27 de novembro de 2015
por Esmael Morais
11 Comentários

O bom, o ruim, o pior: ‘Maioria desaprova governo do PSDB no Pará’, revela PR pesquisas

para_pesquisaO instituto Paraná Pesquisas cruzou os céus e foi até ao Norte do país, no estado do Pará, para sondar a popularidade do governador Simão Jatene (PSDB).

Segundo o levantamento, os tucanos vão de mal a pior de Norte a Sul. Janete tem 56,1% de desaprovação.

O que conforta o governador paraense, no entanto, é que seu correligionário de ninho, Beto Richa, é o pior avaliado do país com incríveis 73% de rejeição — de acordo com a mesma Paraná Pesquisas.

Na série de pesquisas nacionais divulgadas pelo Blog do Esmael, em parceria com a Paraná Pesquisas, ontem (26) veio à tona que ‘a administração do PT é aprovada por 54% em Minas Gerais’. Trata-se de um comparativo importante, um corte, para que os leitores percebam a diferença no jeito de governar entre PSDB e PT.

Volto à pesquisa do Pará. A sondagem foi realiza com 1.285 eleitores, em 58 municípios do Pará, entre os dias 13 a 17 de novembro de 2015. A margem de erro é de 3%.

O instituto também levantou a intenção de votos para o governo do Pará, em 2018.

Se as eleições fossem hoje, o ministro da Secretaria dos Portos Helder Barbalho (PMDB) seria eleito governador do Pará com 41% dos votos.

O peemedebista, filho do senador Jader Barbalho, é aliado de primeira hora da presidenta Dilma Rousseff (PT).

A seguir, leia a íntegra da sondagem da Paraná Pesquisas: Leia mais

16 de outubro de 2014
por Esmael Morais
105 Comentários

Lula pergunta para Aécio: ‘Alguém que recusa fazer teste de bafômetro, por dirigir bêbado, pode governar o país?’

do Brasil 247
O ex-presidente Lula questionou na noite desta quarta-feira 15, durante comício no município de Ananindeua, no Pará, a capacidade do candidato do PSDB, Aécio Neves, de governar o País. Ele mencionou um episódio vivenciado pelo tucano em 2011, quando ele se recusou a fazer o teste do bafômetro e teve a habilitação, que estava vencida, apreendida em blitz no Rio de Janeiro.

“Ontem (terça-feira) eu assisti o debate e ouvi o Aécio dizendo que tem responsabilidade e competência pra governar o país. Como alguém que se recusa a fazer o teste do bafômetro, por estar dirigindo bêbado, pode governar o país?”, questionou Lula. “Palavras são muito fáceis de dizer”, discursou. No ato, ele fez campanha para Helder Barbalho (PMDB), candidato a governador do Pará.

“No debate na televisão, eu vi um candidato dizer: ‘o meu governo é o governo da decência e da competência’. Eu fico imaginando que decência e que competência se um dia ele foi parado as 3 da manhã na rua do rio de janeiro e se recusou a colocar a boca no bafômetro pra saber se ele tinha bebido ou não”, disse ainda o ex-presidente, sem mencionar o nome de Aécio.

Lula comparou os anos sob governos do PT no Brasil e sob o governo de Fernando Henrique Cardoso. “Houve um tempo nesse país que quem ganhava só um salário mínimo não podia sonhar com casa própria, um tempo em que a gente agia como um vira-lata, pedindo licença para outros países do que a gente faria e um tempo em que só se governava para um terço da população”, afirmou.

Leia mais