16 de junho de 2015
por Esmael Morais
12 Comentários

Deputados do PMDB pró-Richa desafiam autoridade de Requião

richa_pmdbParte da bancada do PMDB na Assembleia Legislativa trama desrespeitar a decisão do diretório estadual que, ontem à noite, por unanimidade, fechou questão pelo reajuste de 8,17% aos professores e servidores do Paraná.

Segundo um orelha seca do Blog do Esmael na Assembleia, os peemedebistas mais governistas que o próprio governador Beto Richa (PSDB), o enquadramento “não vale nada” porque a bancada de 8 deputados não participou da decisão de rompimento.

O senador Roberto Requião, em tom ameaçador, avisou que defenestrar o deputado que votar diferente do que pensa o diretório estadual. “Experimentem para ver”, desafiou, indicando que não pretende “afrouxar a tanga” para os deputados. Leia mais

15 de junho de 2015
por Esmael Morais
15 Comentários

PMDB afasta governistas e fecha questão pelo reajuste de 8,17%; maioria de Richa em xeque na Alep

arruda_profsO diretório estadual do PMDB fechou questão na noite desta segunda-feira (15), em Curitiba, pelo reajuste de 8,17% aos professores e servidores públicos do Paraná. Além disso, o colegiado resolveu afastar os membros pró Beto Richa da executiva partidária, dentre os quais o líder do tucano na Assembleia Legislativa (Alep), Luiz Cláudio Romanelli.

A medida peemedebista pelo reajuste, aprovada por unanimidade, é carregada de simbolismo porque remetem ao recente massacre no Centro Cívico, no dia 29 de abril, durante a luta contra o confisco da poupança previdenciária do funcionalismo. Naquele episódio, 213 pessoas ficaram feridas devido à truculência da PM.

A resolução que enquadra a bancada de 8 parlamentares do partido foi uma iniciativa do deputado federal João Arruda, da executiva da legenda. Com a questão fechada, nenhum peemedebista poderá votar contra o reajuste de 8,17% para este ano ainda.

O projeto do governador Beto Richa (PSDB), que prevê correção de 3,45% em outubro e 8,5% em janeiro de 2016, recebeu hoje à tarde emenda do deputado Requião Filho (PMDB), vice-líder da oposição. O substitutivo teve apoio de outros oito parlamentares.

Nesta terça-feira (16), às 13h30, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) deverá apreciar a emenda ao projeto do Palácio Iguaçu. Caso os governistas deem parecer contrário, o mesmo vai a plenário para ser confirmado ou rejeitado pelos 54 deputados.

O afastamento de dirigentes pró Beto Richa e o fechamento de questão acerca do reajuste de 8,17% representam uma vitória do senador Roberto Requião, além de significar a retomada absoluta do controle do PMDB do Paraná. Por isso, esta noite o governador tucano ficou em xeque.

No vídeo abaixo, veja como foi a reunião do PMDB: Leia mais