29 de outubro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Ciro Gomes, o neutro, perdeu substância política, avalia o PT

Ciro Gomes, o neutro, perdeu substância política, avalia o PT

Se Ciro Gomes não perdoa o PT que decidiu não apoiá-lo no 1º turno, agora é o PT que não perdoa Ciro Gomes por ter subido nas montanhas e não declarado voto em Fernando Haddad no 2º turno. ... 

Leia mais

29 de outubro de 2014
por Esmael Morais
21 Comentários

Ressentidos da Câmara trombam com apelo popular; pode isso?

do Brasil 247
henrique_dilma_renanIntegrantes do PMDB e da oposição ressentidos com as eleições de 2014 derrubaram ontem decreto da presidente Dilma Rousseff que ampliava a participação popular em conselhos de gestão das principais políticas públicas. Em nova coluna em seu blog no 247, Tereza Cruvinel aponta como principal articulador para a derrota do governo federal o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN). Leia mais

23 de maio de 2014
por Esmael Morais
53 Comentários

Ainda magoado, Pessuti afirma que foi traído em 2010 pela cúpula do PMDB

O ex-governador Orlando Pessuti, em mensagem enviado ao Blog do Esmael, na noite desta sexta-feira (23), negou que tenha desistido de concorrer ao Palácio Iguaçu nas eleições de 2010.

“Nunca desisti. Fui impedido de ser candidato”, lamenta Pessuti, ao recordar que cometeu erro ao delegar poderes ao diretório estadual do PMDB.

“Meu erro foi aceitar esse acordo de delegação de poderes, pois três dias depois Requião, os deputados, a cúpula nacional, a executiva estadual e o diretório do PMDB colocaram o Osmar Dias (PDT) de candidato e a candidatura Pessuti do PMDB deixou de existir. à‰ essa a verdade. Nunca desisti. Fui impedido de ser candidato”, afirma o ex-governador, sugerindo que foi traído.

Naquela disputa, Pessuti indicou o suplente na senadora Gleisi Hoffmann (PT) — seu pupilo Sérgio Souza (PMDB), que assumiu o cargo por mais de 2 anos — e o vice de Osmar — o então deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB).

Um poço de mágoas, o ex-governador peemedebista também acusa o antecessor e senador Requião de “coveiro” de candidaturas. Ele cita como exemplos, além do próprio, Elias Abrahão e Gustavo Fruet, que não conseguiram disputar eleições no partido.

Leia a integra da mensagem de Pessuti:

NUNCA DESISTI. FUI IMPEDIDO DE SER CANDIDATO

em nenhum momento, em 2010, deixei de ser candidato. lutei até o fim para manter meu nome como candidato a governador pelo pmdb. o ex.governador requião e muitos outros fizeram de tudo, e conseguiram, impedir a minha candidatura. no dia 27.06.2010, nas reuniões e depois na convenção, o que estava acertado que eu seria o candidato a governador e que a convenção delegaria poderes ao diretório estadual para ajustar as coligações. MEU ERRO FOI ACEITAR ESSE ACORDO DE DELEGAà‡àƒO DE PODERES, pois três dias depois o requião, os deputados, a cúpula nacional, a executiva estadual e o diretório do pmdb colocaram o osmar dias (pdt) de candidato e a candidatura pessuti do pmdb deixou de existir. à‰ essa a verdade. NUNCA DESISTI. FUI IMPEDIDO DE SER CANDIDATO.

O requião sempre foi assim. sempre matou candidaturas de companheiros do pmdb. foi assim em 1994 quando não deixou o Elias Abrahão se Leia mais

Esmael Morais 2009-2019. O Blog do Esmael é liberto das excludentes convenções mercantis Copyright ©. O site não cobra pelos direitos autorais, portanto, pode e deve ser reproduzido no todo ou em parte, além de ser liberado para distribuição desde que preservado seu conteúdo e o nome do autor. | A política como ela é em tempo real.

Topo