11 de março de 2015
por Esmael Morais
7 Comentários

Até o Papa Francisco defende financiamento público de campanha

da ANSA Brasil
pope.jpgO papa Francisco defendeu que as campanhas eleitorais sejam financiadas com dinheiro público para evitar que “interesses” influenciem a atuação dos candidatos. A declaração está em uma entrevista do Pontífice à  revista “La Carcova News”, publicação paroquial de um bairro pobre da periferia de Buenos Aires. ... 

Leia mais

4 de dezembro de 2014
por Esmael Morais
16 Comentários

Saia Justa coloca Gilmar Mendes em saia justa: Devolve!

via Brasil 247
saia

“Vergonha alheia”. Esse é o sentimento da apresentadora Astrid Fontenelle, do programa Saia Justa, do canal GNT, da Globo, em relação ao ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal.

Ontem, no episódio do programa, ela protestou contra o pedido de vista feito por Gilmar há oito meses sobre uma ação no STF que veda as doações de empresas a partidos políticos. A decisão já foi tomada pelos ministros da suprema corte, por seis votos a um, mas só não foi implementada em razão do pedido de Gilmar.

No programa, uma imagem de Gilmar foi exibida com a legenda “VPP”, que significa “Vergonha pela pessoa”. Astrid enfatizou que sente vergonha por Gilmar, pela esposa e pela secretária do ministro.

Em seguida, a atriz Maria Ribeiro, que atua na novela Império, foi irônica. “Talvez ele não tenha tido tempo ainda para entender a questão”, afirmou, pontuando que o caso está há oito meses na gaveta de Gilmar.

A jornalista Barbara Gancia, em seguida, falou com seriedade. Disse que o financiamento privado é o principal fator que corrompe a democracia no Brasil e em outros países do mundo. “Precisamos tomar a democracia nas nossas mãos”, afirmou.

Em seguida, Mônica Martelli se juntou ao coro e, ao lado de Barbara, Maria e Astrid, puxou um “devolve, Gilmar”, em alto e bom som. Leia mais

18 de novembro de 2014
por Esmael Morais
5 Comentários

Câmara discute reforma política; Jurista Luiz Fernando Pereira é o único paranaense no debate

pereirab

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) discute nesta terça-feira (18) com representantes de movimentos sociais, advogados e cientistas políticos duas propostas que alteram regras para reeleição, criação de partidos, coligações eleitorais, distribuição de recursos do fundo partidário e de tempo de TV (PECs 325/13 e 344/13).

O debate foi proposto no fim do ano passado pelo deputado licenciado Ricardo Berzoini (PT-SP).! Com as recentes denúncias da operação Lava Jato, em que empreiteiras teriam pago propina para partidos e parlamentares em troca de favores na Petrobras, o debate da reforma política e do financiamento público de campanha voltou à  tona, como uma forma de combater a corrupção eleitoral e poder econômico na escolha dos governantes.

O advogado Luiz Fernando Pereira é o único paranaense convidado para o debate. Pereira é graduado pela PUCPR e Doutor e Mestre em Direito Processual Civil pela UFPR. à‰ professor de Direito da Pós-Graduação do Instituto Romeu Bacellar e da Escola da Magistratura do Paraná e autor de livros e de inúmeros artigos, cursos e palestras na área do Direito Processual Civil e do Direito Empresarial. Leia mais

5 de agosto de 2014
por Esmael Morais
33 Comentários

Aécio e àlvaro abrem mão de salários, mas mantêm estruturas de marajás no Senado

Os senadores àlvaro Dias e Aécio Neves anunciam que abriram mão de salários em função da campanha, mas mantêm estrutura de marajás no Senado com até 105 funcionários em Brasília e nos estados; "E a presidente, também vai abrir?", provoca o presidenciável tucano; Blog do Esmael pergunta no plano local, no Paraná, e aí governador Beto Richa, não também vai abrir?; a demagogia visa engabelar os eleitores mais desavisados; ora, por que os parlamentares do PSDB não exoneram o exército de comissionados que têm nos gabinetes e renunciam a seus mandatos, não seria mais justo?

Os senadores àlvaro Dias e Aécio Neves anunciam que abriram mão de salários em função da campanha, mas mantêm estrutura de marajás no Senado com até 105 funcionários em Brasília e nos estados; “E a presidente, também vai abrir?”, provoca o presidenciável tucano; Blog do Esmael pergunta no plano local, no Paraná, e aí governador Beto Richa, não também vai abrir?; a demagogia visa engabelar os eleitores mais desavisados; ora, por que os parlamentares do PSDB não exoneram o exército de comissionados que têm nos gabinetes e renunciam a seus mandatos, não seria mais justo?

Há duas semanas o senador àlvaro Dias (PSDB-PR), que luta para manter-se no cargo, abusou [mais uma vez] da demagogia visando tocar o coração do eleitor mais desavisado: abriu mão do salário como parlamentar.  ... 

Leia mais