4 de abril de 2016
por Esmael Morais
10 Comentários

Delegados apontam ‘corrupção’ como fonte de crise no governo Beto Richa

A Associação dos Delegados de Polícia do Paraná (Adepol) lançou um jornal este mês para denunciar o que eles consideram corrupção endêmica no governo Beto Richa (PSDB).

A entidade presidida pelo delegado João Ricardo Képes Noronha, na capa do informativo, já diz o que pretende ao fazer um apelo: “Governador, chega de corrupção!”.

Na parte interna do jornal, a Adepol lembra que a corrupção na Receita Estadual tem o primo de Richa, o lobista Luiz Abi Antoun, como “comandante do esquema” que, segundo o Ministério Público, irrigou a campanha de reeleição do tucano com R$ 4,3 milhões oriundos de propina.

Os delegados de Polícia do Paraná também destacam corrupção na educação, que consistia no pagamento às empreiteiras de escolas que nunca foram construídas, bem como no conserto de viaturas das polícias civil e militar.

A Adepol recorda ainda do massacre de 213 professores no dia 29 de abril de 2015.

Detalhe muito importante nesses tempos de guerra ideológica: não consta que o delegado Képes Noronha tenha alguma simpatia pelos “petralhas” ou pela presidente Dilma; pelo contrário.

Leia mais