20 de março de 2015
por Esmael Morais
14 Comentários

Paulo Rossi: “O prefeito Fruet também frequentava o ‘Comitê Lealdade'”

O fantasma do “Comitê Lealdade” formado por dissidentes do PRTB, em 2008, para apoiar a reeleição do então prefeito Beto Richa (PSDB), voltou neste início de outono a assombrar os políticos curitibanos.

O presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT), Paulo Rossi, nesta sexta, pediu direito de respostas em cima da coluna do secretário Municipal de Governo, Ricardo Mac Donald, que enxergou viés político-eleitoral na greve dos garis encerrada ontem.

Mac Donald afirmou na coluna que conhece a ficha do dirigente Manassés Oliveira, do Siemaco, sindicato dos trabalhadores na limpeza pública, ex-comandante do “Comitê Lealdade” financiado com recursos de caixa 2. “Vemos uma greve política com objetivo de desgastar a administração municipal”, disparou.

Pois bem, Paulo Rossi divulgou esta tarde fotos de quando o então deputado Gustavo Fruet era assíduo frequentador do mesmo “Comitê Lealdade”.

“Ao invés de tentar desqualificar o trabalho de dirigentes que lutam pela classe que representam, o secretário deveria cobrar a empresa que detém a coleta de lixo, a CAVO, importante doadora de recursos em campanhas eleitorais, reconhecimento do trabalho dos garis”, contra-atacou o presidente da UGT.

A seguir, leia a íntegra do direito de resposta:

Prezado amigo e blogueiro Esmael Morais,

No seu respeitado blog desta sexta-feira, o secretário de governo(?) da Prefeitura de Curitiba, Ricardo Mac Donald, na coluna semanal, tenta vincular a greve dos garis, encerrada ontem, quinta-feira, ao fato do companheiro Manassés Oliveira, presidente do Siemaco – Sindicato que representa a categoria, então vereador em 2008, ter participado do “Comitê Lealdade” de apoio à reeleição do prefeito Beto Richa(PSDB).

O mesmo secretário e colunista nas horas vagas tenta fugir das responsabilidades do município em garantir salários e condições dignas de trabalho aos trabalhadores da limpeza urbana da capital paranaense, imputando ao movimento paredista a sua relação com grupos de oposição ao atual prefeito.

Ao invés de tentar desqualificar o trabalho de dirigentes sindicais que lutam pela classe que representam, o p Leia mais

19 de março de 2015
por Esmael Morais
12 Comentários

Trabalhadores da limpeza pública de Curitiba mantêm greve

coleta.jpgReunidos em assembleia geral na tarde de quarta-feira (18), os trabalhadores da limpeza pública de Curitiba decidiram manter a greve por melhores salários e melhores condições de trabalho.

Eles rejeitaram a proposta intermediada pelo Ministério Público do Trabalho que oferecia reajuste de 9,7% nos salários e 16% nos tíquetes (10% em março e 6% em setembro). Nova rodada de negociação está marcada para a tarde de hoje, quinta-feira (19/3), com a intermediação do MPT.

Representados pelo Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio e Conservação (Siemaco) e pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários (Sitro), ambos filiados à UGT, são mais 3 mil trabalhadores em greve. Leia mais

20 de março de 2014
por Esmael Morais
27 Comentários

“Falta até papel higiênico para os servidores da Prefeitura de Curitiba”, denuncia líder sindical

O presidente da UGT, Paulo Rossi, denunciou hoje que falta até papel higiênico! nos banheiros para os servidores da Prefeitura de Curitiba; segundo Luiz Vecchi, presidente do Sindicato da Guarda Municipal de Curitiba (Sigmuc), o prefeito Gustavo Fruet copia o "choque de gestão" do governador Beto Richa; O choque de gestão de Fruet é copiada do Beto Richa. à‰ tudo perfeito na propaganda. No entanto, falta o papel higiênico nos banheiros!, reforçou, ao citar a propaganda de página inteira sobre a Guarda Municipal, que realiza paralisação nesta quinta; educadores dos CMEis continuam em greve, apesar da decisão judicial que considera ilegal o movimento; petistas informam que não vão afrouxar o sutiã! para o aliado pedetista, haja vista que a vice-prefeita Mirian Gonçalves é do PT; Richa e Dilma também enfrentam greve; servidores da saúde do Paraná continuam de braços cruzados e professores ameaçam parar por tempo indeterminado a partir de 29 de março; e, por fim, a Polícia Federal deflagra campanha hoje.

O presidente da UGT, Paulo Rossi, denunciou hoje que falta até papel higiênico! nos banheiros para os servidores da Prefeitura de Curitiba; segundo Luiz Vecchi, presidente do Sindicato da Guarda Municipal de Curitiba (Sigmuc), o prefeito Gustavo Fruet copia o “choque de gestão” do governador Beto Richa; O choque de gestão de Fruet é copiada do Beto Richa. à‰ tudo perfeito na propaganda. No entanto, falta o papel higiênico nos banheiros!, reforçou, ao citar a propaganda de página inteira sobre a Guarda Municipal, que realiza paralisação nesta quinta; educadores dos CMEis continuam em greve, apesar da decisão judicial que considera ilegal o movimento; petistas informam que não vão afrouxar o sutiã! para o aliado pedetista, haja vista que a vice-prefeita Mirian Gonçalves é do PT; Richa e Dilma também enfrentam greve; servidores da saúde do Paraná continuam de braços cruzados e professores ameaçam parar por tempo indeterminado a partir de 29 de março; e, por fim, a Polícia Federal deflagra campanha hoje.

O blog teve informações sobre como será o comportamento do PT nas greves e movimentos de pressão contra a administração Gustavo Fruet (PDT). O Partido dos Trabalhadores tem forte influência nos sindicatos que reivindicam melhorias salariais e valorização profissional, mas não pretende “afrouxar o sutiã” para o aliado de quem tem a vice Mirian Gonçalves. ... 

Leia mais

19 de março de 2014
por Esmael Morais
6 Comentários

Curitiba transformada hoje na ‘capital nacional da greve’

Diversas categorias protestam hoje e transforma Curitiba na 'capital nacional da greve'; manifestantes não descartam "unificar" marcha rumo ao Palácio Iguaçu e Prefeitura de Curitiba, no Centro Cívico; professores da rede pública estadual, educadores municipais e garis estão paralisados na capital; "Se hay gobierno, soy contra", dizia o revolucionário argentino Ernesto "Che" Guevara.

Diversas categorias protestam hoje e transforma Curitiba na ‘capital nacional da greve’; manifestantes não descartam “unificar” marcha rumo ao Palácio Iguaçu e Prefeitura de Curitiba, no Centro Cívico; professores da rede pública estadual, educadores municipais e garis estão paralisados na capital; “Se hay gobierno, soy contra”, dizia o revolucionário argentino Ernesto “Che” Guevara.

“Se hay gobierno, soy contra”, dizia o revolucionário argentino Ernesto “Che” Guevara. Essa frase expressa bem o que acontece nesta quarta-feira, dia 19, em Curitiba, transformada em ‘capital nacional da greve’ de diversos segmentos laborais. ... 

Leia mais

Esmael Morais 2009-2019. O Blog do Esmael é liberto das excludentes convenções mercantis Copyright ©. O site não cobra pelos direitos autorais, portanto, pode e deve ser reproduzido no todo ou em parte, além de ser liberado para distribuição desde que preservado seu conteúdo e o nome do autor. | A política como ela é em tempo real.

Topo