27 de abril de 2018
por editor
Comentários desativados em IBGE: Desemprego sobe e atinge 13,7 milhões de trabalhadores

IBGE: Desemprego sobe e atinge 13,7 milhões de trabalhadores

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta manhã (27) os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) que apontam aumentos na taxa de desemprego no primeiro trimestre de 2018. O número de trabalhadores desocupados atingiu 13,7 milhões, subindo 11,2% em relação ao trimestre anterior. ... 

Leia mais

3 de junho de 2014
por esmael
9 Comentários

Prato forte de Dilma na reeleição, emprego formal cresce no Brasil

do Brasil 247
Um dos temas que integram o centro do debate eleitoral !“ e peça de resistência na estratégia de reeleição da presidente Dilma Rousseff -, o emprego com carteira assinada avançou mais uma vez para o centro da cena. O IBGE divulgou nesta terça-feira 3 uma elevação no desemprego, que subiu para 7,1%, mas há outra estatística que mantém a margem de conforto para o governo: a taxa de carteiras de trabalho assinadas na sociedade.

Com aumento de 1,6 ponto percentual em relação ao primeiro trimestre de 2013, a gestão da presidente contabiliza 91,2 milhões de trabalhadores inseridos no mercado formal no primeiro semestre. Trata-se de 1,8 milhão a mais do que no mesmo período do ano passado, mas 600 mil a menos do que no último trimestre de 2013.

Apesar da oscilação negativa de agora, a comparação histórica ainda é muito favorável para a presidente Dilma. A série histórica de medição das carteiras assinadas começou em março de 2003. Desde então, o índice subiu impressionantes 56,3%, ou cerca de 40 milhões de vagas formais, contra um aumento de 26,2% na população ocupada.

Como antídoto para as projeções de diminuição na criação de vagas de trabalho para os próximos meses, contra as quais o governo vai emitindo medidas de incentivo a diferentes setores da economia, o cotejamento histórico continua nos planos dos marqueteiros da presidente.

Abaixo, notícia da Agência Brasil a respeito dos últimos dados do emprego no Brasil:

Número de trabalhadores com carteira assinada cresce 1,6 ponto percentual

Nielmar de Oliveira – No primeiro trimestre deste ano, 77,7% dos empregados do setor privado tinham carteira de trabalho assinada, o que representa avanço de 1,6 ponto percentual em relação ao primeiro trimestre de 2013. Entre os trabalhadores domésticos, a pesquisa mostrou que 31,4% tinham carteira de trabalho assinada, um quadro que não se alterou no ano.

Os dados constam da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad) Contínua, divulgada hoje (3) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os números indicam que, enquanto o Sul e o Sudeste têm os Leia mais