MP do Rio investiga Carlos Bolsonaro por uso de funcionário fantasma e prática de rachadinha

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) abriu dois procedimentos para investigar o uso de funcionários fantasmas e prática de rachadinha (apropriação indevida de salários de servidores), no gabinete do vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL). O MP-RJ se baseou…

Compartilhe agora
Leia mais MP do Rio investiga Carlos Bolsonaro por uso de funcionário fantasma e prática de rachadinha