17 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
19 Comentários

Empréstimo de R$ 817 milhões ao Paraná ainda pode bater na trave, alerta Requião

Roberto Requião, pré-candidato ao Palácio Iguaçu, alerta incautos que liminar concedida pelo STF, na semana passada, não quer dizer que o empréstimo de R$ 817 milhões será liberado; é uma decisão precária e pode cair a qualquer momento porque é evidente que houve manobra fiscal nas contas do governo do estado!, considera o jurista Luiz Fernando Delazari, ex-secretário da Segurança e assessor jurídico do senador peemedebista; mesmo entendimento tem o deputado André Vargas (PT), vice-presidente da Câmara: "Eu quero te vender um carro, mas você está no Seproc. Suspendo a venda porque tenho risco, posso não receber o valor!, compara o petista; O governo do Paraná paga todos os meses R$ 225 milhões a aposentados e pensionistas, mas informa como aporte financeiro. Isso é um

Roberto Requião, pré-candidato ao Palácio Iguaçu, alerta incautos que liminar concedida pelo STF, na semana passada, não quer dizer que o empréstimo de R$ 817 milhões será liberado; é uma decisão precária e pode cair a qualquer momento porque é evidente que houve manobra fiscal nas contas do governo do estado!, considera o jurista Luiz Fernando Delazari, ex-secretário da Segurança e assessor jurídico do senador peemedebista; mesmo entendimento tem o deputado André Vargas (PT), vice-presidente da Câmara: “Eu quero te vender um carro, mas você está no Seproc. Suspendo a venda porque tenho risco, posso não receber o valor!, compara o petista; O governo do Paraná paga todos os meses R$ 225 milhões a aposentados e pensionistas, mas informa como aporte financeiro. Isso é um “olé” na Lei de Responsabilidade Fiscal, um crime!, explica Delazari.

O governo Beto Richa (PSDB) soltou rojões com uma liminar concedida pelo ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), reconhecendo a legalidade da documentação do Tribunal de Contas do Estado (TCE) que atesta as “boas” condições financeira do Paraná. à‰ aqui que começam os problemas. ... 

Leia mais

12 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
36 Comentários

à€s lágrimas, Richa desabafa: apesar de Gleisi, liminar garantiu empréstimo de R$ 817 milhões ao PR

Segundo fonte no Palácio Iguaçu, Beto Richa foi à s lágrimas quando soube da liminar do STF que liberou R$ 817 milhões de empréstimo do Proinveste ao PR; nas redes sociais, sem citar o nome de Gleisi, o governador desabafou: "A injustiça, que vinha sendo imposta por obstáculos políticos colocados pelos adeptos do quanto pior melhor, foi reparada"; líder do governo tucano na Assembleia, deputado Ademar Traiano, em sua coluna de hoje, nominou a senadora do PT como "entrave" aos interesses do estado; estranhamente, os tucanos têm poupado o senador Roberto Requião (PMDB); pelo que se tem notícia, é o peemedebista que tem exigido garantias e explicações do governo do PSDB sobre os empréstimos e não Gleisi Hoffmann; afinal, por que Traiano e Richa tratam com "carinho" o ex-governador e tratam na "pancada" a moça do PT? Por quê?

Segundo fonte no Palácio Iguaçu, Beto Richa foi à s lágrimas quando soube da liminar do STF que liberou R$ 817 milhões de empréstimo do Proinveste ao PR; nas redes sociais, sem citar o nome de Gleisi, o governador desabafou: “A injustiça, que vinha sendo imposta por obstáculos políticos colocados pelos adeptos do quanto pior melhor, foi reparada”; líder do governo tucano na Assembleia, deputado Ademar Traiano, em sua coluna de hoje, nominou a senadora do PT como “entrave” aos interesses do estado; estranhamente, os tucanos têm poupado o senador Roberto Requião (PMDB); pelo que se tem notícia, é o peemedebista que tem exigido garantias e explicações do governo do PSDB sobre os empréstimos e não Gleisi Hoffmann; afinal, por que Traiano e Richa tratam com “carinho” o ex-governador e tratam na “pancada” a moça do PT? Por quê?

O governador Beto Richa (PSDB), pelo Facebook, comemorou nesta quarta (12) liminar concedida pelo ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), que libera empréstimo de R$ 817 milhões do Programa de Apoio ao Investimento de Estados e do Distrito Federal (Proinveste). ... 

Leia mais