58 anos do golpe militar de 1964; forças armadas celebram o período de trevas

O Ministério da Defesa, ocupado pelo general Braga Netto, publicou uma ordem do dia em alusão à data de 31 de março, marcada pelo golpe de 1964, que deu início à ditadura militar no Brasil. Foram 58 anos de trevas, torturas, corrupção, desaparecimentos, ausência de democracia e liberdades. Braga Netto alega no documento que o … Read more

Golpe militar em andamento

O presidente de Burkina Faso teria sido preso e os militares teriam assumido o controle do país. Após vários dias de fortes protestos contra o governo, o presidente de Burkina Faso, Roch Marc Christian Kaboré, foi preso na noite desta segunda-feira (24/01). Ainda é incerto sobre a situação no país, mas segundo a france24, Roch … Read more

Golpe militar de 31 de março de 1964 deixou sequelas no Brasil

Nesta quarta-feira, 31 de março, bolsonaristas programam manifestações pela passagem dos 57 anos do golpe militar de 1964. O regime fardado durou 21 anos, deixando como legado corrupção, atraso, ataques a direitos fundamentais, violência contra pessoa humana e miséria no País. As sequelas para a marco civilizatório brasileiro são mais visíveis pelas desigualdades sociais –umas … Read more

O risco é a classe dominante

Enio Verri* A jovem e frágil democracia brasileira passa por pressões extremamente fortes. Menos pela capacidade de Bolsonaro elaborar um plano e de mobilizar forças para suprimi-la, do que pela sua competência em criar crises. Esse é um dos traços mais terríveis da fria psicopatia do presidente. Em meio à catástrofe sanitária que ele negligencia, … Read more

E aí, STF? Bolsonaro ganhou na Justiça direito de celebrar Golpe Militar de 64

No dia 16 de fevereiro, Carnaval, o Supremo Tribunal Federal (STF) agiu como um tigrão contra o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ). Ele fez críticas a ministros da corte e a volta do AI-5, o que resultou em sua prisão por quase um mês e o parlamentar sofre processo de cassação no Conselho de Ética … Read more

Contra golpe militar, médicos e enfermeiros fazem greve em Myanmar enquanto Bolsonaro faz silêncio

Profissionais de saúde de mais de 70 hospitais em Myanmar (antiga Birmânia) fazem greve de protesto contra o golpe militar no país, segundo os organizadores da ação de desobediência civil. O mundo inteiro condenou o golpe militar em Myanmar, menos o presidente brasileiro Jair Bolsonaro –que finge não existir o país asiático. O presidente dos … Read more

Biden ameaça reimpor sanções a Mianmar após golpe militar

O presidente norte-americano Joe Biden emitiu um comunicado avisando que os EUA poderiam reimpor sanções a Mianmar devido ao golpe militar. Na segunda-feira (1º), militares mianmarenses detiveram a conselheira de Estado e a líder da Liga Nacional para a Democracia (LND), Aung San Suu Kyi, o presidente Win Myint, e outros altos funcionários do país, … Read more

Ex-ministros da Defesa pedem respeito à Constituição e apelam aos militares

Os ex-ministros da Defesa dos governos Fernando Henrique, Lula, Dilma Rousseff e Michel Temer lançaram uma nota em defesa da Democracia e, ao mesmo tempo, apelam para as Forças Armadas que sigam os ditames constitucionais. No documento, os ex-ministros Aldo Rebelo, Celso Amorim, Jaques Vagner, José Viegas Filho, Nelson Jobim e Raul Jungmann apelam para … Read more

Bolsonaro convoca nova manifestação contra Congresso e STF para dia 31 de março

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) resolveu ir para o tudo ou nada, ao que parece, convocando nova manifestação contra o Supremo e o Congresso para o dia 31 de março. A data não poderia ser mais emblemática. Foi no dia 31 de março de 1964 que ocorreu o golpe militar. O regime fardado durou … Read more

PT recebeu alerta de golpe militar, diz revista CartaCapital

Reportagem do jornalista André Barrocal, na CartaCapital, afirma que o PT recebeu alerta de um golpe militar caso Jair Bolsonaro (PSL) seja derrotado nas urnas. LEIA TAMBÉM Joaquim Barbosa e Mario Sérgio Cortella no time de Fernando Haddad Segundo relato, agentes de inteligência das Forças Armadas estariam monitorando os principais dirigentes da campanha de Fernando … Read more

Toffoli apanha nas redes sociais por dizer que golpe militar de 1964 foi um movimento

O ministro Dias Toffoli começou “fraquejando” frente à presidência do STF e, por conta disso, ele está apanhando muito nas redes sociais, especialmente por dizer que o golpe militar de 1964 foi um movimento. Com a hashtag #FoiGolpeMilitarsim, os internautas classificam como vergonhosa a posição de Toffoli chamar de ‘movimento’ a ditadura militar de 1964 … Read more

“Golpe militar” na campanha de Bolsonaro

A facada sofrida pelo candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL) pode ter novos desdobramentos inesperados. É que o candidato a vice em sua chapa, o general reformado Hamilton Mourão, e seu partido (PRTB), entraram com pedido para Mourão assuma a cabeça da chapa. A decisão foi tomada em reunião do PRTB, sem consulta a Bolsonaro, … Read more

É mais fácil um golpe parlamentar do que militar

É muito mais palpável Rodrigo Maia (DEM-RJ), o “Botafogo” nas planilhas da Odebrecht, aproveitar-se da fraqueza de Michel Temer, do que os militares, que sequer conseguiram cuidar do Rio de Janeiro, e tomar o poder por meio de um golpe. Portanto, é mais fácil um golpe parlamentar. Note o caríssimo leitor que Maia começou a … Read more

Ditadura militar mandou executar opositores, diz documento da CIA

O serviço secreto dos Estados Unidos, a CIA, divulgou documento de 1974 revelando que a ditadura militar (1964-985) mandou executar sumariamente opositores do regime. Segundo o órgão norte-americano, o ditador Ernesto Geisel (1974-1979) teria ordenado o então chefe do SNI (Serviço Nacional de Inteligência), chefiado pelo general João Baptista Figueiredo, a continuar com as execuções … Read more

Anistia Internacional critica declarações do General do Exército Villas Boas

A Anistia Internacional é uma organização não governamental que defende os direitos humanos com mais de sete milhões de membros e apoiantes em todo o mundo. A entidade também repudiou as declarações do General Eduardo Villas Boas pressionando o Supremo Tribunal Federal (STF) a rejeitar o Habeas Corpus de Lula. Segundo a nota “as declarações … Read more

Em nota, PSOL repudia declaração do comandante do Exército

  O PSOL publicou uma nota oficial repudiando as declarações do general Vilas Boas na véspera (03) do julgamento do Habeas Corpus preventivo do ex-presidente Lula. O comandante do Exército usou sua conta no Twitter dizendo compartilhar os anseios dos “cidadãos de bem em repúdio à impunidade”. A declaração foi recebida como mais uma forma … Read more

Em nota, PT acusa Globo de incitar um novo golpe militar

O Partido dos Trabalhadores publicou na manhã desta quarta-feira (04) uma nota oficial acusando a Rede Globo de incentivar um novo golpe militar. Segundo a nota, a emissora quer “repetir o que fez em 1964, quando incitou chefes militares contra o governo constitucional de Jango Goulart.” O documento assinado pela senadora Gleisi Hoffmann, presidenta do PT, … Read more

Deputado do PT pede prisão de general que ameaçou STF com golpe militar

O deputado Jorge Solla (PT-BA) pediu nesta terça (3), em discurso na Câmara, a prisão imediata do general da reserva Luiz Gonzaga Schroeder Lessa, que ameaçou o STF com golpe militar. “Qual a capacidade que os 11 ministros do Supremo terão de julgar observando apenas a aplicação da constituição, quando há uma ameaça pública de … Read more

A vocação golpista da Globo ontem e hoje

A Rede Globo tem uma vocação golpista arraigada, um DNA antidemocrático, antinacional e antipopular. O grupo de comunicação sempre atuou contra os governos democráticos e as aspirações populares: foi assim contra o governo de Getúlio Vargas e a decretação do salário mínimo; conspirou com os militares pela derrubada de Jango Goulart e apoiou a ditadura … Read more

Golpe militar ocorria há 54 anos

Há 54 anos ocorria no Brasil o golpe militar. A historiografia diverge se o evento ocorreu no dia 31 de março ou 1º de abril — dia da mentira –, mas não titubeia ao afirmar que os 20 anos de autoritarismo ainda ferra o país com seu ranço. Além de ter representado um retrocesso democrático, … Read more

Revista Piauí retrata Michel Temer como ditador do Brasil

A revista Piauí, uma publicação abrigada na Folha, retratou Michel Temer como ditador do Brasil. Sob o título “A política dos generais”, a capa traz uma fotomontagem de Temer trajando farda militar, acompanhado dos ministros Moreira Franco e Raul Jungmann, do governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, e do presidente da Câmara, Rodrigo Maia. A … Read more

Revista Piauí retrata Michel Temer como ditador do Brasil

A revista Piauí, uma publicação abrigada na Folha, retratou Michel Temer como ditador do Brasil. Sob o título “A política dos generais”, a capa traz uma fotomontagem de Temer trajando farda militar, acompanhado dos ministros Moreira Franco e Raul Jungmann, do governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, e do presidente da Câmara, Rodrigo Maia. A … Read more

Coluna do Bruno Meirinho: No dia da mentira, lembremos o golpe de 64

mentira
Advogado Bruno Meirinho, em sua coluna deste 1º de abril, recorda do golpe militar de 1964, que ocorreu bem no dia da mentira, e comenta como o mesmo espírito golpista tomou conta da vida política nacional; ele afirma ainda que pedaladas fiscais não podem ser motivo cabal para o impeachment, pois foram praticadas muitas vezes em governos anteriores e também atualmente por governos estaduais; segundo o colunista, é preciso respeitar a vontade das urnas na eleição de 2014; articulista diz que manifestações contra Dilma se dão contra o “governo vermelho”, mas não têm relação com “roubo” e isto confirmaria a farsa; Meirinho ainda denuncia o presidente da Fiep, Pato Skaf, como sonegador de INSS; “Skaf faliu sua indústria já no ano 2000, e somente atua na Fiesp pela generosidade de outro industrial que o convidou para seu conselho de administração. Skaf deve uma fortuna em contribuições para o INSS, que seria revertida para a aposentadoria de seus ex-funcionários”, revela o colunista Bruno Meirinho.

Read more

Manifestante anti-Dilma é tucano e de centro-direita, diz pesquisa inédita

Segundo levantamento inédito da Paraná Pesquisas, manifestantes curitibano que foi às ruas domingo 15 contra Dilma tem ensino superior, preferência pelo PSDB, é de centro-direita, e votou em Aécio Neves; no 1º turno das eleições de outubro, o tucano Aécio Neves conquistou 72% dos votos na capital paranaense.
Segundo levantamento inédito da Paraná Pesquisas, manifestantes curitibano que foi às ruas domingo 15 contra Dilma tem ensino superior, preferência pelo PSDB, é de centro-direita, e votou em Aécio Neves; no 1º turno das eleições de outubro, o tucano Aécio Neves conquistou 72% dos votos na capital paranaense.

O diretor-presidente da Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo, foi a campo na sexta 13 e domingo 15 sondar os perfis dos manifestantes que foram às ruas de Curitiba a favor e contra a presidenta Dilma Rousseff (PT).

Segundo o levantamento inédito, publicado nesta terça (17) pelo jornal Gazeta do Povo, das 80 mil pessoas que protestaram contra Dilma e o PT na capital paranaense no domingo, 33,8% eram simpatizantes do PSDB e 77,62% diziam que votaram no senador mineiro Aécio Neves na eleição de outubro.

A Paraná Pesquisas também revelou hoje que  85,24% dos manifestantes entrevistados no domingo querem o impeachment de Dilma, mas apenas 10,43% dizem acreditar que a presidente praticou corrupção.

O instituto traçou um perfil tucano e de centro-direita para os paneleiros. Segundo a sondagem, 46% defendem uma intervenção militar “provisória” no país.

No entanto, chamou a atenção do Blog do Esmael a convergência de motivos que levou os dois grupos às ruas: a crise econômica, não a corrupção — como mostra a velha mídia. As duas manifestações, na sexta e no domingo, igualmente, diziam abominar a corrupção.

Murilo Hidalgo também pesquisou a “passeata vermelha” na sexta 13, a favor de Dilma, dos direitos dos trabalhadores e da Petrobras. De acordo com os números, igualmente prospectado entre os manifestantes, 58,9% preferiam o PT e 74,9% se declararam eleitores da petista.

Leia o infográfico da pesquisa inédita:

Read more

Fora Richa! leva mais gente para as ruas que o Fora Dilma!

Sábado passado, dia 21 de fevereiro, cinco mil pessoas foram à s ruas de Curitiba para pedir o impeachment do governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), que era xingado pelos manifestantes de caloteiro!. Hoje, também sábado, dia 28 de fevereiro, apenas 70 (setenta) pessoas compareceram protesto pró-impeachment da presidenta Dilma Rousseff (PT) e pelo golpe militar, … Read more

Artigo de Breno Altman: Abominável silêncio sobre o caso José Dirceu

Em novo artigo, o jornalista Breno Altman protesta contra a passividade da sociedade brasileira antes os abusos cometidos pelo Judiciário e pela mídia em relação a José Dirceu; "Há mais de quatro meses o ex-ministro José Dirceu de Oliveira e Silva cumpre pena em regime fechado, mesmo tendo sido condenado ao cumprimento inicial em sistema semiaberto. O presidente do STF, com a cumplicidade do juiz encarregado da execução penal, pisoteia ou posterga decisões da própria corte", diz ele; o que está em jogo, diz Altman, é a própria democracia brasileira; "O silêncio sobre o caso é tão abominável quanto aquele que, no passado, franqueou decisões do STF entregando Olga Benário ao nazismo ou chancelando o golpe militar de 1964".
Em novo artigo, o jornalista Breno Altman protesta contra a passividade da sociedade brasileira antes os abusos cometidos pelo Judiciário e pela mídia em relação a José Dirceu; “Há mais de quatro meses o ex-ministro José Dirceu de Oliveira e Silva cumpre pena em regime fechado, mesmo tendo sido condenado ao cumprimento inicial em sistema semiaberto. O presidente do STF, com a cumplicidade do juiz encarregado da execução penal, pisoteia ou posterga decisões da própria corte”, diz ele; o que está em jogo, diz Altman, é a própria democracia brasileira; “O silêncio sobre o caso é tão abominável quanto aquele que, no passado, franqueou decisões do STF entregando Olga Benário ao nazismo ou chancelando o golpe militar de 1964”.
Breno Altman*, via Brasil 247

Um espectro ronda a vida institucional e jurídica do país, movimentando-se na calada da sociedade e do Estado. Seus contornos podem ser definidos por uma pergunta: a democracia comporta o linchamento midiático e processual como ferramenta para eliminar inimigos políticos?

A questão leva nome e sobrenome. Há mais de quatro meses o ex-ministro José Dirceu de Oliveira e Silva cumpre pena em regime fechado, mesmo tendo sido condenado ao cumprimento inicial em sistema semiaberto. O presidente do STF, com a cumplicidade do juiz encarregado da execução penal, pisoteia ou posterga decisões da própria corte.

Não importa, a esses senhores e seus aliados, que a essência da acusação contra o líder petista tenha sido esvaziada pela absolvição acerca da formação de quadrilha. Afinal, sentenciado sem provas materiais ou testemunhais, Dirceu teve sua culpa determinada por uma teoria que considerava suficiente a função que eventualmente exercera no comando de suposto bando criminoso, cuja existência não é mais reconhecida.

O grupo chefiado pelo ministro Joaquim Barbosa, no entanto, resolveu virar as costas para a soberania da instituição que preside. Sob pretexto de regalias e privilégios que jamais se comprovam, mas emergem como verdadeiros nas páginas de jornais e revistas, a José Dirceu se nega o mais comezinho dos direitos. Permanece preso de forma ilegal, dia após dia, em processo no qual a justiça se vê substituída pela vingança.

Read more

Quem é a direita brasileira?

por Breno Altman, especial para o Brasil 247

Em artigo exclusivo para o 247, o jornalista Breno Altman disseca o pensamento da nova direita brasileira, que tem Reinaldo Azevedo como um de seus expoentes; "Sob o rótulo de 'direita democrática', o que respira é uma concepção liberal-fascista", lembra Altman. "Não é de hoje que direitistas recorrem a truques de maquiagem para não serem reconhecidos. A mais comum dessas prestidigitações tem sido a de se enrolar em supostas bandeiras democráticas para cometer malfeitos", afirma, lembrando o apoio da direita a golpes e quebras institucionais; sobre Azevedo, Altman nega que se trate de um rottweiler e o compara a um cachorrinho de madame. Ainda assim, adverte sobre o perigo que representa. "Claro que o ladrar de Azevedo e seus parceiros não é capaz, nos dias que correm, de ameaçar a estrutura democrática do país. Mas choca o ovo da serpente pelas ideias e valores que representa"; leia a íntegra.
Em artigo exclusivo para o 247, o jornalista Breno Altman disseca o pensamento da nova direita brasileira, que tem Reinaldo Azevedo como um de seus expoentes; “Sob o rótulo de ‘direita democrática’, o que respira é uma concepção liberal-fascista”, lembra Altman. “Não é de hoje que direitistas recorrem a truques de maquiagem para não serem reconhecidos. A mais comum dessas prestidigitações tem sido a de se enrolar em supostas bandeiras democráticas para cometer malfeitos”, afirma, lembrando o apoio da direita a golpes e quebras institucionais; sobre Azevedo, Altman nega que se trate de um rottweiler e o compara a um cachorrinho de madame. Ainda assim, adverte sobre o perigo que representa. “Claro que o ladrar de Azevedo e seus parceiros não é capaz, nos dias que correm, de ameaçar a estrutura democrática do país. Mas choca o ovo da serpente pelas ideias e valores que representa”; leia a íntegra.
O sr. Reinaldo Azevedo, a quem injustamente referiu-se a ombudsman da Folha de S. Paulo como rottweiler do conservadorismo, continua a desmentir sua colega de redação. Qualquer comparação com uma raça canina tão forte e cheia de personalidade é realmente despropositada. Se o nobre animal lesse jornal, provavelmente se sentiria insultado. O colunista, tanto pelas posições que defende quanto por estilo, está mais para cachorrinho de madame.

Deu-nos mais uma prova, no dia 6 de dezembro, em artigo intitulado “Direita já!”, de qual é o seu pedigree. A ideia básica é que falta, no Brasil, uma força política que tenha competitividade eleitoral e, abraçando claramente valores de direita, faça oposição ao governo. Ou que acredite na hipótese de se tornar dominante exatamente por defender esses valores. Ainda mais longe vai o santarrão do conservadorismo: o PT provavelmente continuará a governar porque não seria possível “candidatura de oposição sem valores de oposição”.

O que Azevedo esconde do leitor, por ignorância ou má fé, são as razões pelas quais a direita brasileira atua disfarçada. Esse campo ideológico, afinal, esteve historicamente comprometido com a quebra da Constituição, o golpismo e a instituição de ditaduras. Seus valores de raiz são o autoritarismo, o racismo de índole escravocrata, o preconceito social, o falso moralismo e a submissão à s nações que mandam no mundo. Vamos combinar que não é fácil conquistar apoios com essa carranca.

Read more