo, “decretou” o fim da era Lula no país. O evento contou com a presença do governador pernambucano Eduardo Campos (PSB), adversário da presidenta Dilma Rousseff em 2014. ... 

Leia mais

19 de novembro de 2013
por Esmael Morais
6 Comentários

Fajardo, do PPL, lança na sexta candidatura ao Senado

Cláudio Fajardo, comunista do PPL, apresenta-se como anti-àlvaro na disputa pelo Senado; reunião suprapartidária! e plural!, na sexta, servirá como lançamento da candidatura nacionalista e antineoliberal.

Cláudio Fajardo, comunista do PPL, apresenta-se como anti-àlvaro na disputa pelo Senado; reunião suprapartidária! e plural!, na sexta, servirá como lançamento da candidatura nacionalista e antineoliberal.

O professor universitário Cláudio Fajardo, o candidato do “caralho” (clique aqui), do PPL, lançará sua candidatura na próxima sexta (22), à s 19 horas, no luxuoso Hotel Nacional In Curitiba (Rua Lourenço Pinto, 458, Centro). ... 

Leia mais

10 de novembro de 2013
por Esmael Morais
22 Comentários

PPL lança manifesto de candidato do caralho! contra tucano àlvaro Dias

Ex-candidato a vice-prefeito de Curitiba em 2012 pelo PPL (Partido da Pátria Livre), o professor universitário Cláudio Fajardo explicou em seu blog o significado da palavra “caralho”. Na época, ele afirmou que mandar alguém para o caralho não é tão ruim assim (clique aqui para relembrar).

Pois bem, o PPL lançou um candidato ao Senado do “caralho” — de acordo com a agremiação comunista (o novo partido tem sua origem no guevarista Movimento Revolucionário 8 de Outubro – MR-8) — contra o tucano àlvaro Dias.

Em manifesto divulgado no Facebook (clique aqui), ontem, Fajardo deu mostras de como se comportará nas eleições de 2014: “o ocupante da vaga ao Senado ora em disputa não faz mais do que repetir como um papagaio as matérias do PIG, a imprensa chamada de jornalismo de esgoto”.

O documento do candidato do PPL também fuzila as privatizações, as desnacionalizações e os partidos do “SIM” no submisso Congresso Nacional.

A seguir, leia a íntegra do manifesto de Cláudio Fajardo:

PORQUE SOU PRà‰-CANDIDATO AO SENADO

O silêncio sepulcral do Congresso Nacional, só rompido por um ou outro brado denunciante de alguma alma viva lá de plantão, se parece com os piores dias da Ditadura. Naquela época pelo menos tínhamos um Lysâneas Maciel, um Alencar Furtado, um Ulisses Guimarães, um Mário Covas, Chico Pinto, Marcio Moreira Alves… Hoje o que temos? Um Congresso submisso, pior: quando resolve ter iniciativa vem com mais horror, tal como a proposta de Renan Calheiros de independência do Banco Central ou a idéia maluca do orçamento impositivo! . O PT no parlamento parece o partido do SIM, a antiga ARENA. Aliás, merece um parágrafo especial.

Privatização dos portos: SIM! Privatização dos aeroportos: SIM!, Privatização das rodovias: SIM! Privatização de ações do Banco do Brasil para estrangeiros: SIM! Privatização do pré-sal: SIM! Está ou não está igual a ARENA?

O PT, partido que surgira anunciando uma política diferente, uma ética diferente, um partido dos movimentos sociais, realmente em defesa dos interesses dos trabalhadores… e no que se transformou? No parlamento está conivente, quando não ele próprio agente do mal, está mancomunado, cooptado ou constrangido. Nos bastidores, nos seus congressos, está dividido entre os locupletados, e os indignados.

Os indignados sabem o quanto é difícil reconduzir o part Leia mais

25 de outubro de 2013
por Esmael Morais
9 Comentários

Cláudio Fajardo, do PPL, quer ser o anti-àlvaro no Paraná

O professor Cláudio Fajardo, do PPL, antigo MR-8 (Movimento Revolucionário 8 de Outubro), anunciou-se candidato ao Senado nesta sexta (25).

Em seu blog, o mestre se coloca como alternativa à  composição do Senado que ele considera conservadora.

“àlvaro Dias tem sido um desses senadores conservadores, defensor dos interesses das elites”, asseverou.

O PPL no Paraná deverá marchar na chapa proporcional com o PMDB, que terá como candidato o senador Roberto Requião.

Fajardo disputou o cargo de vice-prefeito de Curitiba em 2012 na chapa encabeçada por Alzimara Barcelar, também do PPL.

A seguir, leia a íntegra do manifesto de Cláudio Fajardo:

Ponho-me na disputa pelo senado I

Por Cláudio Fajardo

O senado da república precisa renovar-se. Não bastam as eleições para que isso aconteça. Há décadas aquela casa tem sido um palco dominado por forças conservadoras, coronéis da política clientelista. à‰ bem verdade que lá também brilharam estrelas da boa política, mas que nunca predominaram. Atualmente, o Senado brasileiro tem alternado o seu comando com políticos matreiros que ao fim e ao cabo estão a preservar os privilégios das elites brasileiras.claudio

O alto comando do senado, alternado por Sarney-Renan e Renan-Sarney constituem a base aliada do governo de Dilma Rousself. O governo de Dilma Rousself adotou o neoliberalismo como filosofia de governo.

O neoliberalismo é um pomposo nome, uma embalagem nova, para uma velha prática: as grandes negociatas. Raramente o conteúdo das políticas inspiradas no neoli Leia mais

Esmael Morais 2009-2018. O Blog do Esmael é liberto das excludentes convenções mercantis Copyright ©. O site não cobra pelos direitos autorais, portanto, pode e deve ser reproduzido no todo ou em parte, além de ser liberado para distribuição desde que preservado seu conteúdo e o nome do autor. | A política como ela é em tempo real.

Topo