5 de fevereiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Marca MBL agora pertence a grupo de Alexandre Frota

Marca MBL agora pertence a grupo de Alexandre Frota

O Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) concedeu o registro da marca MBL – Associação Movimento Brasil Livre a um grupo ligado ao deputado e ator pornô Alexandre Frota (PSL-SP). ... 

Leia mais

3 de fevereiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Kim Kataguiri quer relatar a reforma da Previdência na Câmara

Kim Kataguiri quer relatar a reforma da Previdência na Câmara

Em entrevista ao Uol publicada neste domingo (3), o deputado federal do Movimento Brasil Livre (MBL), Kim Kataguiri (DEM-SP), afirmou que quer ser o relator da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados.  ... 

Leia mais

17 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em PT, PSOL e até MBL criticam suspensão da investigação sobre Queiroz-Bolsonaro

PT, PSOL e até MBL criticam suspensão da investigação sobre Queiroz-Bolsonaro


A decisão do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), de suspender as investigações sobre movimentações financeiras suspeitas de Fabrício Queiroz, ex-assessor e amigo do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), foi criticada nas redes sociais por parlamentares do PT, do PSOL e até do Movimento Brasil Livre (MBL).

Presidente nacional do PT, a senadora e deputada federal eleita Gleisi Hoffmann (PR) mostrou indignação com a decisão anunciada no começo da tarde desta quinta-feira, 17. “Muito grave a notícia de que o Supremo suspendeu a investigação sobre o caso. Os pesos e medidas são muito diferentes. Para Lula, basta convicção, para os Bolsonaros nem documento público é considerado”, afirmou a petista.

Kim Kataguiri, uma dos principais líderes do MBL, escreveu que o pedido “cheira muito mal”. “Entrar com pedido para ser investigado em foro especial é, no mínimo, suspeito”, afirmou o deputado federal eleito do DEM-SP.

O senador Humberto Costa (PT-PE) questionou se a situação vai terminar sem resolução. “Até hoje, MP sequer conseguiu ouvi-los. Vai acabar tudo em pizza?”, escreveu em seu Twitter.

O ex-presidenciável Guilherme Boulos (PSOL) ironizou a declaração do deputado federal reeleito Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) feita ano passado de que, para fechar o Supremo Tribunal Federal, bastaria um soldado e um cabo. “STF acaba de suspender a investigação de Queiroz a pedido de Flávio Bolsonaro. O cabo e o soldado já entraram no STF”, disse.

As movimentações financeiras e repasses de recursos de Queiroz foram descobertas pelo Coaf – Conselho de Controle de Atividades Financeiras.

O amigo da família Bolsonaro vem evitando há mais de um mês prestar esclarecimentos ao Ministério Público do Rio de Janeiro, sempre alegando problemas de saúde.

*Com informações do Estadão Conteúdo
Leia mais

15 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Kim Kataguiri perde ação contra Altamiro Borges

Kim Kataguiri perde ação contra Altamiro Borges

O jornalista Altamiro Borges foi alvo de um processo movido por Kim Kataguiri (DEM), líder do MBL, por tê-lo chamado de “fascista” e “mirim”. A juíza entendeu que ação era tentativa de censura e atentava contra a liberdade de imprensa.

LEIA TAMBÉM:

Para quebrar a Globo, vem aí CNN Brasil ... 

Leia mais

10 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Toffoli decide que eleição para o comando do Senado será secreta

Toffoli decide que eleição para o comando do Senado será secreta

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, revogou na noite desta quarta (9) a liminar do ministro Marco Aurélio Mello que determinava voto aberto para a escolha do presidente e demais integrantes da Mesa Diretora do Senado. A eleição vai acontecer em 1º de fevereiro.

LEIA TAMBÉM:

Arthur Lira tenta ganhar a oposição para enfrentar Rodrigo Maia ... 

Leia mais

8 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Kim Kataguiri quer votação aberta para escolha do presidente da Câmara

Kim Kataguiri quer votação aberta para escolha do presidente da Câmara

O deputado federal eleito e uma das lideranças do Movimento Brasil Livre (MBL), Kim Kataguiri (DEM-SP), entrou nesta terça-feira (8) com um mandado de segurança preventivo no Supremo Tribunal Federal (STF) para que a votação que elegerá o presidente da Câmara, em 1º de fevereiro, seja aberta.

LEIA TAMBÉM:

Bolsonaro quer cortar verbas de publicidade da Globo ... 

Leia mais