11 de agosto de 2014
por Esmael Morais
26 Comentários

Justiça suspende pesquisa da Veritá

O Partido da Pátria Livre (PPL), antigo Movimento Revolucionário 8 de Outubro (MR-8), abateu na noite desta segunda-feira (11) mais uma pesquisa sobre a disputa pelo governo do Paraná. Uma liminar do juiz auxiliar Leonardo Castanho Mendes, do Tribunal Regional do Paraná (TRE), suspendeu a divulgação da sondagem sob pena de multa diária de R$ 10 mil.

Segundo representação de Alzimara Bacellar, dirigente da agremiação, o levantamento do Instituto Veritá apresentou três falhas: a) distorção entre a estratificação da amostra constante do plano amostral quanto ao grau de escolaridade e daquela constante do questionário, o que inviabilizaria o cumprimento da amostra indicada; b) divergência entre a data de realização da pesquisa constante do questionário apresentado e do registro da pesquisa; e c) existência de espaço em branco no disco relativo à  eleição presidencial.

No último sábado (9), o mesmo PPL havia abatido uma pesquisa do instituto Real Pesquisa! sobre a disputa pelo Palácio Iguaçu no município de Toledo (clique aqui). Nesse registro, Alzimara alegou que só continha três candidatos e não informava margem de erro.

Leia a íntegra da decisão liminar do TRE que suspende a pesquisa do Veritá:

http://s3.amazonaws.com/static.esmaelmorais.com.br/wp-content/uploads/2014/08/20124525/liminar_verita.pdf

Leia mais

8 de agosto de 2014
por Esmael Morais
23 Comentários

Vem aí a primeira pesquisa estadual para o governo do Paraná

De acordo com o registro no site do TSE, o Instituto Vérita começou a coleta de dados na terça-feira (5) e encerrará o trabalho em campo neste sábado (9). Ao custo de R$ 93 mil, o Vérita pagará do próprio bolso 2.302 entrevistas para descobrir a preferência do eleitorado paranaense na disputa pelo Palácio Iguaçu, Senado e Presidência da República. O Ibope também promete uma rodada de pesquisa estadual para o próximo dia 14, no dia que haverá debate entre os candidatos na Band TV.

De acordo com o registro no site do TSE, o Instituto Vérita começou a coleta de dados na terça-feira (5) e encerrará o trabalho em campo neste sábado (9). Ao custo de R$ 93 mil, o Vérita pagará do próprio bolso 2.302 entrevistas para descobrir a preferência do eleitorado paranaense na disputa pelo Palácio Iguaçu, Senado e Presidência da República. O Ibope também promete uma rodada de pesquisa estadual para o próximo dia 14, no dia que haverá debate entre os candidatos na Band TV.

O instituto Veritá, de Uberlândia (MG), poderá ser o primeiro a divulgar os números da corrida pelo governo do Paraná. Segundo o diretor da empresa mineira, Adriano Silvoni, a expectativa é que os números venham à  tona neste fim de semana. ... 

Leia mais

31 de julho de 2014
por Esmael Morais
2 Comentários

Site do TSE vira área de “pescaria” para desconhecidos institutos de pesquisa

Esquema consiste no registro de sondagens em todos os estados no Sistema de Registro de Pesquisas Eleitorais, mas não há certeza de que o instituto realizará as entrevistas prometidas na internet; site do TSE serve como chamariz de clientes interessados em comprar pesquisas. O público-alvo, nesses casos, são coligações, candidatos, partidos políticos, entidades de classe e empresas de comunicação; não há obrigatoriedade de o que está anotado na página do TSE seja cumprido à  risca; disputas pelo governo e Senado no Paraná, por exemplo, continuam no escuro; não há pesquisa divulgada desde a oficialização das candidaturas pelas convenções partidárias; entretanto, houve dois registros de levantamentos pelo desconhecido Instituto Veritá, de Uberlândia (MG).

Esquema consiste no registro de sondagens em todos os estados no Sistema de Registro de Pesquisas Eleitorais, mas não há certeza de que o instituto realizará as entrevistas prometidas na internet; site do TSE serve como chamariz de clientes interessados em comprar pesquisas. O público-alvo, nesses casos, são coligações, candidatos, partidos políticos, entidades de classe e empresas de comunicação; não há obrigatoriedade de o que está anotado na página do TSE seja cumprido à  risca; disputas pelo governo e Senado no Paraná, por exemplo, continuam no escuro; não há pesquisa divulgada desde a oficialização das candidaturas pelas convenções partidárias; entretanto, houve dois registros de levantamentos pelo desconhecido Instituto Veritá, de Uberlândia (MG).

O site oficial do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) se transformou em local de “pescaria” para institutos de pesquisas desconhecidos em várias praças. Empresas utilizam a página do órgão para jogar a “tarrafa” e pescar clientes país afora. A estratégia à s vezes rende bons negócios, à s vezes bate na trave, mas o resultado vem das sucessivas tentativas. ... 

Leia mais