Moro cometeu crime ao “advogar” para Bolsonaro no caso Marielle, diz jurista

Apesar da afirmação do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) de que o porteiro que citou o presidente Jair Bolsonaro em seu depoimento teria mentido, ainda restam lacunas no caso que envolve os executores da vereadora Marielle Franco. Segundo a promotora Simone Sibilio, há prova pericial que demonstra que…

Ler Mais Moro cometeu crime ao “advogar” para Bolsonaro no caso Marielle, diz jurista