Sistema S a serviço do fascismo

Os patrões ‘voltaram atrás’ da coação feita a funcionários do Sistema S (Senai, Sesc, Sebrae, CNI, etc.) para que votassem em Jair Bolsonaro (PSL). O patronato entrou no cio esta semana diante da possibilidade de Fernando Haddad virar em 1º lugar na eleição deste domingo…

Compartilhe agora
Leia mais Sistema S a serviço do fascismo