5 de fevereiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Promotor que compartilhou posts dos Bolsonaro nas redes pode não ficar no caso COAF

Promotor que compartilhou posts dos Bolsonaro nas redes pode não ficar no caso COAF

O promotor Claudio Calo, da promotoria de investigação penal do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), que foi designado para cuidar do caso do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF) envolvendo Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) e o seu ex-assessor, Fabricio Queiroz, já se manifestou publicamente sobre o assunto e compartilhou posts dos Bolsonaro no Twitter.  ... 

Leia mais

12 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Carros de Queiroz não valem nem R$ 25 mil, diz site Intercept

Carros de Queiroz não valem nem R$ 25 mil, diz site Intercept


O ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício José Carlos de Queiroz, investigado pela movimentação suspeita de R$ 1,2 milhão, afirmou que ganha dinheiro comprando e vendendo carros, mas de acordo com o Registro Nacional de Veículos Automotores, ele é dono de apenas dois veículos, que somados valem menos de R$ 25 mil, segundo informou o site Intercept Brasil.

Queiroz, que também é amigo pessoal de Jair Bolsonaro, tem registrada apenas a propriedade de um Voyage 1.0 ano 2010 e uma Belina GL ano 1986. O valor dos veículos, caso fossem vendidos, seria insuficiente para pagar a conta do hospital Albert Einstein, um dos mais caros do Brasil, onde esteve internado quando faltou a depoimento convocado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro.

Além dos veículos, o ex-assessor vive em uma casa simples e possui dois apartamentos em bairros pouco valorizados na zona oeste do Rio.

Em entrevista ao SBT no dia 26 de dezembro, Queiroz afirmou que ganhava dinheiro com o comércio de carros usados. “Eu sou um cara de negócios. Eu faço dinheiro. Compro, revendo, compro, vendo carro. Sempre fui assim. Eu gosto muito de comprar carro em seguradora”, disse na época.

Não apenas Queiroz faltou ao depoimento convocado pelo MP-RJ, mas seus familiares também deixaram de comparecer na terça-feira (8). Flávio Bolsonaro também faltou a depoimento que fora marcado para esta quinta (10).

Neste sábado (12), Queiroz apareceu em vídeo “sambando” junto com a esposa e a filha no hospital em que está internado.

*Informações do Intercept Leia mais

26 de dezembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Queiroz, o espectro que assombra a família Bolsonaro

Queiroz, o espectro que assombra a família Bolsonaro


O amigo da família e ex-assessor de Flávio Bolsonaro (PSL), Fabrício José Carlos Queiroz, que foi flagrado pelo Conselho de Controle de Atividades Financeira (Coaf) com movimentação financeira suspeita de R$ 1,2 milhão, segue desaparecido e tem depoimento no Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) marcado para a próxima sexta-feira (28).

Ele já faltou a dois depoimentos convocados pelo Ministério Público do Rio de Janeiro, alegando súbitos problemas de saúde.

Queiroz operava um esquema de repasses de recursos de “funcionários fantasmas” nos gabinetes da família Bolsonaro, tanto na Assembleia Legislativa do Rio quanto na Câmara Federal. O relatório do Coaf revelou que ele recebia depósitos sistemáticos de nove funcionários lotados no gabinete do então deputado estadual Flávio Bolsonaro. Assim que recebia os depósitos, ele fazia saques em espécie em diversas agências bancárias do Rio de Janeiro.

Ainda conforme o relatório, o ex-assessor repassou R$ 24 mil para Michelle Bolsonaro, futura primeira-dama. Sobre este pagamento, o presidente eleito afirmou que era a quitação de um empréstimo de R$ 40 mil feito por ele a Queiroz. Bolsonaro só não explicou porque precisou fazer um empréstimo a um funcionário que movimentou R$ 1,2 milhão em sua conta e também por que não declarou ao Imposto de Renda o dinheiro recebido.

Enquanto Queiroz não aparece, o país aguarda as explicações do velho amigo do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL). Ambos serviram juntos no 8° Grupo de Artilharia de Campanha Paraquedista, em 1984.

O espectro de Queiroz assombra a família Bolsonaro às vésperas da posse presidencial. Leia mais

19 de dezembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Azedou a maionese do ‘amigo secreto’ dos Bolsonaro

Azedou a maionese do ‘amigo secreto’ dos Bolsonaro

Fabrício Queiroz, o ex-assessor milionário de Flavio Bolsonaro (PSL), não foi ao Ministério Publico do Rio de Janeiro depor nesta quarta-feira (19) por “questões de saúde”.

Essa foi a justificativa dos seus advogados.

Além disso, eles disseram que “houve pouco tempo para analisar os autos”.

No início da tarde de hoje, os advogados comunicaram que “seu cliente teve ‘inesperada crise de saúde’ e estaria em atendimento para a realização de exames médicos de urgência, acompanhado de sua família”.

Só não disseram de quem era a “família”. Dele, Queiroz, ou do presidente eleito.

Pelo jeito a maionese do “amigo secreto” azedou…

De acordo com o MPRJ, o depoimento de Queiroz ficou para sexta-feira (21).

Com informações do GZH.  Leia mais