Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

29 de março de 2016
por esmael
20 Comentários

‘Sindicato de Ladrões irá votar impeachment de Dilma’, espanta-se imprensa norte-americana

via BBC Brasil

Políticos que votam impeachment são acusados de mais corrupção que Dilma, diz jornal americano

A crise política brasileira continua atraindo as atenções da imprensa internacional. Nesta segunda-feira, o jornal americano Los Angeles Times divulgou um levantamento feito pela ONG Transparência Brasil sobre os políticos que estão incumbidos de analisar o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

No título da reportagem, a publicação diz: “Os políticos que votam o impeachment da presidente do Brasil são acusados de mais corrupção do que ela”.

Ao longo do texto, o jornal cita números pesquisados pela ONG sobre os integrantes da Comissão Especial do Impeachment, formada na Câmara para emitir um parecer sobre o pedido de afastamento da petista, e o Congresso como um todo.

Segundo a Transparência Brasil, dos 65 membros da comissão – formada por deputados de partidos que apoiam o governo, da oposição e dos chamados independentes –, 37 enfrentam acusações de corrupção ou outros “crimes graves”, conforme cita a publicação americana.

“Cinco membros da comissão são acusados de lavagem de dinheiro, outros 6 de conspiração e 19 são investigados por irregularidades nas contas; 33 são acusados ou de corrupção ou de improbidade administrativa; ao todo, 37 membros foram acusados, alguns deles de crimes múltiplos”, afirma.

O LA Times destaca ainda a presença, no colegiado, de Paulo Maluf (PP-SP), ex-prefeito de São Paulo, afirmando que ele é “procurado pela Interpol e que um tribunal de Paris recentemente o condenou à revelia por lavagem de dinheiro e crime organizado”. O parlamentar nega a prática de crimes.

Dentre os 513 deputados da Câmara, segundo a Transparência Brasil, 303 são investigados por algum crime. No Senado, o número também ultrapassa os 50%: 49 dos 81 senadores estão envolvidos em investigações.

O Los Angeles Times pondera que os dados fornecidos pela ONG ainda não incluem as informações mais recentes da 26ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada na semana passada, e que tem como alvo executivos d

28 de março de 2016
por esmael
3 Comentários

Lula diz à imprensa estrangeira que é possível governar com parte do PMDB

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em entrevista à imprensa estrangeira, disse nesta segunda-feira (28) que é possível, sim, governador com parte do PMDB (leia mais sobre isso aqui).

O petista deu a declaração na véspera da reunião do diretório nacional peemedebista, que decidirá pelo desembarque do governo Dilma.

Mais cedo, a presidente reuniu-se no Palácio do Planalto com os sete ministros do PMDB. A esse respeito, Lula afirmou: “os ministros não sairão do governo” e que é possível governar com uma “coalizão” capaz de barrar o impeachment na Câmara.

“Quando eu ganhei as eleições, em 2003, em um primeiro momento o PMDB não me apoiou”, comparou o ex-presidente para então completar: “No segundo mandato fizemos um acordo com o PMDB e teoricamente o partido decidiu me apoiar, mas em vários estados o partido não quis apoiar o governo”.

Acerca do juiz Sérgio Moro, chefe da Lava Jato, o ex-presidente Lula disse que ele está deslumbrado com o poder: “é inteligente e competente, mas foi picado pela mosca azul”.

O petista admitiu atuar como assessor da presidente Dilma enquanto o Supremo Tribunal Federal (STF) decide sobre sua posse na Casa Civil.

30 de junho de 2014
por esmael
11 Comentários

Imprensa estrangeira confirma que Brasil faz a Copa das Copas

do Brasil 247
O mau humor e o clima de terror propagado pela imprensa brasileira !“ que difundiu as previsões pessimistas para os veículos de comunicação internacionais !“ e pela oposição ao governo Dilma Rousseff (PT) teve efeito inverso. Pesquisa realizada pelo portal Uol, do grupo Folha, divulgada nesta segunda-feira 30, aponta que boa parte dos jornalistas estrangeiros vê a Copa do Mundo no Brasil como a melhor.

O levantamento foi feito com 117 profissionais de comunicação que estão cobrindo o evento no Brasil. Do total de entrevistados, 38,5% consideram a competição sediada no País como a melhor já vista. Em segundo lugar vem a Copa realizada na Alemanha, em 2006, com 19,7% das respostas, e em terceiro a da àfrica do Sul, em 2010, que recebeu a aprovação de 5,1% dos jornalistas entrevistados.

Na quarta posição vem a Copa sediada nos Estados Unidos, em 1994, quando o Brasil recebeu o título de tetracampeão, seguida por Itália-1990 (com 3,4% dos votos), França-1998 (3,4%), Japão e Coreia-2002 (3,4%), México-1986 (1,7%), México-1970 (1,7%) e Alemanha-1974 (0,9%). Entre os entrevistados, 1,7% não respondeu. Segundo a pesquisa, 16,2% dos profissionais disseram estar cobrindo o primeiro Mundial.

Há cerca de 20 dias, quando a Copa desse ano ainda não havia começado, seria praticamente impossível prever os números que acabam de ser apresentados na mostra, tal a sensação propagada pelos grandes jornais brasileiros de que tudo daria errado. As obras inacabadas, dificuldades nos meios de transporte e até a previsão de uma epidemia de dengue eram destaques nos veículos da imprensa.

Vê-se, porém, que depois da satisfação dos torcedores estrangeiros, que ressaltam com frequência a hospitalidade do povo brasileiro e a satisfação em conhecer o País !“ como podemos ver agora em reportagens diárias !“ que os jornalistas estrangeiros também concluíram que tudo não passou de um grande exagero.

Abaixo, reportagem da Agência Brasil sobre a opinião dos torcedores, publicada no dia 22:

Torcedores estrangeiros afirmam que Copa no Brasil é a melhor de todas

Com a experiência de oito mundiais, o irlandês Daniel