19 de outubro de 2015
por admin
8 Comentários

Bancários entram na 3ª semana de greve sem perspectiva de negociação

bancariosA greve dos bancários de todo o país está entrando na terceira semana, mantendo viés de alta na paralisação. Em Curitiba e Região Metropolitana, a paralisação já atinge 75% da rede bancária, com o avanço da greve pelos bairros mais distantes. Segundo o Sindicato dos Bancários, cerca de 13,8 mil bancários de 301 agências e 11 centros administrativos estão parados.

Os trabalhadores bancários da capital realizaram na sexta-feira (16) uma assembleia para discutir os rumos e a organização do movimento. A possibilidade do fim da greve sequer foi discutida visto que os bancos ainda não sinalizaram com nenhuma negociação. Leia mais

14 de outubro de 2015
por admin
1 Comentário

Greve dos bancários cresce mas persiste o silêncio dos banqueiros

bancos

A greve dos trabalhadoros bancários iniciada no último dia 6 de outubro entrou com força na segunda semana nos 26 estados e no Distrito Federal. Quase 12 mil do total de 18 mil agências bancárias do país estão paralisadas.

Em Curitiba e Região Metropolitana estão paradas 255 agências bancárias e 11 centros administrativos. A estimativa de adesão é de quase 13 mil bancários, chegando a 70% da categoria em greve.

Segundo o presidente do Sindicato dos Bancários de Curitiba e Região, Elias Jordão, apesar da força do movimento, a Febrabam ainda não sinalizou com nenhuma possibilidade de negociação, o que demonstra o descaso com os trabalhadores e com a população, apesar dos lucros absurdos dos bancos. Leia mais

6 de outubro de 2015
por admin
3 Comentários

Greve dos bancários começa com adesão alta por todo o Paraná

Os trabalhadores bancários de todo o país entraram em greve por tempo indeterminado, a partir desta terça-feira (6). No estado do Paraná o movimento paredista começou com adesão alta, com cerca de 50% de agências fechadas. Na região central de Curitiba, a adesão é próxima a 100%.

O Blog do Esmael ouviu o presidente do Sindicato dos Bancários de Curitiba e Região, Elias Jordão, que falou sobre o início da paralisação, confirmando a adesão quase total na área central da capital paranaense. Agora, os dirigentes do sindicato estão se dirigindo para os bairros e para a Região Metropolitana.

Segundo o sindicalista, a pauta de reivindicações é extensa, mas a três principais revindicações são: 1) a melhoria das condições de trabalho, com o fim das metas abusivas; 2) o fim das demissões e da alta rotatividade de trabalhadores; e 3) o reajuste de 16% que contempla a reposição da inflação do ano, mais o aumento real de 5,7%.

Elias afirmou ainda que o movimento começou sem incidentes até o momento, visto que os caixas eletrônicos continuam funcionando. Ele aproveitou para pedir a compreensão e o apoio da população, pois várias reivindicações dos bancários não atendem somente a categoria, mas são de interesse de toda a população, como a queda dos juros e o fim dos lucros abusivos dos bancos.

Em breve, novas atualizações.

Leia mais