Globo fica desenxabida com Lula Livre

A Rede Globo ficou bastante desenxabida com a proibição da prisão em 2ª instância e a iminente soltura do ex-presidente Lula. A desolação da emissora era perceptível nos telejornais noturnos desta quinta-feira (7). O petista deverá ser libertado ainda nesta sexta-feira (8), após o Supremo Tribunal Federal (STF) ter decidido por 6 votos a 5 … Read more

Supremo pode soltar Lula hoje; acompanhe ao vivo

O Supremo Tribunal Federal (STF) retoma nesta quinta-feira (7) o julgamento da proibição da prisão após condenação em 2ª instância. O Blog do Esmael transmite ao vivo a sessão plenária a partir das 14h. Os ministros votam hoje abstratamente, mas a decisão de logo mais pode determinar a imediata soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula … Read more

Moro experimentou STF com pedido de prisão de Dilma às vésperas da 2ª instância

A Polícia Federal é subordinada ao ministro da Justiça, Sérgio Moro. O pedido de prisão da ex-presidenta Dilma Rousseff foi requerido pela PF, comandada pelo ex-juiz. A Lava Jato supostamente investiga de que políticos do MDB teriam recebido repasses ilegais da JBS em um valor total de R$ 40 milhões na campanha eleitoral de 2014. … Read more

Lula manda recado para a Globo nas vésperas de julgamento do STF

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) mandou um recado para a Rede Globo a dois dias de um julgamento que poderá libertá-lo. “Se a Globo tivesse noticiado meu processo com um décimo da isenção, profissionalismo e busca da verdade que ela acha que tem, eu não teria sido condenado por mentiras e a … Read more

Toffoli é tentado pelo populismo penal antes de julgamento final da 2ª instância

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, está sendo tentado pelo populismo penal nas vésperas do julgamento da prisão após condenação em 2ª instância. A maioria dos ministros da corte máxima sinaliza pela proibição da execução da penas antes do trânsito julgado. Na quinta-feira (7), o Supremo retoma o exame das ADCs (ações … Read more

Cármen Lúcia pode votar contra prisão após condenação em 2ª instância

O leitor lembra quando o ministro Marco Aurélio Mello previu 7 votos contra a execução da pena após condenação em 2ª instância e apenas 4 a favor? Pois é, ele pode ter razão. Numa extraordinária virada, Cármen Lúcia pode ser esse sétimo voto. O julgamento só vai retornar no próximo dia 6 ou 7 de … Read more

Lewandowski deixa o placar em 4 x 3 no julgamento sobre prisão após 2ª instância

O ministro Ricardo Lewandowski, do STF, foi o sétimo a votar no julgamento das ADCs contra a possibilidade do cumprimento da pena após a condenação em 2ª instância. O placar parcial, até agora, é de 4 votos pela possibilidade de execução penal antes do trânsito em julgado ante 3 pela presunção da inocência do réu. … Read more

Rosa Weber vota pela liberdade de Lula; acompanhe ao vivo

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal, votou nesta quinta-feira (24) pela proibição da prisão após condenação em 2ª instância. embora tenha proferido “em abstrato” seu voto, Rosa Weber julgou pela presunção de inocência do ex-presidente Lula. A ministra tem no STF o “voto de ouro” cujo poder define os rumos da corte máxima … Read more

Rosa Weber tem ‘voto de ouro’ para decidir prisão em 2ª instância no STF

A ministra Rosa Weber, do STF, tem o ‘voto de ouro’ para decidir sobre a proibição da prisão após condenação em 2ª instância. Ao vivo no Blog do Esmael. Até agora, o placar está 3 votos a 1 pela execução da pena sem o trânsito em julgado. Ao todo, são onze ministros no Supremo Tribunal … Read more

Moro faz lobby no STF para virar o voto da ministra Rosa Weber

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, vai ao Supremo Tribunal Federal (STF) tentar virar o voto da ministra Rosa Weber no julgamento da proibição da prisão após condenação em 2ª instância.

A tendência é que Weber se decida pela impossibilidade da execução da pena antes do trânsito em julgado e pela constitucionalidade do artigo 283 do Códio de Processo Penal (CPP), que espelha o inciso LVII do artigo 5º da Constituição Federal, segundo qual “ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória”.

Em 2016, Rosa Weber se posicionou contra a execução da pena antes do trânsito em julgado. Porém, em abril de 2018, a ministra rejeitou um habeas corpus em favor do ex-presidente Lula. À época, ela fez questão de frisar que seu posicionamento pela “colegialidade” não representava seu ponto de vista sobre o tema.

LEIA TAMBÉM
Supremo poderá afastar prisão em 2ª instância por 6 votos a 5; acompanhe ao vivo

Rosa Weber reabre julgamento sobre prisão em 2ª instância; acompanhe ao vivo

Lava Jato vai investigar PF e MP por mesada de doleiro, mas nada de palestra a bancos

As apostas nos mundos político e jurídicos é que o Supremo poderá afastar a prisão em 2ª instância com um placar apertado: 6 votos a 5. Por isso o lobby do ex-juiz Sérgio Moro junto à ministra Rosa.

Moro foi juiz auxiliar da ministra durante o julgamento do mensalão.

Supremo poderá afastar prisão em 2ª instância por 6 votos a 5; acompanhe ao vivo

Daqui a pouco, às 14h, o Supremo Tribunal Federal (STF) retomará o exame da prisão após condenação em 2ª instância com o voto da ministra Rosa Weber. O Blog do Esmael vai transmitir a sessão ao vivo para o Brasil e o mundo. A expectativa, inclusive de lavajatista, é que a magistrada confirme a constitucionalidade … Read more

Rosa Weber reabre julgamento sobre prisão em 2ª instância; acompanhe ao vivo

A ministra Rosa Weber reabre nesta quinta-feira, (24), às 14h, a sessão de julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF) sobre prisão após condenação em 2ª instância. O Blog do Esmael vai transmitir ao vivo. O plenário do STF prosseguirá, na sessão de quinta-feira (24), o julgamento das Ações Declaratórias de Constitucionalidade (ADC) 43, 44 e … Read more

Por 6 a zero, Eduardo Cunha vira réu no Supremo Tribunal Federal

do Brasil 247 

Responsável direto pela crise política, com seu pedido de impeachment e suas pautas-bomba, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), se tornou réu por corrupção e lavagem de dinheiro no Supremo Tribunal Federal nesta quarta-feira 2; em um resultado parcial de 6 a 0, a maioria do plenário aceitou a acusação de que Cunha usou seu cargo para pressionar o empresário Julio Camargo via requerimentos na Câmara a fim de receber propina e ainda pelo crime de lavagem de dinheiro; relator, Teori Zavascki rejeitou a acusação por crimes relacionados à celebração de contrato fraudulento; seu voto foi seguido pelos ministros Cármen Lúcia, Luiz Carlos Fachin, Marco Aurélio Mello, Luís Roberto Barroso e Rosa Weber; julgamento continua nesta quinta.
Responsável direto pela crise política, com seu pedido de impeachment e suas pautas-bomba, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), se tornou réu por corrupção e lavagem de dinheiro no Supremo Tribunal Federal nesta quarta-feira 2; em um resultado parcial de 6 a 0, a maioria do plenário aceitou a acusação de que Cunha usou seu cargo para pressionar o empresário Julio Camargo via requerimentos na Câmara a fim de receber propina e ainda pelo crime de lavagem de dinheiro; relator, Teori Zavascki rejeitou a acusação por crimes relacionados à celebração de contrato fraudulento; seu voto foi seguido pelos ministros Cármen Lúcia, Luiz Carlos Fachin, Marco Aurélio Mello, Luís Roberto Barroso e Rosa Weber; julgamento continua nesta quinta.

Read more